terça-feira, 23 de abril de 2019

GREVE NACIONAL DA EDUCAÇÃO: Dia 15 de maio começa a luta contra a reforma da previdência


Apoio aos professores e a todos os profissionais da educação, em cada município do Brasil, participe - não deixe Bolsonaro "roubar" sua aposentadoria com a dita e maldita reforma da previdência


Miguel Schincariol/AFP

Greve Nacional da Educação  - Dia 15 de Maio para tudo

“Vamos parar tudo, o protesto vai envolver técnicos administrativos, professoras e professores da rede privada e pública. No dia 15 de maio realizaremos a Greve Nacional da Educação contra a reforma da Previdência que acaba com a nossa aposentadoria”. A afirmação é do coordenador-geral da Contee, Gilson Reis, que chama todos os trabalhadores de estabelecimentos de ensino e entidades filiadas a organizarem e divulgarem o movimento.

O Dia da Greve Nacional da Educação está sendo convocado pela Contee, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e outras entidades nacionais do setor e conta com o apoio das centrais sindicais que pretendem organizar uma greve geral contra a reforma.

A proposta do Governo Bolsonaro de reforma da Previdência prejudica os trabalhadores em educação de todo o país, principalmente as mulheres. Só de professores, são 2,2 milhões, 80% mulheres, que têm seus direitos afetados. Atualmente, as professoras se aposentam com 50 anos de idade e 25 de contribuição, e os professores com 55 anos de idade e 30 de contribuição. Pelas novas regras propostas, as professoras serão as maiores prejudicadas. O tempo mínimo de contribuição para a aposentadoria é estipulado em 30 anos, aumento de 5 anos para as professoras. Já em relação à idade mínima de 60 anos, serão 5 anos a mais para os homens e 10 anos a mais para as mulheres.

Para alcançar a aposentadoria integral (média das contribuições pagas), o tempo exigido é de 40 anos para professores e professoras. Com isso, as mulheres teriam que contribuir obrigatoriamente 10 anos a mais para obter o benefício integral. A mudança na regra do cálculo também reduz o valor dos benefícios. Hoje são dispensados 20% das menores contribuições. Pela nova regra até essas contribuições, totalizando 100%, serão levadas em conta.

Caso o governo insista na proposta, a greve geral dos trabalhadores em educação poderá se estender por tempo indeterminado. “Os direitos sociais estão sendo destruídos e não podemos aceitar isso. O descaso do governo com a educação é gritante, como demonstra a crise no MEC”, denuncia Gilson. “Vamos nos unir, nos mobilizar, ocupar as ruas. Temos que lutar pelos nossos direitos. Não podemos deixar que rasguem a Constituição Federal. Vamos conversar com os estudantes e pais, esclarecer a situação péssima pela qual passa o país. Precisamos de um plano econômico, de emprego, de valorização do salário mínimo. Repudiamos essa reforma da Previdência”, completa.

O movimento está sendo convocado com a palavra de ordem: “Contra o desmonte da aposentadoria, rumo à greve geral. Ninguém nasce só para trabalhar, aposentadoria é direito do cidadão”.


segunda-feira, 22 de abril de 2019

Bolsonaro esconde os dados da previdência - o déficit é uma mentira


Collor e Bolsonaro: cada dia mais parecido - um durou 2 anos o outro...

Inflação em alta, Brasil em Baixa - desemprego, milícia, a economia despenca - o caos Bolsonaro já chegou




Recessão com inflação e desemprego - o caos vem aí

A inflação de março disparou nos principais índices, pelo IBGE o IPCA registrou 0,75%  e o INPC foi a 0,77%. O IGP-M da FGV trouxe um alerta ainda maior, a inflação atingiu 1,26%.

A inflação em 2019, sob o caos do governo Bolsonaro vai para a casa dos 2 dígitos.

Bolsonaro é o Macri brasileiro: inflação, desemprego e a economia despencando.

Para o mês de abril as prévias continuam apontando para a alta dos índices, não é apenas o tomate, tudo aumenta, exceto o PIB.

Os sinais ruins emitidos pelo governo Bolsonaro já contaminaram qualquer projeção para a economia, até o Banco Central, órgão do governo, joga a expectativa de crescimento do PIB para o chão.

Arma, moto e jet ski

Bolsonaro, que nem Collor, não tem projeto para o Brasil, ambos são "presidentes fakes", montam um circo para distrair o verdadeiro confisco dos direitos e da esperança de um povo.

Os "fakes" tem muito mais em comum do que podemos imaginar, a começar pela incapacidade dos seus auxiliares mais próximos, caso do sujeito de nome Azevedo e Silva, um político que se fantasiou a vida toda de militar. 

Um governo que tem esse tipo de ministro não levará o país a lugar nenhum, apenas ao ocaso, para uma longa noite escura e sombria!




Tome moto, bala e jet ski - sobreviva!

domingo, 21 de abril de 2019

HOMILIA DO PAPA FRANCISCO PARA A PÁSCOA

Páscoa, festa da remoção das pedras mais duras: a morte, o pecado, o medo, o mundanismo (homilia do Papa Francisco)





"Porque não te decides a deixar aquele pecado que, como pedra à entrada do coração, impede à luz divina de entrar? Porque, aos lampejos cintilantes do dinheiro, da carreira, do orgulho e do prazer, não antepões Jesus, a luz verdadeira? Porque não dizes às vaidades mundanas que não é para elas que vives, mas para o Senhor da vida?"




1. As mulheres vão ao túmulo levando os aromas, mas temem que a viagem seja inútil, porque uma grande pedra bloqueia a entrada do sepulcro. O caminho daquelas mulheres é também o nosso caminho; lembra o caminho da salvação, que voltamos a percorrer nesta noite. Nele, parece que tudo se vai estilhaçar contra uma pedra: a beleza da criação contra o drama do pecado; a libertação da escravatura contra a infidelidade à Aliança; as promessas dos profetas contra a triste indiferença do povo. O mesmo se passa na história da Igreja e na história de cada um de nós: parece que os passos dados nunca levem à meta. E assim pode insinuar-se a ideia de que a frustração da esperança seja a obscura lei da vida.

Hoje, porém, descobrimos que o nosso caminho não é feito em vão, que não esbarra contra uma pedra tumular. Uma frase incita as mulheres e muda a história: «Porque buscais o Vivente entre os mortos?» (Lc 24, 5); porque pensais que tudo seja inútil, que ninguém possa remover as vossas pedras? Porque cedeis à resignação e ao fracasso? A Páscoa é a festa da remoção das pedras. Deus remove as pedras mais duras, contra as quais vão embater esperanças e expetativas: a morte, o pecado, o medo, o mundanismo. A história humana não acaba frente a uma pedra sepulcral, já que hoje mesmo descobre a «pedra viva» (cf. 1 Ped 2, 4): Jesus ressuscitado. Como Igreja, estamos fundados sobre Ele e, mesmo quando desfalecemos, mesmo quando somos tentados a julgar tudo a partir dos nossos fracassos, Ele vem fazer novas todas as coisas, inverter as nossas deceções. Nesta noite, cada um é chamado a encontrar, no Vivente, Aquele que remove do coração as pedras mais pesadas. Perguntemo-nos, antes de mais nada: Qual é a minha pedra a ser removida, como se chama?

Muitas vezes, a esperança é obstruída pela pedra da falta de confiança. Quando se dá espaço à ideia de que tudo corre mal e que sempre vai de mal a pior, resignados, chegamos a crer que a morte seja mais forte que a vida e tornamo-nos cínicos e sarcásticos, portadores dum desânimo doentio. Pedra sobre pedra, construímos dentro de nós um monumento à insatisfação, o sepulcro da esperança. Lamentando-nos da vida, tornamos a vida dependente das lamentações e espiritualmente doente. Insinua-se, assim, uma espécie de psicologia do sepulcro: tudo termina ali, sem esperança de sair vivo. Mas, eis que surge a pergunta desafiadora da Páscoa: Porque buscais o Vivente entre os mortos? O Senhor não habita na resignação. Ressuscitou, não está lá; não O procures, onde nunca O encontrarás: não é Deus dos mortos, mas dos vivos (cf. Mt 22, 32). Não sepultes a esperança!

Há uma segunda pedra que, muitas vezes, fecha o coração: a pedra do pecado. O pecado seduz, promete coisas fáceis e prontas, bem-estar e sucesso, mas, depois, dentro deixa solidão e morte. O pecado é procurar a vida entre os mortos, o sentido da vida nas coisas que passam. Porque buscais o Vivente entre os mortos? Porque não te decides a deixar aquele pecado que, como pedra à entrada do coração, impede à luz divina de entrar? Porque, aos lampejos cintilantes do dinheiro, da carreira, do orgulho e do prazer, não antepões Jesus, a luz verdadeira (cf. Jo 1, 9)? Porque não dizes às vaidades mundanas que não é para elas que vives, mas para o Senhor da vida?

2. Voltemos às mulheres que vão ao sepulcro de Jesus… À vista da pedra removida, sentem-se perplexas; ao ver os anjos, ficam – diz o Evangelho – «amedrontadas» e «voltam o rosto para o chão» (Lc 24, 5). Não têm a coragem de levantar o olhar. Quantas vezes nos acontece o mesmo! Preferimos ficar encolhidos nos nossos limites, escondidos nos nossos medos. É estranho! Porque o fazemos? Muitas vezes porque, no fechamento e na tristeza, somos nós os protagonistas, porque é mais fácil ficarmos sozinhos nas celas escuras do coração do que abrir-nos ao Senhor. E, todavia, só Ele levanta. Uma poetisa escreveu: «Só conhecemos a nossa altura, quando somos chamados a levantar-nos» (E. Dickinson, Nunca sabemos quão alto estamos nós). O Senhor chama-nos para nos levantarmos, ressuscitarmos à sua Palavra, olharmos para o alto e crermos que estamos feitos para o Céu, não para a terra; para as alturas da vida, não para as torpezas da morte: Porque buscais o Vivente entre os mortos?

Deus pede-nos para olharmos a vida como a contempla Ele, que em cada um de nós sempre vê um núcleo incancelável de beleza. No pecado, vê filhos carecidos de ser levantados; na morte, irmãos carecidos de ressuscitar; na desolação, corações carecidos de consolação. Por isso, não temas! O Senhor ama esta tua vida, mesmo quando tens medo de a olhar de frente e tomar a sério. Na Páscoa, mostra-te quanto a ama. Ama-a a ponto de a atravessar toda, experimentar a angústia, o abandono, a morte e a mansão dos mortos para de lá sair vitorioso e dizer-te: «Não estás sozinho, confia em Mim!» Jesus é especialista em transformar as nossas mortes em vida, os nossos lamentos em dança (cf. Sal 30, 12). Com Ele, podemos realizar também nós a Páscoa, isto é, a passagem: passagem do fechamento à comunhão, da desolação ao conforto, do medo à confiança. Não fiquemos a olhar para o chão amedrontados, fixemos Jesus ressuscitado: o seu olhar infunde-nos esperança, porque nos diz que somos sempre amados e que, não obstante tudo o que possamos combinar, o amor d’Ele não muda. Esta é a certeza não negociável da vida: o seu amor não muda. Perguntemo-nos: Na vida, para onde olho? Contemplo ambientes sepulcrais ou procuro o Vivente?

3. Porque buscais o Vivente entre os mortos? As mulheres escutam a advertência dos anjos, que acrescentam: «Lembrai-vos de como vos falou, quando ainda estava na Galileia» (Lc 24, 6). Aquelas mulheres tinham esquecido a esperança, porque não recordavam as palavras de Jesus, a chamada que lhes fez na Galileia. Perdida a memória viva de Jesus, ficam a olhar o sepulcro. A fé precisa de voltar à Galileia, reavivar o primeiro amor com Jesus, a sua chamada: precisa de O recordar, ou seja – literalmente –, de voltar com o coração para Ele. Voltar a um amor vivo para com o Senhor é essencial; caso contrário, tem-se uma fé de museu, não a fé pascal. Mas Jesus não é um personagem do passado, é uma Pessoa vivente hoje; não Se conhece nos livros de história, encontra-Se na vida. Hoje, repassemos na memória o momento em que Jesus nos chamou, quando venceu as nossas trevas, resistências, pecados, como nos tocou o coração com a sua Palavra.

Recordando Jesus, as mulheres deixam o sepulcro.

A Páscoa ensina-nos que o crente se detém pouco no cemitério, porque é chamado a caminhar ao encontro do Vivente. Perguntemo-nos: na vida, para onde caminho? Sucede às vezes que o nosso pensamento se dirija continua e exclusivamente para os nossos problemas, que nunca faltam, e vamos ter com o Senhor apenas para nos ajudar. Mas, deste modo, são as nossas necessidades que nos orientam, não Jesus. E continuamos a buscar o Vivente entre os mortos. E quantas vezes, mesmo depois de ter encontrado o Senhor, voltamos entre os mortos, repassando intimamente saudades, remorsos, feridas e insatisfações, sem deixar que o Ressuscitado nos transforme! Queridos irmãos e irmãs, na vida demos o lugar central ao Vivente. Peçamos a graça de não nos deixarmos levar pela corrente, pelo mar dos problemas; a graça de não nos estilhaçarmos contra as pedras do pecado e os rochedos da desconfiança e do medo. Procuremo-Lo a Ele, em tudo e antes de tudo. Com Ele, ressuscitaremos.

sábado, 20 de abril de 2019

Golpe de 2016: TEMER e BOLSONARO fazem o Brasil despencar rumo ao caos

O golpe de 2016 de Temer e Bolsonaro faz o Brasil ter o pior momento econômico dos últimos 40 anos




Sangrando

O Brasil sangra, literalmente falando, seja pelos 80 tiros dos bandidos de farda do exército brasileiro contra um músico e um catador de lixo ou seja pela estupidez do governo Temer e da sua continuidade pelo defensor de miliciano, Jair Bolsonaro.

O FMI, Fundo Monetário Internacional, acaba de divulgar um Estudo que mostra o Brasil descendo a ladeira, despencando, os dados comprovam que o país tem a sua pior participação na economia global em 38 anos.

2018 

O Brasil perde posições no ranking da economia mundial, em 2011, ainda sob os efeitos das medidas adotadas pelo governo LULA, o país chegou a ser a 6a. economia do mundo, todos apontavam que logo nosso país ocuparia o 5o. lugar. 

Agora tudo mudou, o Brasil despenca e cai para oitavo lugar, perdendo a posição anterior para a Indonésia, país asiático. 

2019 

Os números para 2019 serão ainda mais desastrosos, a derrocada provocada pela sabotagem da mídia e da Lava Jato levará o Brasil a continuar caindo até o ano de 2024, prevê o FMI (AQUI)

Perderam as eleições de 2014, sabotaram o Brasil 

O PSDB, que representava a direita brasileira, aliou-se a extrema direita e não aceitou a derrota eleitoral de 2014, passando a sabotar o Brasil, juntamente com seus agentes da LAVA JATO, jogando o país no caos econômico e institucional.

Em 2015 e 2016, a economia desengrenou, o PIB caiu significativamente, desde então o país não encontrou mais o seu rumo, desembocando na fraude eleitoral de 2018, quando sob o domínio das "fakenews" e a prisão política de LULA, por canalhas de togas, para tirá-lo da disputa, tudo para contaminar e viciar as urnas, jogando o Brasil numa noite sombria, sem luz.

Com base em "fakenews" da grande mídia

A Globo e o governo estão associados para a implementar a reforma da previdência, que agravará ainda mais a situação da população, os mais pobres pagarão a conta.

Ontem, com Temer, diziam que aprovação da reforma trabalhista iria gerar milhões de empregos, foi o contrário, gerou mais alguns milhões de desempregados e de sub-empregos.

Hoje, querem aprovar uma criminosa e mentirosa reforma da previdência, o resultado você já sabe qual será: o povo desempregado e sem aposentadoria - o caos social.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

80 tiros, morre a segunda vítima do exército que assassina seu próprio povo


Aparecida, mãe do catador Luciano, morto ontem, não queria que seu filho morasse no Muquiço. Tinha medo dos tiroteios. Ele tranquilizava a mãe dizendo que a área era próxima da Vila Militar. “Ele dizia: ‘Fica calma, coroa. O Exército tá ali’. O Exército matou meu filho!”.

www.diariodocentrodomundo.com.br 

Bolsonaro e a Sexta-feira Santa

Resultado de imagem para eu sou favorável à tortura tu sabe disso

quinta-feira, 18 de abril de 2019

CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA: As guerreiras que derrotaram o governo de milicianos, elas lutam para salvar a sua aposentadoria

As guerreiras contra as milícias do desgoverno Bolsonaro: Maria do Rosário, Gleisi Hoffmann, Erika Kokay, Jandira Feghali, Fernanda Melchionna, Sâmia Bomfim, Talíria Petrone...


A imagem pode conter: 23 pessoas, pessoas sorrindo


Incansáveis, sem trégua para as milícias do governo Bolsonaro 

Todos sabem muito bem que a reforma da previdência é uma fraude do desgoverno Bolsonaro, tem como base um suposto déficit, uma mentira espalhada pela GLOBO e jornalistas associados, verdadeiros asseclas. 

A mentira é espalhada, mas só engana quem ainda se ilude com essas milícias do Partido Novo (banqueiros e empresários) e do PSL (milicos e togados).

As deputadas do PT, PSOL, PCdoB, Rede, PSB e PDT montaram na CCJ uma intransponível trincheira contra os milicianos do Bolsonaro, venceram a primeira batalha na CCJ, evitando as manobras das milícias e sua tentativa de fraudar a lei e o regimento da Câmara.


Parabéns, deputadas, na próxima eleição pense melhor, vote nelas: 


Perpétua Almeida – PCdoB-AC
Professora Marcivania – PCdoB-AP
Alice Portugal – PCdoB-BA
Lídice da Mata – PSB-BA
Luizianne Lins – PT-CE
Erika Kokay – PT-DF
Professora Rosa Neide – PT-MT
Áurea Carolina – PSOL-MG
Margarida Salomão – PT-MG
Gleisi Hoffmann – PT-PR
Marília Arraes – PT-PE
Rejane Dias – PT-PI
Talíria Petrone – PSOL-RJ
Jandira Feghali – PCdoB-RJ
Benedita da Silva – PT-RJ
Natalia Bonavides – PT-RN
Fernanda Melchionna – PSOL-RS
Maria do Rosário – PT-RS
Silvia Cristina – PDT-RO
Joenia Wapichana – REDE-RR
Tabata Amaral – PDT-SP
Sâmia Bomfim – PSOL-SP
Luiza Erundina – PSOL-SP

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Parlamento Europeu deverá se posicionar sobre a prisão política do presidente LULA



Emmanuel Maurel, membro do Parlamento Europeu, cobra um posicionamento do órgão sobre a prisão politica do presidente Lula

"Há apenas um ano, o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, foi preso após um dos julgamentos mais polêmicos dos tempos modernos. Não há mais dúvida de que sua prisão foi basicamente uma estratégia política para afastá-lo do poder.
Portanto, precisamos nos lembrar de que nenhuma prova tangível foi apresentada pela acusação para apoiar as condenações em primeira e segunda instância para as quais ele está agora na prisão? Os fatos apresentados pelo Judiciário foram realmente baseados em confissões de outros suspeitos que não foram verificados (mas foram recompensados). O novo ministro da Justiça não é outro senão o ex-juiz Sérgio Moro, que sentenciou Lula e foi promovido por Jair Bolsonaro, apesar de suas alegações de que não tinha experiência política.
Inúmeras vozes foram levantadas à esquerda e à direita para falar contra essa injustiça, incluindo seis ex-chefes de Estado da França, Itália, Espanha e Bélgica, 29 MEPs, um ex-presidente do Parlamento Europeu e uma série de advogados internacionais.
É por isso que vos pergunto hoje: qual é a posição do Conselho? Ele permaneceu em silêncio durante todo esse negócio."


A Justiça Eleitoral em Parauapebas retoma o caso GAMP - Valmir da Integral e João do Verdurão são os alvos

A estranha impunidade da GAMP em Parauapebas  

A Justiça Eleitoral de Parauapebas, com novo juiz, parece querer mudar esse roteiro




O caso GAMP - agora vai? 

Vivendo e não aprendendo, o que mais pode ser dito sobre a contratação de ONG's em Parauapebas, primeiro a BEM VIVER, depois a GAMP, agora falam em PRÓ SAÚDE, tudo graças a impunidade que estranhamente campeia na terra onde a mineradora VALE é a rainha de todos os destinos.

O caso GAMP é um exemplo de impunidade escandalosa, a ONG foi contratada por quase R$ 100 milhões pelo ex-prefeito VALMIR DA INTEGRAL, quebrou a rede pública de saúde de Parauapebas, o único hospital público do município fechou as portas. Pequenas empresas que forneciam para a  ONG estão sem receber até hoje, faliram, funcionários ficaram sem os salários, as famílias passavam fome. Nada disso serviu de alerta ao atual governo, como se percebe pela sua insistente tentativa de contratar ONGs da picaretagem, deveria se preocupar em assumir responsabilidades, mas parece preferir o "enrolation".




Aqui e em toda parte

A GAMP, ao que parece, tem um modus operandi  nacional, veja no Rio Grande do Sul (AQUI no MPRS), na terra dos gaúchos parece que o desfecho foi outro, mas em Parauapebas a situação continua como sempre esteve, entra governo e sai governo e a fixação para contratar ONG é uma "maldição" que os prefeitos não temem. 

Até quando?

O caso GAMP de R$ 100 MILHÕES e a coincidência com as eleições municipais de 2016




A GAMP foi contratada em pleno período eleitoral, por quase R$ 100 MILHÕES, o contrato foi suspenso pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCM-PA), mesmo assim o então prefeito, VALMIR DA INTEGRAL, ignorou a decisão e realizou vários pagamentos, mais de R$ 11.9 MILHÕES foram desembolsados durante as eleições de 2016.

Pagamento no apagar das luzes e no período eleitoral

A suspensão liminar dos pagamentos à GAMP ocorreu em 1° de setembro de 2016, cerca de vinte dias depois o governo Valmir da Integral determinou o desembolso de R$ 2.3 MILHÕES, em pleno período eleitoral.

Ante de encerrar o governo Valmir da Integral, ainda em 2016, vários pagamentos foram realizados para a GAMP: cerca R$ 3.6 MILHÕES, R$ 500 MIL no dia 30/12, no apagar das luzes, no último dia útil da gestão Valmir da Integral. 

Veja a recente decisão da justiça eleitoral 

"Diante dessa perspectiva, DECIDO: 
a) Oficie-se o Controlador Interno do Município para que no prazo de 15 dias informe, apresente e contextualize os Pareceres técnicos lavrados e que digam respeito à contratação da pessoa jurídica em tela, devendo ser incluído aqueles que digam respeito à execução contratual e eventual distrato ou inexecução.

b) Oficie-se o Secretário Municipal de Saúde para, em idêntico prazo, indicar, em forma gráfica e inteligível, o número de contratações realizadas no período compreendido entre o certame eleitoral realizado e o marco inicial de 12 meses antes. Neste perfil informativo deverá ser esclarecida a característica da vinculação. Ou seja, se o provimento destes cargos ou funções foram em decorrência de Concurso Público, preenchimento de cargos comissionados, por intermédio de pessoa jurídica interposta (médicos ou servidores pelo fenômeno da “pejotização” ou por associações profissionais, v.g.), se ocorreu na insólita, mas usual, contratação irregular ou se foi operada a hipótese do inciso IX, artigo 37, da CF/88. Neste caso, deverá ser juntado não só a Lei especificada editada, bem como os arrazoados técnicos que teriam justificado a edição dos atos administrativos que deflagram essa contratação de status constitucional. 
c) Oficie-se o TCM/PA para, no prazo de 15 dias, informar se no período que vai da data do certame eleitoral referido na inicial, até 12 meses antes: (c.1) O total gasto com servidores, terceirizados (atividade-meio ou não) e contratos de mão de obra, independente da classificação da despesa orçamentaria, como a utilização de associação profissional, como exemplificado no item “b”; (c.2) Se foi constatada migração do perfil das despesas, entre as classes de pagamento das hipóteses referidas no artigo 18, da LRF. Explico. Se dentro deste perfil de despesa de custeio, houve significativa alteração de classificação na MCASP; (c.3) Se o gasto com pessoal (pelo Município), dentro do aludido período, ultrapassou o limite fixado pela LRF; (c.3) Se o TCM notificou, determinou a tomada de contas especial, realizou auditoria ou inspeção em relação aos gastos com o serviço de saúde municipal no referido período, particularizando-os. 
d) Oficie-se o TCU, bem como a CGU, para informar no prazo de 15 dias se no período eleitoral referido foi constatada alguma irregularidade em Convênios, Fundos ou congêneres que possam dizer respeito à contratação de pessoa jurídica ou pagamento de servidores, tal como sinalizado na inicial. 
Antes de designar a data para a oitiva das testemunhas arroladas, além das partes reflexamente envolvidas (antigo gestor do sistema de saúde local e administradores da pessoa jurídica excluída da lide), consoante o inciso VII, artigo 22, da LC 64/90, em prestigio ao princípio da não surpresa (artigo 10, CPC/15), as informações retro solicitadas devem ser disponibilizadas às partes antes da dilação probatória, conquanto hábeis a direcionar as manifestações técnicas na referida audiência.  
LAURO FONTES JUNIOR JUIZ ELEITORAL – 75ª Zona Eleitoral"

terça-feira, 16 de abril de 2019

Bolsonaro mudou a regra e retira mais R$ 11 do salário mínimo

Bolsonaro retira R$ 11,00 do salário mínimo para 2020, sendo que em 2019 ele já tinha pego  R$ 8,00 das famílias pobres




A maldade miliciana

Ontem (15), o governo Bolsonaro aprontou mais uma contra os trabalhadores do Brasil, enviou o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o Congresso Nacional, diminuindo a previsão de aumento do salário mínimo de 2020 em R$ 11,00.

No ano de 2019, Bolsonaro já tinha "garfado" R$ 8,00 do salário mínimo, ou seja, já tomou R$ 19 de cada trabalhador brasileiro, o resultado é menos emprego e mais desigualdade, mais pobreza.

Ele tira R$ 19 de quem nada tem para entregar aos ricos, ainda quer "roubar sua aposentadoria" com a maldita reforma da previdência para beneficiar os banqueiros.

Tem fakenews


Resultado de imagem para reforma da previdÊncia e fake news


Tem jornalista que ainda diz que isso vai gerar emprego, igual falavam sobre a reforma trabalhista.

Era assim, com LULA

O governo Bolsonaro mudou para pior, abandona a política de valorização do salário mínimo e de distribuição de renda iniciada por LULA e seguida por DILMA.

O salário mínimo era calculado com base na inflação e no crescimento do PIB dos dois anos anteriores, ou seja, aumento real da renda das famílias mais pobres do Brasil.

"Bozo" dos ricos

A decisão de acabar com os ganhos acima da inflação prejudica os mais pobres e mostra que Bolsonaro governa para os ricos e faz circo no "zap zap" para os pobres, ao mesmo tempo que diminui corta do salário mínimo, ele premia com aumento de 63% da verba publicitária, direcionando para a TV Record e SBT, de forma ilegal.

Vai vendo!

LULA tá preso, babaca! Os ladrões de verdade (de togas, gravatas e fardas) estão soltos e governando o Brasil.

Roubando por decreto, publicam no Diário Oficial e você ainda não entendeu!? 

Fala sério!

domingo, 14 de abril de 2019

URGENTE: Vice MOURÃO foi hospitalizado, um site diz que foi infarto e outro diz que foi dor de cotovelo



Infarto

"O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, deu entrada na noite de sábado no Pronto Socorro do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília. Oficialmente, a informação é de que ele teria sido atendido na ortopedia para fazer uma punção. Mas o Brasília Capital tem informações de que ele foi encaminhado à cardiologia com suspeita de ter sofrido um infarto." (Leia AQUI - no www.bsbcapital.com.br)

Dor de cotovelo

O vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, deu entrada no setor de ortopedia do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, na noite deste sábado (13/4). Mourão teria feito exames no cotovelo. (Leia aqui no www.correiobraziliense.com.br)

Bolsonaro é covarde, irresponsável e desumano ao fuzilar pela segunda vez a família do músico executado pelo exército


"Covarde, irresponsável e desumano", Marcelo Freixo condena discurso sem nexo do presidente destrambelhado




“Eu reclamei do seu silêncio, Jair Bolsonaro. Mas estou arrependido, porque você deveria ficar calado. Você é irresponsável e covarde. Um pai de família foi fuzilado pelo Exército e você falando em incidente. Pena que eu tenha que dizer isso para o presidente da República.”

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Museu de Nova York repudia evento comprado por bilionários sionistas para Bolsonaro


Resultado de imagem para BOLSONARO DEMONIO


Museu de História Natural de Nova York quer cancelar homenagem a Bolsonaro da Câmara de Comércio Brasil-EUA, a matéria foi publicada com exclusividade no Brasil pelo site DCM (AQUI).

"The external, private event at which the current President of Brazil is to be honored was booked at the Museum before the honoree was secured. We are deeply concerned, and we are exploring our options."
Protestos de cientista e ativistas ambientais 

O Museu Americano de História Natural divulgou mensagem no "twitter" em que manifesta repúdio ao uso do seu espaço com a finalidade de homenagear o pária de extrema-direita que preside o Brasil.

Cientistas e ativistas ambientais denunciaram que a homenagem foi comprada por bilionários que receberam benefícios do governo Bolsonaro, um deles teria fechado negócio da ordem de 9 bilhões de dólares.

Vetado 

A administração do museu disse que alugou o espaço antes de saber quem seria o homenageado, mas já estuda uma possibilidade de vetar o uso do evento para finalidade tão esdrúxula e contrária à política adotada pela instituição.

"Há uma ironia particularmente amarga, dizem os defensores, de que um homem decidido a destruir um dos recursos naturais mais valorizados do mundo seria a pessoa do ano ungida dentro de um espaço dedicado à celebração do mundo natural.
"O fato de que o Museu Americano de História Natural aceitaria um evento por algo tão contrário a seus próprios valores, eles deveriam se envergonhar", disse Priscila Neri, ativista brasileira da organização de direitos humanos WITNESS, de Nova York, à Gothamist. "Em um momento em que houve um aumento do autoritarismo em todo o mundo, eles estão dando um sinal positivo para um homem que está revertendo as proteções de direitos humanos e o conhecimento científico."

quinta-feira, 11 de abril de 2019

BOMBA: Site publica que a mineradora VALE está por trás da tragédia da ponte do Rio Mojú

"Exclusivo: Vale está implicada em tragédia da Ponte do Rio Moju, no Pará

Empresa Biopalma da Amazônia S/A, do grupo Vale, não possuía autorização legal para praticar comércio de bucha de dendê. No entanto, a balsa que atingiu a ponte estava levando 1.800 toneladas do produto"




O jornalista Renato Rovai publicou no site da Revista Forum (clique AQUI), com exclusividade, que a mineradora VALE, sempre ela, está implicada na tragédia da ponte do Rio Moju, no Pará, envolvendo uma balsa da empresa Kelly Cardinale Vieira Oliveira ME.

Segundo o jornalista, a mineradora VALE, envolvida em várias tragédias pelo Brasil, desde a sua privatização pelo governo FHC/PSDB, é quem controla a BIOPALMA DA AMAZÔNIA e a JARI CELULOSE, ambas, segundo  o despacho do juiz de Direito da 5ª Vara da Fazenda Pública do Pará, Raimundo Rodrigues Santana, usam a pequena transportadora dona da balsa para desviar sua responsabilidade no acidente, ou seja, a empresa Kelly Cardinale Vieira Oliveira ME é apenas "o peixe pequeno de mais esta tragédia" de mais essa tragédia envolvendo a VALE.


“Ao considerar o contexto antecedente, remanescem fortes evidências de uma cadeia negocial entre as rés e, em consequência, de um liame obrigacional capaz de justificar as suas respectivas responsabilizações no plano jurídico. É que, conforme já anotado e que consta dos documentos que foram aditados com a petição de ingresso, a mercadoria (bucha de dendê) foi vendida pela empresa Biopalma da Amazônia S/A – Reflorestamento Indústria e Comércio para a empresa C.J. da C. Cunha – ME, a qual a revendeu para empesa IC – Bio Fontes Energéticas Ltda. – ME. De seu turno, essa empresa revendeu a mercadoria para a Jari Celulose, Papel e Embalagens S/A, que era a adquirente final do produto. A empresa Agregue Indústria, Comércio e Transportes de Madeiras – Eirele – ME foi contratada para efetuar o transporte da mercadoria a qual, por sua vez contratou a embarcação pertencente à empresa Kelly Cardinale Vieira Oliveira – ME.”

Ex-juíza Selma Arruda, o MORO de saias, praticou o crime de Caixa 2, foi cassada por unanimidade pelo TRE-MT


Crime de CAIXA 2 de uma ex-juíza no MT, conhecida como MORO de saias, revela o apodrecimento do Poder Judiciário brasileiro




Só no Brasil

SÉRGIO MORO e SELMA ARRUDA simbolizam a degeneração da magistratura brasileira.

Imagine você respondendo um processo, o juiz que lhe julga hoje é o candidato contra você, amanhã. 

Ele, o juiz,  não se envergonha de ser candidato ou de aceitar um cargo de ministro no governo do adversário que julgou e prendeu - isso só existe no acanalhado Poder Judiciário do Brasil.

Ainda frauda e comete Caixa 2

Imagine uma "nobre juíza", mais de 20 anos julgando, condenando e absolvendo pessoas, mal larga a toga e ela vai direto para a política?

Ela foi juíza eleitoral, ou seja, ontem ela julgou pessoas de outros partidos que hoje são seus adversários, imagina a qualidade dessas sentenças da Sra. Selma Arruda, o Moro de saias do Mato Grosso?

Pois bem, o MORO de saias teve seu mandato cassado pelo CRIME DE CAIXA 2 e abuso do poder econômico, mas não foi presa.

Unanimidade

A cassação foi por unanimidade, tente imaginar a gravidade dos fatos e das provas para que um Tribunal de "colegas" condene uma "ex-parceira de toga"!

Mas, porém e todavia, o "Moro de saias" do Mato Grosso poderá recorrer em liberdade e no mandato, pois não se tem notícias que haja pedido de prisão da digna ex-magistrada.

Triste certeza

Selma Arruda não é minoria no Poder Judiciário do Brasil, a maior parte dos juízes do país é que nem ela e Sérgio Moro - sem escrúpulos, usam a Lei para atingir objetivos pessoais, seja um mandato de senador ou seja um cargo de ministro.

Em qualquer país onde a lei fosse para todos, ambos juízes, o de calça e a de saias, findariam seus dias numa cela fria, no Brasil, mesmo condenados (o que é inimaginável) ao final curtirão uma bela aposentadoria com gordos salários.

Vergonha, alheia!

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Só 3 deputados do Pará são contra contra a reforma da previdência




3 votos que não se vendem

Dos 17 deputados eleitos pelo Pará para a Câmara Federal, apenas 3 se posicionam claramente a favor dos trabalhadores e cidadãos mais humildes: Airton Faleiro, Beto Faro e Edmilson Rodrigues.

Os outros 14 votos estão no balcão de negócios e podem entregar a sua aposentadoria para os bancos privados, conforme defende Bolsonaro e o seu ministro Paulo Guedes, o "tchutchuca".

Acesse a Anfip (clique aqui) e envie o seguinte texto para os deputados do Pará e de todo o Brasil contra a reforma da previdência:

"Caro(a) Deputado(a) Federal
A PEC 6/2019, da reforma da Previdência, contém ATAQUES e CRUELDADES contra os trabalhadores da iniciativa privada, trabalhadores rurais, servidores públicos, aposentados, pensionistas e os pobres que têm direito de receber o Benefício de Prestação Continuada.
A Reforma proposta CORTA DIREITOS e condena as futuras gerações à miséria. Reduz os valores das aposentadorias e pensões e ataca de imediato a política de assistência social. O texto também afeta drasticamente os direitos das mulheres em suas mais variadas frentes de trabalho. Retira do trabalhador e entrega ao mercado financeiro os recursos da Previdência, instituindo o regime de capitalização. O texto propõe ainda a desconstitucionalização da Previdência, permitindo que deliberação futura da matéria seja mais fácil e rápida.
A nova proposta de reforma segue CRUEL e ainda mais DANOSA à vida de milhões de cidadãos."
VOTE CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA!
DIGA NÃO À RETIRADA DE DIREITOS!
#naoareformadaprevidencia

Não deixe os deputados do Pará se aliarem a Bolsonaro para "roubar" sua aposentadoria.

COBRE SEU DEPUTADO PARA ELE REJEITAR 
A REFORMA DA PREVIDÊNCIA
____________________________________
Lista dos Deputados Federais do Pará


Partido/UF: PT/PA - Gabinete: 327 - Anexo IV - Fone: 3215-5327 - Fax: 3215-2327

Partido/UF: PT/PA - Gabinete: 723 - Anexo IV - Fone: 3215-5723 - Fax: 3215-2723

Partido/UF: PSB/PA - Gabinete: 433 - Anexo IV - Fone: 3215-5433 - Fax: 3215-2433

Partido/UF: PSDB/PA - Gabinete: 282 - Anexo III - Fone: 3215-5282 - Fax: 3215-2282

Partido/UF: PR/PA - Gabinete: 822 - Anexo IV - Fone: 3215-5822 - Fax: 3215-2822

Partido/UF: PSD/PA - Gabinete: 586 - Anexo III - Fone: 3215-5586 - Fax: 3215-2586

Partido/UF: PSOL/PA - Gabinete: 301 - Anexo IV - Fone: 3215-5301 - Fax: 3215-2301

Partido/UF: PTB/PA - Gabinete: 286 - Anexo III - Fone: 3215-5286 - Fax: 3215-2286

Partido/UF: MDB/PA - Gabinete: 206 - Anexo IV - Fone: 3215-5206 - Fax: 3215-2206

Partido/UF: DEM/PA - Gabinete: 930 - Anexo IV - Fone: 3215-5930 - Fax: 3215-2930

Partido/UF: PSD/PA - Gabinete: 334 - Anexo IV - Fone: 3215-5334 - Fax: 3215-2334

Partido/UF: MDB/PA - Gabinete: 752 - Anexo IV - Fone: 3215-5752 - Fax: 3215-2752

Partido/UF: PSD/PA - Gabinete: 919 - Anexo IV - Fone: 3215-5919 - Fax: 3215-2919

Partido/UF: PSDB/PA - Gabinete: 527 - Anexo IV - Fone: 3215-5527 - Fax: 3215-2527

Partido/UF: DEM/PA - Gabinete: 382 - Anexo III - Fone: 3215-5382 - Fax: 3215-2382

Partido/UF: PTB/PA - Gabinete: 505 - Anexo IV - Fone: 3215-5505 - Fax: 3215-2505

Partido/UF: PRB/PA - Gabinete: 901 - Anexo IV - Fone: 3215-5901 - Fax: 3215-2901