domingo, 4 de junho de 2017

A farsa do combate à corrupção - a verdadeira face da LAVA JATO na mídia internacional

Parcialidade do "juiz lava jato" é escândalo internacional


video


Juízes políticos

No Brasil, a mídia capitaneada pela Rede Globo ainda apóia a farsesca "republica de kuritiba", mas no mundo essa perseguição judicial ao presidente LULA já não engana mais ninguém, é um escândalo e se traduz numa verdadeira desmoralização da justiça brasileira. 

Juiz político é um escárnio para as instituições.

Impor seu candidato

O que fica claro é que a chamada Lava jato sempre usa uma acusação contra o LULA pra agradar a Rede Globo, sempre buscam ofuscar os verdadeiros ladrões, esses sim, com contas na Suíça e em outros paraísos fiscais. 

Na verdade perseguem LULA e querem condená-lo sem provas para impor seu candidato, seja Dória, Bolsonaro ou outro do PSDB.


Juiz Sérgio Moro em festas ao lado de políticos do PSDB


Contra LULA e contra os pobres, o vale tudo de um judiciário que envergonha o Brasil no mundo: ticket de pedágio, pedalinho e até rascunho de e-mail

Com denúncias "frívolas", como educadamente prefere dizer Cristiano Zanin, advogado do presidente LULA, à perseguição dos procuradores da "republika de kuritiba" e do juiz Sérgio Moro já é a causa do principal escândalo judicial da história brasileira, já está patente que esses agentes fazem política pura e simplesmente, seja no desempenho das atribuições e seja fora delas, nas suas frequentes viagens, principalmente para os Estados Unidos, nas suas midiáticas declarações a uma imprensa venal.

Parcialidade é crime, chega de impunidade

Agir com parcialidade é atuar por outros interesses que não os estritamente legais, pode caracterizar crime, basta a jurisprudência evoluir em favor da moralidade e da sociedade, em defesa de um judiciário limpo e isento.

Demissão e prisão

O juiz parcial é um criminoso, um prevaricador, infelizmente a pena pra esse tipo de crime é baixa, deveria ser uma das mais altas e sempre ser acompanhada da demissão a bem do serviço público (Leia mais - CLIQUE AQUI - no www.conjur.com.br).

CNJ - uma casa de amigos

Os "colegas magistrados" atuam associados e se protegem, o Conselho Nacional de Justiça tem se mostrado leniente com seus "colegas" magistrados.

Apenas casos de juízes obscuros, aqueles ilustres desconhecidos do interior do país é que recebem alguma punição, quase sempre é a punição sonhada por qualquer criminoso, ao invés do juiz responder pelo seu crime e ir pra cadeia, ele é aposentado com um gordo salário.

Vergonha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário