sábado, 25 de fevereiro de 2017

Renova ATEP



Por Rômulo Oliveira

Advocacia forte é a bem representada. Não é bom que as posições políticas sejam conjugadas num mesmo grupo político, muito menos numa mesma pessoa. 

Se, além das diretorias das subseções, ao interior do Pará são reservados assentos no Conselho Seccional da Ordem, na ATEP, no Tribunal de Ética e Disciplina da OAB - TED, não é aconselhável que esse poder político esteja concentrado num mesmo grupo político, muito menos num mesmo advogado ou que seja distribuído entre seus amigos mais próximos. A Ordem é enfraquecida quando numa mesma voz se confundem os interesses do próprio orador, a posição da ATEP, do Conselho da OAB, sobretudo quando os olhos já miram a próxima eleição da subseção.

Acredito que unidos somos fortes e que outros advogados, além de mim, podem e devem contribuir para o desenvolvimento da advocacia e da melhoria da qualidade de vida do advogado, antes de tudo um notável trabalhador. Cada um dando sua parcela de contribuição nas funções que lhe foram confiadas.

Temos muitos colegas plenamente aptos para exercer os mais relevantes cargos no chamado "Sistema OAB", da ATEP ou em qualquer outra instituição. Não engrandece a advocacia que a representação dos advogados, que deveria ser exercida por quatro ou cinco pessoas diferentes, se pretenda restringir a uma ou duas, apenas. O fortalecimento da Ordem passa pela legitimidade de seus eleitos e, sobretudo, pelo respeito aos eleitores e aos seus nobres interesses. Esse é um imperativo da democracia.

Se temos alguém no Conselho Estadual da OAB, em respeito ao voto anteriormente conquistado, as posições de Presidente de subseção da OAB ou da ATEP, de Membro do Tribunal de Ética, ou de qualquer outra, devem ser ocupadas por outros valorosos advogados que fazem grande e forte a advocacia do interior do Pará. Se podemos ter quatro ou cinco mãos trabalhando por nós, por quê escolheríamos apenas uma?

Exatamente por acreditar que, antes de tudo, as funções políticas e institucionais da Ordem e da ATEP devem ser ocupadas por pessoas diferentes e representar, verdadeiramente, os mais diversos e legítimos interesses dos diferentes grupos de advogados, é que protesto por #RenovaAtep, e dispus-me a concorrer ao cargo de Presidente da Subseção da ATEP para o sul e sudeste do Pará, com o compromisso de contribuir na interiorização desta relevante instituição, para conjugar esforços para a criação das subseções de Marabá, Xinguara, Redenção e Canaã dos Carajás e em todas as cidades-sede de Varas do Trabalho e vê-la verdadeiramente interiorizada.

Democracia é isso: cada um dando sua parcela de contribuição, sem tentar obscurecer a participação dos demais colegas. Acredito no potencial da advocacia do interior e sei que muitos querem e podem participar.

Se você quer ser ouvido, quer participar, quer ser respeitado, venha com a gente. Aqui sua participação é bem-vinda.

#RenovaAtep

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Parauapebas: Governo Darci Lermen resolve o pagamento dos funcionários da GAMP

Resolvido mais um problema deixado pelo governo anterior, alguns funcionários da GAMP estavam sem receber há mais de 60 dias

Governo Darci Lermen: a prioridade foi resolver o problema dos
funcionários que trabalharam e não receberam

Na justiça

O prefeito de Parauapebas, DARCI LERMEN, compareceu pessoalmente à justiça do trabalho, determinando à procuradoria municipal que  buscasse uma forma legal de firmar acordo na JUSTIÇA DO TRABALHO, visando encontrar meios de efetuar o pagamento dos funcionários que prestaram serviço à GAMP, no hospital municipal, muitos deles já estavam há mais de 60 dias sem receber seus salários, um situação deixada pelo governo anterior.

Até março

O acordo foi prontamente aceito pelo sindicato da categoria, mediante o compromisso assumido pelo governo DARCI LERMEN, os salários de dezembro/16 e a gratificação natalina/16 devidos pela GAMP serão pagos pelo município de Parauapebas até 03 de março/17.

A prefeitura 

O prefeitura de Parauapebas assume a folha de pagamento devida pela GAMP, ainda decorrente de contrato realizado pela governo VALMIR DA INTEGRAL, o objetivo é sanar o problema causado aos trabalhadores, muitos deles há mais de 60 dias sem receber seus salários.

Ficou claro

O município de Parauapebas deixou claro na audiência na Justiça do Trabalho que esse acordo foi uma liberalidade, visando resolver um grave problema social deixado pelo governo anterior e que de maneira alguma reconhece qualquer débito com a GAMP.





quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Mineradora Vale: Câmara de Parauapebas pode instalar CPI para investigar CALOTES

Câmara quer CPI pra investigar CALOTES de empresas contratadas pela VALE


Vereador Pavão quer instalar CPI pra investigar CALOTES

CPI urgente

Na Câmara de Parauapebas os vereadores já se movimentam para a abertura de uma CPI pra investigar essa situação, pois não se trata de um caso isolado, quase todo mês uma terceirizada contratada pela mineradora VALE abandona a cidade de Parauapebas, deixando dívidas com trabalhadores, com o comércio e com outras empresas subcontratadas.

Interesse público

Os fatos são de grande interesse público, junto com a Câmara de Parauapebas, o próprio Ministério Público, o comum e o do trabalho, também deveriam considerar a possibilidade de envolvimento de funcionários graduados da VALE.

Indícios de "esquema" de CALOTES

Ao que tudo indica, pode existir um esquema dentro da própria mineradora, envolvendo seu setor de contratações, pois difícil aceitar que uma empresa com atuação internacional como é a VALE não tenha meios de fiscalizar a situação das suas contratadas, que a própria VALE seja surpreendida por esses CALOTES.

Banco de dados

Um levantamento da situação é um dos objetivos da CPI, caso venha a ser instalada, abrangendo a constituição de um banco de dados com todas as ocorrências já registradas no município, sobre esses calotes no comércio local, nas empresas e nos trabalhadores.

Ministério Público

O Ministério Público bem que podia também abrir procedimento investigatório, ouvir os envolvidos, verificar a relação de funcionários da mineradora com essas empresas "caloteiras", requerendo a quebra de sigilos bancários e fiscais dos envolvidos.

O Ministério Público pode se surpreender.

Integral

O Calote agora foi dado pela empresa Integral.

Dias atrás era outra empresa, a um mês atrás, outra. Tem sido assim.

Dessa vez os fatos merecem mais a atenção, pois envolve a empresa de um conhecido político do município, empresa que já mostrava sinais de dificuldades, mesmo assim foi contratada pela mineradora VALE.

Ter responsabilidade, VALE a pena

O claro e certo, sem dúvida nenhuma, é que a VALE tem que ser responsabilizada pelas suas contratações, não tem o menor sentido ela ser a beneficiária de tudo, contrata quem bem entende, até empresas de políticos, no final, na hora do CALOTE, a poderosa mineradora emite uma nota e diz que vai ver o que pode fazer, que a responsabilidade é da sua contratada e que nada deve.

Enquanto VALE for isenta de tudo, essa situação não mudará.

Uma nota

A VALE emitiu uma nota, vale a pena ler.

A mineradora diz ter ciência da inadimplência da empresa Integral Engenharia com alguns fornecedores, diz também que nada tem haver com o gerenciamento interno da Integral, que não tem débito com essa empresa. (Leia AQUI a NOTA da VALE)

Tem responsabilidade, sim

Não é disso que se trata, a mineradora "pilateia", se esquiva da responsabilidade.

A Integral prestava serviços para a VALE, pra isso subcontratou terceiros, contratou trabalhadores, comprou no comércio local.

A poderosa mineradora se beneficia de tudo, mas se limita a dizer que não deve nada a Integral Engenharia. Não deve a Integral, mas deve a quem trabalhou para a VALE, através da Integral, deve a quem forneceu para a VALE, através da Integral.


Veja a imagem e leia mais no LINK


Essa cena é RECORRENTE em Parauapebas, é como se a VALE tivesse
 um batalhão da PM de prontidão pra ela

Foto: http://www.atroxg.com/2017/02/funcionarios-e-empresarios-fazem.html



Mineradora VALE: Trabalhadores e empresários lutam contra os recorrentes CALOTES em Parauapebas

Protestos na barreira da mineradora VALE contra os recorrentes CALOTES - um esquema mais que conhecido




Cena corriqueira e a mineradora VALE lava as mãos

É uma cena corriqueira em Parauapebas, é mais hum protesto - hoje, ontem e amanhã.

O local é o mesmo, os fatos também, na sede do Projeto Ferro Carajás, empresários e trabalhadores protestam em frente à barreira de acesso à área da mineradora VALE, tudo é decorrente da impressionante falta de critério da empresa na contratação de suas terceirizadas.

O roteiro

O roteiro é o seguinte: a VALE contrata empresas terceirizadas e permite que essas empresas subcontratem serviços e equipamentos que serão utilizados exclusivamente em benefício da VALE.

A VALE, como se constata, não realiza a mínima fiscalização das suas contratadas, muitas delas sem qualquer "know how" para prestar os serviços pactuados.

Padrinhos dentro da VALE

Essas empresas contratadas parecem ter "padrinhos", algumas seriam até de políticos "fiéis" à VALE, elas terminam subcontratando serviços e equipamentos de outras empresas em Parauapebas e região, ou seja, é a terceirização da terceirização, mas a beneficiada sempre é ela, a mineradora VALE, ao fim, os terceirizados dos terceirizados sofrem o CALOTE.

A VALE, a beneficiada pelo CALOTE nada faz.

Quando resolvem protestar contra a VALE

A VALE é a beneficiada, juntamente com as empresas CALOTEIRAS que ela contratou, mas quando os empresários e trabalhadores protestam diante da "omissão" da mineradora VALE, essa chama a polícia ou aciona um juiz de plantão que sempre tem uma sentença em mãos, mais rápida que um raio, pra agraciar a poderosa mineradora.

Lucros aumentam

Os lucros da VALE aumentam, o calote fica com quem lhe prestou o serviço, o elo mais frágil, o terceirizado do terceirizado.

Nada disso importa para a VALE, ela já se beneficiou de tudo, segue incólume, com apenas uma preocupação: engordar o bolso dos seus acionistas!

O roteiro revela um esquema que já devia ser investigado pelo MP

Os fatos são tão corriqueiros e a poderosa mineradora segue incólume, revelando que pode inclusive se tratar de um esquema com participação de funcionários graduados da VALE.

Ou ainda se pode acreditar que a VALE com seus colaboradores não tenham qualquer responsabilidade por esses CALOTES?

Quem ainda acredita que a poderosa mineradora não tenha meios de fiscalizar suas contratadas? 

Já passou da hora do Ministério Público e demais autoridades INVESTIGAREM esses "esquemas" que sempre beneficiam a poderosa mineradora VALE.

VEJA IMAGENS DOS PROTESTOS



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Parauapebas: Prefeito Darci interage com juventude universitária




Por - Antônio Marcos / Hanny Amoras – Fotos: Matheus Costa/PMP

Os universitários de Parauapebas tiveram a chance de, na noite de terça-feira, 21, conhecer um pouco mais sobre o jeito de governar do prefeito Darci Lermen. Em plenária na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), o prefeito respondeu e perguntou mais ainda.

Darci Lermen queria saber de tudo: como está funcionando a Ufra? Quais os maiores entraves da instituição para que os cursos melhorem? O que o governo municipal pode fazer para colaborar para a melhoria do ensino universitário?

Pergunta aqui, questionamento ali, respostas dadas e, assim, a plenária se transformou num enorme e bom bate-papo entre o prefeito e os estudantes da Ufra, dando diferencial ao I Encontro da Juventude Universitária, promovido pela Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ) no campus da Ufra, que fica a cerca de 20 quilômetros do centro da cidade, às margens da PA-275.

Acompanhado pelo titular da CMJ, Rafael Ribeiro, o prefeito assegurou que todas as reivindicações serão analisadas e atendidas, conforme as previsões orçamentárias do município. Entre os pedidos, a construção do restaurante universitário e da casa universitária e a colocação de iluminação pública no percurso de Parauapebas até a Ufra.

DIREITO DE RESPOSTA concedido à VEREADORA FRANCISCA CIZA



Parauapebas: 2013, 2014 e 2015 - contratações são julgadas ilegais pelo Tribunal de Contas

O Município de Parauapebas, nos anos de 2013, 2014 e 2015, contratou ilegalmente 13.261 pessoas, com 7.046 Termos Aditivos, todos para atividades comuns da Administração Pública - tudo ILEGAL, segundo o TCM-PA





13.261 contratos ilegais

No processo nº 201507429-00, julgado no último dia 16/02/2017, pelo TCM-PA, referente a 2.285 contratações temporárias na Secretaria de Educação de Parauapebas, ficou decidido que elas são ilegais, pior ainda, o Tribunal de Contas detectou que a lista da SEMED tinha 2.665 contratações, mas só foram enviadas os documentos de 2.285 pessoas.

Medidas efetivas

O que ocorre em Parauapebas é que ninguém acredita que isso terá qualquer consequência, os fatos são de 2013, 2014 e 2015, o grosso das contratações ocorreram em 2014, durante a campanha eleitoral, mas até hoje não há qualquer medida efetiva pra punir os envolvidos.

Impressiona o tamanho do rombo nos cofres públicos

Nenhum município do país chamado BRASIL teve esse quadro de descontrole nas contratações temporárias de pessoal, para ter uma idéia, 13.261 contratos de pessoas é um número maior que a população de várias cidades do Pará.

Veja a relação abaixo, segundo o IBGE, 20 cidades do Pará tem uma população inferior ao que o governo anterior contratou de temporários no município de Parauapebas




A conta ainda não fechou, o número, já se tem por certo, ultrapassará os 17 mil contratos ilegais, há quem diga que poderá chegar a 20 mil pessoas contratadas ilegalmente.

Diante de um descalabro desse, cabe perguntar o motivo do TCM-PA nunca ter realizado uma tomada de contas especial sobre esse total descontrole?


Leia o relatório do TCM-PA sobre as ilegalidades de 2013, 2014 e 2015

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

O PSDB e a partidarização do Poder Judiciário

Definitivamente o poder judiciário brasileiro não tem nada a ver com o da Suécia


O dono da Globo e o PSDB - eis a degeneração do poder judiciário brasileiro 






Sem seriedade

Nem os senadores levam a sério, na verdade, essa nomeação é para desmoralizar de uma vez por todas o poder judiciário brasileiro, já motivo de deboche dos seus similares por toda parte do mundo.

Sessão vazia

Os senadores esvaziam a sabatina, teve momentos que tinham apenas 8 senadores na audiência.

O martelo foi batido, não importa se existem sérios motivos que evidenciam que o Sr. ALEXANDRE DE MORAES não preenche os requisitos de saber jurídico e reputação ilibada.

Constrangedor

A sessão é constrangedora, no tocante ao saber jurídico o indicado é acusado de ser reles plagiador, o que já fere com um só golpe o requisito da reputação ilibada e do próprio saber jurídico.

Sigilo de acusações graves

Pior, outro ministro do STF, de sobrenome FUX, decretou sigilo no processo envolvendo seu futuro colega, onde há a suspeita que seu escritório tenha recebido mais de R$ 4 milhões de envolvidos em corrupção.

Eduardo Cunha e PCC

Não bastasse, o rapaz era advogado do Eduardo Cunha, além de "boatos" de que teria advogado pra cooperativa ligada ao PCC.

Aécio Neves lhe pagou R$ 360 mil


Resultado de imagem para sérgio moro e aécio neves
Na foto: O juiz Sérgio Moro, o brioso combatente da corrupção
e seus delatados preferidos.
a) Aécio Neves, o "Mineirin" na planilha da Odebrecht;
b) Alckmin, o "Santo" na planilha da Odebrecht; e
c) Michel Temer, o "MT" na planilha da Odebrecht.

O rapaz, que poderá passar 26 anos no STF, ainda recebeu dinheiro da campanha do megadelatado e amigo do juiz Sérgio Moro, também conhecido nas planilhas da Odebrecht como o "Mineirin", isso mesmo, o Aécio Neves, aquele que  também é conhecido como o "chato da propina", segundo os corruptores de uma outra empreiteira.

Parauapebas: Secretário inspeciona creches abandonadas pelo governo anterior

CRECHES ABANDONADAS. OBRAS PARALISADAS. CRIANÇAS PREJUDICADAS 






Inspeção 

O secretário municipal da Educação, Raimundo Neto, na manhã da última quinta-feira, 16, foi inspecionar uma série de obras paralisadas das creches da rede municipal de ensino.

Relato do secretário

“As obras estão atrasadas, e o mais grave é que elas estão travadas junto ao FNDE, que é o órgão que libera recursos para a construção. Precisamos preservar esse patrimônio, que já está sendo depredado, e destravar para dar continuidade às obras. Nossa prioridade é agilizar, finalizar e entregar a creche do W. Torres”, adiantou o Raimundo Neto. (Leia AQUI)

Recursos federais

Foram inspecionadas cinco creches, cujas implantação envolvem recursos do Governo Federal, via Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Elas fazem parte do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância).

Bairros com creches abandonadas

Nos bairros Casas Populares, W. Torres, Beira Rio e Minérios as obras estão paralisadas. Em alguns casos o abandono tem mais de ano, tem delas que não foi possível nem acessar suas instalações.

No Beira Rio - um exemplo de abandono e indícios de desvios de recursos


A creche do bairro Beira Rio II está com a sua obra abandonada desde 2014, estava prevista pra receber 200 crianças.

A obra recebeu verbas do PROGRAMA PROINFÂNCIA/PAC, estima-se que os desvios e perdas ultrapassem mais de R$ 3 MILHÕES.





2013 a 2015: Período de desmandos 




No período de 2013 a 2015 a secretaria de educação de Parauapebas viveu um período de descaso e desvios.

A professora JULIANA SOUSA, ex-secretária de educação, entre 2013 e 2015, mesmo período que o Governo Federal investiu DEZENAS DE MILHÕES de reais na construção de 9 escolas e Creches-infantis em Parauapebas. 

Apenas uma creche construída

Apenas uma creche foi construída e as demais foram abandonas, com indícios de desvios de verbas. 

A ex-secretária de educação do governo Valmir da Integral, Juliana Sousa, foi presa pela polícia federal.

Na época a imprensa nacional chegou a noticiar os eventos (leia AQUI e AQUI)

“A secretária de Educação de Parauapebas, Juliana Souza Santos, foi presa pela Polícia Federal no último dia 18 de agosto de 2015, em operação que investigou o desvio de recursos da educação municipal de Parauapebas, sudeste do estado. O esquema da fraude ultrapassou R$ 7 milhões. Um empresário da construção civil suspeito de participação no esquema de fraudes foi preso. No total, seis pessoas foram presas sob a suspeita de integrarem uma organização criminosa composta por empresários e servidores públicos que estariam desviando recursos públicos destinados à educação de Municipal de Parauapebas. Juliana Santos estava detida no Centro de Recuperação Feminino de Marabá – A prisão foi revogada pelo Tribunal Federal da 1ª Região. De acordo com a Superintendência do Sistema Penal do Pará (SUSIPE) A Justiça solicitou o uso de tornozeleira eletrônica afim de monitorar a ex-secretária posta em liberdade provisória. A ex-secretária deverá responder pelos crimes de organização criminosa, fraudes em licitação, falsidade ideológica, peculato e apropriação de recursos federais.” 

Situação de total abandono e queda na qualidade


Não foi por menos, Parauapebas que até 2012 conquistava índices relevantes na área de educação, inclusive o SELO UNICEF (aqui), entre 2013 e 2015 a situação foi de total desorganização e abandono, culminando em queda contínua na qualidade da educação na rede pública municipal.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

A Transposição do Rio São Francisco: "O Milagre de LULA"

As águas de LULA chegam ao sertão nordestino, libertando mais de 12 milhões de pessoas do flagelo da seca






Esse é mais um motivo da perseguição ao presidente LULA

LULA leva água ao Nordeste e transforma o sonho em realidade.

A Transposição do Rio São Francisco é a obra mais atacada pelas elites brasileiras, desde os donos da Rede Globo até o PSDB, e explicação é só uma: eles odeiam tudo que seja bom para o Brasil.

Caso a obra ainda beneficie os mais pobres do país, aí eles perseguem mesmo, usam seus juízes e tudo que for possível pra fazerem o mal.

Até um bispo

Contra o povo do sertão e a sonhada tranposição das águas do rio São Francisco até um bispo fez greve de fome, o indigitado se opunha à transposição, fazendo preces para os corruptos do PSDB.



Não teve jeito, Deus é maior e permitiu o milagre de LULA






Deus é maior e não cobra dízimo.

Com as águas de LULA o nordeste se liberta de séculos e séculos de flagelo e de seca.

O Nordeste só tem a agradecer de todo coração ao eterno PRESIDENTE LULA.

Parauapebas: Caos na saúde - O CASO GAMP

Justiça do Trabalho decide pelo pagamento de indenizações para os empregados da GAMP - A prefeitura reservou os recursos


Governo Darci Lermen reservou os recursos
 para pagar os trabalhadores da GAMP
Foto: www.atroxg.com


Governo DARCI e Justiça do Trabalho - o caso GAMP 

O município de Parauapebas, já sob o comado do prefeito DARCI LERMEN, em audiência junto ao Ministério Público do Trabalho, no dia 08/02/2016, informou que reservou os recursos para o pagamento dos salários e indenizações dos trabalhadores da rede pública de saúde, que estavam contratados pela GAMP, diante do eminente CALOTE que  esses empregados poderiam sofrer.

O caso GAMP

O escandaloso caso da GAMP teve mais uma jogada no TCM-PA.

O contrato foi suspenso pelo TCM-PA, em 01/09/2016, mas no último dia 16/02/2017 aquele Tribunal de Contas mudou sua orientação e revogou  a liminar que suspendia os pagamentos para a GAMP, ou seja, o contrato está valendo.

Caos na saúde

A GAMP, juntamente com o governo anterior levou a rede pública de saúde do município de Parauapebas ao caos, até o único hospital público chegou a fechar  suas portas, isso numa cidade com cerca de 200 mil habitantes. Um verdadeiro caso de polícia.

Decreto de emergência

O município de Parauapebas retomou os serviços da GAMP, o prefeito decretou emergência na rede pública para tentar resolver ou ao menos amenizar a situação caótica.

Forças misteriosas 

Depois do decreto de emergência algumas "forças misteriosas" passaram a atuar a favor da GAMP: uma liminar é revogada, decisão judicial pra cá e pra lá, tudo a favor da GAMP, ignorando o caos que ela instalou em Parauapebas.

Contrato milionário e em período eleitoral

O contrato com a GAMP prevê o pagamento de quase R$ 100 milhões, a entidade mesmo com o contrato suspenso recebeu cerca de R$ 11 MILHÕES dos cofres públicos de Parauapebas. 

Imagine você se não tivesse sido suspenso, quanto não teria sido desembolsado para a "OS" em pleno período eleitoral. 

Teve pagamento que foi realizado no dia 30/12/2016, no último dia útil do governo anterior.

Justiça do Trabalho



Com a decisão judicial o governo municipal poderá pagar os trabalhadores
da GAMP, alguns estão a mais de 90 dias sem receber os salários


Para evitar maiores danos aos trabalhadores da rede pública de saúde, o governo DARCI LERMEN reservou o dinheiro para pagar os empregados da GAMP.

Agora, com a decisão da JUSTIÇA DO TRABALHO o município tem meios legais para pagar os salários dos trabalhadores. 

Descontos

Os recursos pagos e bloqueados, por certo, serão descontados da GAMP, pois o que se informa é que definitivamente ela não tem a mínima condição de continuar em Parauapebas.

Pelo jeito, tudo indica, a GAMP tem padrinhos abençoados nos tribunais paraenses.

Parauapebas: Promotor de Justiça pede informações a Elias da Construforte (PSB)

Câmara de Parauapebas, vereador Maridé pode ser afastado do cargo





Mudança

O Promotor de Justiça HÉLIO RUBENS, do Ministério Público do Pará, deu o prazo de 10 dias para o presidente da Câmara de Parauapebas, ELIAS DA CONSTRUFORTE (PSB), informar a situação do vereador Maridé Gomes (PSC), o parlamentar está afastado do cargo por decisão da justiça comum.

Maridé

No dia 05 de outubro de 2016, o vereador MARIDÉ GOMES foi afastado do cargo, por decisão judicial. 

As eleições ocorreram no dia 2 de outubro, quando o vereador MARIDÉ GOMES foi reeleito com 1.579 votos, na coligação PSC/PDT.

Observe que o afastamento do vereador MARIDÉ GOMES foi depois das eleições, já com o resultado conhecido.

Veja a decisão judicial de afastamento do vereador Maridé





Observe que a decisão acima está em vigor e que Maridé Gomes está afastado do cargo de vereador, trata-se de uma medida cautelar da justiça comum, não tendo qualquer relação com a esfera da justiça eleitoral.

Novo mandato 

Muitos alegam que esse mandato foi renovado em 2 de outubro.

Maridé Gomes teria sido diplomado normalmente, argumentam que a decisão judicial não alcançaria o novo mandato, iniciado em 1° de janeiro de 2017.

Independe, acusação de corrupção passiva

A decisão judicial é de 5 de outubro, ou seja, já era conhecido o resultado eleitoral, o juiz quando determinou a medida cautelar já sabia que Maridé Gomes tinha sido reeleito, desse modo, a decisão judicial não delimitou seu alcance, mantendo MARIDÉ GOMES afastado do cargo de vereador.

Suplente


Pastor Manoel de Jesus (PDT) é o suplente de Maridé 


O pastor Manoel de Jesus (PDT) obteve 1.108 votos, é o suplente de Maridé Gomes (PSC).

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Por falar em reforma no ensino médio





Enquanto os membros da 'República Lava Jato" com seu juiz "Savonarola" tentam destruir o Brasil e ainda são tratados como "heróis", lá na Finlândia a educação não teve a reforma que esses temerosos dias trouxeram ao país.

A reforma realizada por lá foi outra...


Quem irá combater esses "MARAJÁS" do tipo da República Lava Jato e seus escandalosos salários

Na Constituição brasileira tem um teto remuneratório, mas eles seguem outra lei, essa é a "república da Lava Jato" 




Chama o ladrão que os homens da lei...

Enquanto o salário mínimo no Brasil, para quem trabalha, é de apenas R$ 937,00 - os "honoráveis" membros do Ministério Público de São Paulo, do tipo República da Lava Jato, descaradamente vão se tornando os novos "MARAJÁS", tem deles que recebe mais de R$ 100 mil por mês.

Qual a lei que permite isso?

Por isso que na terras desses "marajás" o PSDB cobra propina até em cratera de metrô e permanecem soltos, todos soltos

Essa gente é a que supostamente deveria combater a "corrupção" no Estado de São Paulo, mas pelo jeito com eles é que o cidadão não pode contar mesmo.

Em São Paulo é onde o PSDB pega propina até de "cratera" de metrô, onde um ex-membro dessa casta de marajás, isso mesmo, um ex-membro do Ministério Público, é acusado de ser líder de uma quadrilha de ladrões ligadas ao PSDB que rouba a merenda escolar dos estudantes paulistas.

Tivesse lei...

Fosse cumprida a Constituição em vigor e com rigor, esses indivíduos teriam que responder por improbidade e perderiam os cargos públicos, seriam banidos dessas instituições.

O Brasil tanto precisa que o Ministério Público funcione com isenção e seriedade, mas pelo jeito.

É lamentável!

Leia no DCM 

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Os "notáveis" da República da Lava Jato, onde já tem o "Savonarola"

O professor emérito da Unicamp, que alcunhou ao juiz Sérgio Moro o apelido de SAVONAROLA (leia aqui), agora presenteia o leitor com mais esse belo artigo (aqui)







Foi Serra que, recém convidado para integrar o atual governo, anunciou: “será um governo de notáveis”. 

Obviamente ele também um notável, o maior notável entreguista do Brasil. 

E agora o Ministro Chefe da Casa Civil confessa publicamente que ofereceu ao PP de Maluf o Ministério de Saúde por todos os votos do partido e que teria o partido que indicar um notável. E assim foi. Indicou o partido um notável medíocre. 

O notável trambiqueiro Chefe da Casa Civil não teve vergonha de mostrar como foi formado o Ministério de notáveis. 

Uma espécie de leilão. Quem dá mais por este Ministério? Quantos votos? A fidelidade se compra. O valor de um Ministério é avaliado pelo seu orçamento. 

Cada bilhão vale meio voto. 

Assim sendo, o Ministério da Saúde com mais de 100 bilhões de orçamento foi vendido por 50 votos seguros. Não é bacaninha? 

A confissão do notável trambiqueiro também revela a notabilidade de alguns de seus colegas notáveis. 

Assim Jucá seria um notável alcoviteiro, Geddel um notável chantagista, e o mais recente membro dessa verdadeira academia de notáveis Moreira Franco notável chicaneiro. 

Aliás essa questão de notabilidade é contagiosa, pois vejam só a incorruptível Corte Suprema do País está para incorporar um notável plagiador.

Parauapebas: Câmara acaba com "isolamento"


Tempo de Elias pode enterrar o tempo de Odilon 




Fim do isolamento

O presidente da Câmara de Parauapebas, Elias da Construforte (PSB), determinou a retirada dos vidros que isolavam os vereadores dos populares que compareciam à casa para assistirem os trabalhos legislativos.

O legado dos tempos do vereador ODILON pode ter acabado

A retirada dos vidros, ainda que parcialmente, sinaliza que pode ter chegado um novo tempo na Câmara. Que essas medidas corretas sejam a marca dessa nova legislatura.

Idéia de ODILON

Todos lembram, que essa péssima idéia de colocar vidros separando o plenário dos vereadores da população foi do vereador Odilon Rocha, sendo que mais tarde ele foi preso e obrigado a renunciar ao mandato.



Recordar é viver


No dia 14/10/2014, ainda na legislatura anterior, foi aprovado por 8 vereadores, a maioria da Câmara, um requerimento para sua retirada, EUZÉBIO, DR. CHARLES, ELIENE, PAVÃO, BRUNO SOARES, LUZINETE, ARENES e MIQUINHAS.




Que adiantava a maioria querer retirar se o manda chuva da época na Câmara, o vereador ODILON ROCHA, não deixava. Ele votou contra, mesmo sendo minoria, o vereador não deixou que o vidro fosse retirado.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Polícia Federal apreende avião com 430 kg de cocaína em Minas, de novo, será que dessa vez acharão o dono?

Mistério em Minas Gerais, no dia que AÉCIO NEVES emplaca seu advogado pra chefiar a POLÍCIA FEDERAL e a LAVA JATO - avião é apreendido com 430 kg de cocaína (pasta base). Quem será o dono?




430 kG 

Quase meia TONELADA de tabletes de pasta base de cocaína e um pacote de folhas de coca foram apreendidos nesta quinta-feira (16) em uma aeronave de pequeno porte no aeroporto de Pará de Minas, interior do estado.

A droga foi apreendida após denúncias de que um avião de pequeno porte fazia manobras arriscadas na região. 



Honoráveis senhores

Agora, com o advogado do AÉCIO NEVES chefiando a POLÍCIA FEDERAL e a LAVA JATO, com certeza os honoráveis senhores irão esclarecer essa apreensão de cocaína e aquela outra, a do HELICOCA.

Helicoca tem dono

No HELICOCA foram encontrados de 450 Kg de cocaína, também em Minas Gerais, dentro do helicóptero de um senador que é amigo de outro senador de Minas Gerais.

A cocaína não tem dono

Acredite, o helicóptero era do senador, o piloto do helicóptero era assessor do filho do senador, a fazenda era do senador, mas a cocaína, essa cocaína até hoje a gloriosa e imparcial Polícia Federal não conseguiu encontrar o dono.

Advogado do AÉCIO NEVES resolve tudo

Mas com o advogado do AÉCIO NEVES sendo o chefe da PF e da LAVA JATO, pronto! 

De repente, não mais que de repente, você pode ser o dono dessa "encomenda"!

Está tudo resolvido!