quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Indeferimento da candidatura VALMIR DA INTEGRAL pode ser irreversível, conforme a jurisprudência do TSE

Indeferimento de candidatura de VALMIR DA INTEGRAL gera polêmica e a jurisprudência do TSE pode enterrar a sua campanha 



Polêmica e desinformação

Em 2014, Parauapebas assistiu esse filme, o então candidato a deputado estadual, ex-vereador ADELSON, obteve uma grande votação, mas a candidatura estava INDEFERIDA, o nome continuou nas urnas e os votos recebidos foram perdidos.

Agora, em 2018, a cidade assiste  ao mesmo filme, tudo parece se repetir, VALMIR DA INTEGRAL também está com a candidatura INDEFERIDA, seus advogados e seus cabos eleitorais contam a mesma hsitória que falavam os que pediam votos para o ADELSON, mas ao fim Parauapebas sabe muito bem o que de fato prevaleceu.

Uma oportunidade

O indeferimento da candidatura Valmir da Integral é mais uma oportunidade que o destino lhe concede, deveria desistir e apoiar alguém do seu partido, de sua coligação, ou mesmo um outro nome de Parauapebas, evitando que uma quantidades de votos expressivas seja ao fim desperdiçados.

Seria um gesto político de grandeza, continuar será um grande risco.

A candidatura VALMIR DA INTEGRAL ficou complicada na justiça eleitoral

O indeferimento não parece ser apenas uma questão menor, conforme se constata na sentença, o candidato foi avisado da pendência, teve prazo para resolver e não a sanou, o Ministério Público apoiou a pretensão do ex-prefeito, mesmo assim a juíza INDEFERIU o registro, veja as imagens da decisão:



A jurisprudência do TSE aplicada ao caso é desfavorável e complica a situação de VALMIR DA INTEGRAL




A jurisprudência do TSE não deixa margem para aventuras, é o que se constata nos itens 2 e 3 do acórdão acima. 

O fato é que a candidatura a deputado estadual do ex-prefeito de Parauapebas, VALMIR DA INTEGRAL, subiu no telhado, mesmo que ao fim ele tenha êxito com o seu recurso.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

VALMIR DA INTEGRAL tem candidatura indeferida, ex-prefeito de Parauapebas entrou com recurso



TSE diz que candidatura a deputado estadual de Valmir da Integral foi indeferida 

Já era previsível as dificuldades do ex-prefeito Valmir da Integral para registrar a sua candidatura, devido a quantidade de processos que responde, apenas na justiça eleitoral são várias condenações, conforme imagem acima.

Valmir da Integral entrou com recurso contra o indeferimento.

Veja o indeferimento do registro da candidatura a deputado estadual do ex-prefeito de Parauapebas - CLIQUE NO TSE - AQUI.

IBOPE SENADO: Embola a disputa pela segunda vaga ao senado no Pará - FLEXA, ZEQUINHA MARINHO e ÚRSULA VIDAL crescem. ZÉ GERALDO mantém os 13%

A segunda pesquisa do IBOPE mostra como está evoluindo a disputa para o senado no Pará


Úrsula Vidal (PSOL), está na disputa pela segunda vaga. Na foto, caminha ao lado do professor Raimundo Moura, que é candidato a deputado estadual 



Jáder será eleito, mas é imprevisível o nome que ganhará a segunda vaga de senador pelo Pará

A segunda pesquisa Ibope foi divulgada e mostra a evolução da disputa pelo senado no Pará, a segunda vaga está embolada, 5 candidatos brigam por uma vaga: 

- Jader Barbalho (MDB):  tinha 29% e agora tem 37%

- Flexa Ribeiro (PSDB): tinha 11% e agora tem 16%

- Zequinha Marinho (PSC): tinha 11% e agora tem 14%

- Mário Couto Filho (PP): tinha 20% e agora tem 13%

- Zé Geraldo (PT): manteve o percentual de 13%

- Úrsula Vidal (PSOL): tinha 10% e agora tem 12%.


DADOS DA PESQUISA

A pesquisa IBOPE foi contratada pela TV LIBERAL, está registrada no TRE/TSE sob n° PA-05447/2018 e n° BR-08454/2018. foi realizada entre os dias 13 e 16/09/2018. Tem margem de erro de 3%.

IBOPE PARÁ: HELDER (MDB) sobe de 43% para 47%, amplia sua vantagem e pode liquidar a eleição no primeiro turno

HÉLDER 47%, MÁRCIO MIRANDA 15% e PAULO ROCHA 13%




IBOPE em alta

Está evidente que a campanha de HÉLDER colhe os frutos de intenso e competente trabalho político, deverá vencer a eleição de 2018 com certa tranquilidade, aponta o IBOPE: HELDER tem 47%, o segundo colocado tem apenas 15%, sendo ameaçado de perto pelo terceiro, que tem 13%.

HÉLDER está em viés de alta, embora já esteja próximo ao teto.

Sabe o que quer - quer governar o PARÁ 

O povo do Pará, caso confirme o que aponta o IBOPE, estará reconhecendo o trabalho de HÉLDER, a sua competência e a forma respeitosa em que se buscou chegar nessa condição, nesse momento da campanha.

HELDER mostra como se faz política, respeitando a todos, buscando unir e não banir os adversário, HÉLDER faz uma campanha saudável e limpa, colhe os resultados.

Exemplo

Tão logo foi encerrada a eleição de 2014, ou seja, no dia 27 de outubro, HÉLDER já estava de pé e trabalhando, sem lamentações.

VEJA O QUE DIZ O IBOPE

Helder mantém liderança isolada na disputa pelo governo do Pará

Na segunda pesquisa realizada no Pará pelo IBOPE Inteligência a pedido da TV Liberal entre os dias 13 e 16 de setembro, Helder, do MDB, cresce 4 pontos percentuais (p.p.) e vai de 43% para 47% das intenções de voto. Marcio Miranda (DEM) também apresenta crescimento de 4 p.p. e passa de 11% para 15%, enquanto o petista Paulo Rocha mantém os 13% que tinha no levantamento anterior. Os demais candidatos oscilam dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 3 p.p. e têm até 2% das menções. A intenção de votar em branco ou de anular o voto cai de 17% para 13% e os eleitores paraenses que não sabem ou não respondem são 8% (eram 10% na pesquisa passada). Nesta pergunta, um disco com o nome dos candidatos foi apresentado aos entrevistados.




DADOS DA PESQUISA

A pesquisa IBOPE foi contratada pela TV LIBERAL, está registrada no TRE/TSE sob n° 
PA-05447/2018 e n° BR-08454/2018. foi realizada entre os dias 13 e 16/09/2018. Tem margem de erro de 3%.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

BOLSONARO tem pus no cérebro, ele sente a derrota, chora e ataca LULA

Adoecido pelo ódio que carrega, o fascista chora falsamente, sabe que está moribundo num leito de hospital e com a vida nas mãos de "generais malucos"



Resultado de imagem para bolsonaro charge


O choro de um doente mental

O suposto atentado a Bolsonaro é uma das cenas mais deprimentes da história das eleições brasileiras, alguns minutos depois seus filhos comemoravam afirmando que ganhariam a eleição no primeiro turno.

Imediatamente, depois de uma cirurgia grave e que teria durado longas horas, o doente abre o leito do hospital e grava vídeo ao lado de um pregador de ódio, MAGNO MALTA, senador envolvido na máfia dos sanguessugas. Tudo com fins políticos.

Quase todo dia entra um político ou um artista idólatra do fascista pra fazer política e destilar ódio do leito do hospital onde o demente está internado.

A "feikada" fatal é a "infecção general"


Resultado de imagem para bolsonaro charge


O único risco que BOLSONARO corre e sempre correrá decorre de ser um ex-militar subalterno que tem um general como seu vice, esse sim é capaz de tudo contra o moribundo mental.

Bolsonaro é um ex-oficial subalterno, que saiu do exército para não ser expulso, com limitações intelectuais bastante conhecidas, mas que não impedem que ele se aperceba o risco que corre, não pela facada do "bispo", mas pela "infecção general"

Inverterão a chapa de um jeito ou de outro

Incomoda a qualquer exército de verdade ter um dos seus generais de vice de um subalterno moribundo, causa alvoroço na tropa.

O louco sabe que perdeu e sua campanha definha





Não impressiona o barulho que alguns malucos fazem nas redes sociais, o moribundo mental chora ao ver o quanto sua trupe é deprimente.

A turma de Bolsonaro sempre foi acéfala, piorou, pois se faltava um cérebro, agora falta um corpo presente, a campanha definha.

Resta ao moribundo mental os seus robôs nas redes sociais, alguns robôs tem até carne e osso, são até bípedes, mas incapazes de conquistarem uma alma sã pra votar no capitão. 



Resultado de imagem para bolsonaro charge

MIQUINHAS e TORQUETE são recebidos com festa e carinho na aldeia XIKRIN



MIQUINHAS e TORQUETE XIKRIN

A aldeia dos "XIKRIN" fez uma grande recepção para os candidatos  a deputado federal MIQUINHAS (PT) e a deputado estadual TORQUETE XIKRIN (PT), não é para menos a alegria deles, pela primeira vez um partido no Pará abre suas portas para um dos seus filhos disputar um cargo tão importante.

Veja o vídeo da visita



domingo, 16 de setembro de 2018

32% votarão com certeza no candidato do LULA. Veja o que a GLOBO escondeu de você na pesquisa DATAFOLHA - HADDAD pode alcançar até 48% dos votos já no primeiro turno

HADDAD, candidato do LULA, terá entre 32% a 48% dos votos, diz DATAFOLHA





Todos sabem que IBOPE e DATAFOLHA trabalham pra Globo, mas não tem jeito, HADDAD cresce 1% ao dia e é o favorito pra vencer a eleição presidencial 




"Datafalha I"
O gráfico acima mostra a boca do jacaré que HADDAD abriu para as demais candidaturas, em apenas 3 dias de campanha, seu nome foi oficializado apenas dia 11/09, como o candidato do LULA, ele sobe de 9 para 13%, ou seja, 1% ao dia, é uma disparada impressionante, não terá como esconder, o VOX POPULI já mostrou os números reais.

"Datafalha II"

É evidente que os números do "datafalha" vieram de encomenda, ainda colocam CIRO GOMES como uma candidatura viável, o que não tem a menor base, apenas com a finalidade de tentar criar confusão no campo progressista.

MARINA SILVA já foi abandonada pelas pesquisas da GLOBO, logo mais também abandonarão CIRO GOMES, o boquirroto do Ceará, ele será mostrado com seu tamanho real.

Resumindo, CIRO GOMES está inflado, numa estratégia da GLOBO e DATAFOLHA pra tentar mostrá-lo como mais viável que HADDAD, o verdadeiro candidato do LULA.

Inconsistências

Assim, podemos dizer com certeza: não há a menor possibilidade de se ter apenas 13% de votos brancos e 6% de indecisos, é evidente que o "DATAFALHA" errou e feio, contrariando suas próprias pesquisas.

A pesquisa do DATAFALHA tenta puxar a tendência que a GLOBO gostaria que ocorresse em 07 de outubro.

HADDAD é o presidente que será eleito em outubro!

A verdade sobre o "DATAFALHA" da REDE GLOBO

A informação mais importante da pesquisa paga pela Rede Globo, não será divulgado pelo JORNAL NACIONAL, mas já está disponível no relatório para quem quiser constatar: Fernando HADDAD, tem nada nada menos que 32% dos votos dos eleitores, estes afirmam que com certeza votarão no "candidato indicado por Lula".

Pior para a GLOBO e a quadrilha dos togados e fardados, outros 16% podem votar em quem for apoiado por LULA, ou seja, HADDAD é o único que de fato tem condições de vencer a eleição no primeiro turno.

Lacrou! Basta fechar as urnas e iniciar a contagem dos votos!

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

A HISTÓRIA DO GOLPE - DILMA (PT), candidata ao senado por Minas Gerais, lança documentário sobre a farsa do impeachment



PADRE MARCELO ROSSI pede ajuda contra a turma de bandidos das redes sociais, idólatras do fascista Bolsonaro

Padre Marcelo Rossi pede ajuda contra bandidos idólatras do fascista Bolsonaro, eles são capazes de qualquer "feikada", dessa vez espalham mais uma FAKE NEWS no Whatsap, caso você receba, denuncie quem publicou nas Redes Sociais 



As Vozes da Terra, por Léo Mendes


As Vozes da Terra, por Léo Mendes

Os homens semeiam na terra o que colherão na vida (...): 
os frutos da sua coragem ou da sua fraqueza. 


Durante minha recente visita a Parauapebas, numa das muitas rodas de exaltadas conversas e discussões, junto aos mais diversos e diletos frequentadores do “Senadinho do Baixinho”, ouvi de Renato Resende (filho) uma das mais incrustadas ideias políticas de nossa cidade: o “barrismo”.

Expresso em suas palavras, o “barrismo”, em sentido político, que é do que aqui tratamos, consiste na “obrigação moral” que têm, ou deveria ter, eleitores e eleitoras de uma cidade ou região de votar em candidatos ou candidatas ali residentes, com devida identidade política e base eleitoral. Em resumo: “Parauapebas vota em Parauapebas”. 

Confesso que nunca partilhei de tal ideia. Talvez por ter minha formação política na Paraíba, estado pequeno, cujos municípios são próximos, os contatos e os laços políticos são mais estreitos; os interesses e os conflitos também. Mas, sempre reconheci este fenômeno como um dos paradigmas para qualquer análise política e eleitoral em Parauapebas. 

É, pois, sem muita surpresa que recebo, através de diálogos que mantenho e de dados e números de pesquisas gerais ou específicas, algumas apenas para “consumo” e planejamento interno das diversas campanhas que acompanho, as notícias das adesões e, por tal, do fortalecimento das candidaturas de Miquinha da Palmares (PT – federal) e Marcelo Parceirinho (PSC – estadual). 

Não me surpreende por vários fatores, inclusive, já destacados neste espaço em outros textos. Dois, entretanto, me parecem mais evidentes. O primeiro diz respeito ao espaço propiciado pela conjuntura eleitoral de Parauapebas: ambas as candidaturas foram favorecidas por suas bases e lideranças. 

No caso de Miquinha da Palmares, o PT assegurou-lhe candidatura única na cidade, com grupo e base para fazer campanha e com perspectiva de firmar-se para pretensões futuras, ainda mais quando a escassez de lideranças é tão evidente. Já a candidatura Marcelo Parceirinho se apresenta, nesse momento, em âmbito local, como a mais promissora dentre os políticos de Parauapebas. 

Ainda que suas bases seja diferentes, e cada qual por seu lado e com objetivos distintos, ambos vêm ganhando adesões de diversos líderes da sociedade civil: o primeiro, apenas a título de exemplo,  já conta com o declarado apoio do secretário de Educação Raimundo Neto, a quem todos reconhecem compromisso e disposição para angariar votos. 

O segundo, tem agora a seu lado o empresário Branco da White e do vereador Luís Castilho, dupla cuja força política eleitoral é indiscutível, bastando, para isso, verificarmos que este, em primeiro mandato, já é líder do governo e forte nome para presidência da Câmara de Vereadores nos próximos anos. 

Os dois casos, fica-nos evidente, são mais uma demonstração do peculiar “barrismo político” de Parauapebas visto que, pelos exemplos citados, a consolidação dos ditos candidatos, nas respectivas pretensões, vem assumindo-se como “vozes da terra” e de “sua gente”. E, provavelmente, impulsionados pelo “barrismo”, outros apoios virão!

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

HADDAD já lidera com 22% a corrida presidencial, causando pânico nos adversários e na Globo



VOX POPULI trouxe desespero para os adversários

Tentaram, tentam e tentarão de tudo - a Globo, a Lava Jato, o MP e o Poder Judiciário - para impedir a qualquer custo o retorno do Lula e do PT ao Palácio do Planalto, até "feikada" e "cirurgias pra lá e pra cá", mas parece que está sendo em vão.

As farsas jurídicas e a fraude eleitoral em andamento, tirando LULA do páreo, contra determinação expressa da ONU, roubando o direito do povo de escolher o seu presidente livremente, nada disso fez o efeito desejado,  LULA é uma idéia viva no imaginário popular, confirma a pesquisa VOX POPULI, apontando HADDAD, o candidato do LULA, na frente, com 22% das intenções de votos, contra 18% de Bolsonaro, 10% de Ciro Gomes, 5% para Marina Silva e 4% para Geraldo Alckmin.




Apenas 53% conhecem HADDAD como o candidato do LULA, ou seja, alcançando 22% dos votos,  previsível que quando esse for conhecido de 90% ou mais da população, esse percentual de 22% pula pra algo em torno de 35%, no mínimo.  

A VOX é a mais confiável, que tem menos erros

A VOX foi a primeira que na eleição de 2014 mostrou a vitoria de DILMA, mostrou a derrocada de MARINA e a ida ao segundo turno de Aécio Neves.

Agora em 2018, a VOX, ao contrário do Datafolha e Ibope, que a pedido da Globo escondem que LULA tem o seu candidato, é o HADDAD, a VOX informa o entrevistado dessa ligação. 

Vitória de HADDAD é inevitável

Interessante ver a briga dos desesperados - CIRO, ALCKMIN, BOLSONARO e MARINA com os números do VOX POPULI, o instituto que mais tem se aproximado dos resultados finais, nas últimas eleições. 

Cobriu um período maior, a pesquisa Vox é mais confiável que as demais


A pesquisa VOX é a mais confiável, está bem detalhada sobre percentuais de conhecimento/intenção de voto em Haddad, cobriu um período maior, de 7 a 11 de setembro, o Ibope foi de 8 a 10/09 e o Datafolha apenas o dia 10/09 (leia mais AQUI). 

Impacto da substituição de LULA por HADDAD e a "feikada" em Bolsonaro

O período de cobertura do Vox Populi abrangeu os dois fatos mais importantes desse período eleitoral, conseguiu captar com maior fidedignidade o efeito do ataque a faca a Bolsonaro e o anúncio da substituição do Lula pelo Haddad, este último em menor tempo, o que pode mostrar que HADDAD ainda pode ter um percentual ainda maior que o alcançado no VOX.

Nem começou direito

A pesquisa ainda não aferiu o poder de transferência de votos do Lula a Haddad  na sua plenitude, colheu a reação do eleitorado numa mínima fração de tempo do primeiro dia do anúncio transmitido pelo Lula na tarde do 11 de setembro.

O real potencial de votos em Haddad, portanto, somente será realisticamente medido nos próximos dias, quando a mensagem de Lula alcançar todas as regiões do país e a maioria do eleitorado lulo-petista e à medida que Haddad se tornar mais conhecido como candidato.

Números mostram que HADDAD vencerá a eleição

De acordo com o Vox Populi, apenas 53% reconhece Haddad como candidato do Lula, além disso, Haddad é o candidato menos conhecido de todos, apenas  37% só conhecem o nome dele.

Em comparação a seus próprios levantamentos anteriores, nesta pesquisa o Vox Populi encontrou os seguintes resultados:

1. O crescimento exponencial do Haddad: 12% para 22%;

2. O congelamento do Bolsonaro, que passou de 16% para 18%;

3. Estagnação do Ciro  entre 9% e 10%;

4. O definhamento de Marina que caiu de  11% para 5%;

5. A derrocada de Alckmin despencando de 7% para 4%;

6. A insignificância estatística das demais candidaturas anti-petistas.

Mais números do VOX 

- 16% dos eleitores ainda não sabem que LULA foi impedido de concorrer;

- O crescimento de HADDAD entre os eleitores com ensino fundamental foi de 15% para 25%, percentual ainda muito baixo, comparado com o de LULA, mostrando que as próximas pesquisas mostrarão HADDAD com números ainda mais significativos nesse segmento;

No nordeste, HADDAD alcançou 31%, no sul, apenas 11%;

- A Taxa de rejeição de HADDAD é a segunda menor, com 38%, para ter idéia, a do fascista Bolsonaro é de 57%.

Dados da pesquisa

Pesquisa VOX POPULI, registrada no TSE sob o número BR-01669/2018 no dia 07 de setembro de 2018.Contratada pela CUT, realizada entre os dia 7 e 11/09. 2000 entrevistas e margem de erro de 2,2% (relatório aqui).

CPI DA BURITI - O vereador PAVÃO apresenta o requerimento e a comissão será criada na Câmara de Parauapebas

Diante de quadro social grave, a Câmara de Parauapebas, por iniciativa do vereador Pavão, quer criar a CPI DA BURITI 

Agressões da PM, despejos oriundos de decisões judiciais questionáveis, contrariando às leis, causam danos aos moradores de Parauapebas




Proteger os direitos dos moradores 

Os moradores do Residencial Cidade Jardim estão sendo vítima de abusos, de ordens de despejos cumpridas com violência policial, os fatos ocorridos no município de Parauapebas estão sinalizando para o agravamento do quadro nos próximos dias, o que levou o vereador Pavão a decidir pela apresentação de um requerimento para a criação da CPI DA BURITI na Câmara Municipal.

Grave problema social de interesse local de Parauapebas

No âmbito social, o impacto para os cidadãos de Parauapebas é muito grave, de grande lesividade e com repercussão social significante, afeta toda a comunidade do município, atinge diretamente um número expressivo de famílias, cerca de 200 estão sendo ameaçadas de despejo a qualquer momento, seus direitos fundamentais estão sendo violentados.

O número de famílias pode ser muito maior, caso não se tome providências, cerca 2000 famílias podem perder as suas casas,  sendo privadas de um direito fundamental protegido pela Constituição Federal de 1988, sem o qual não se pode falar em DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA. 

O que se esperava do poder judiciário em Parauapebas era o respeito a Constituição, mas não é o que se observa no caso.

A estranha reintegração de posse contra a jurisprudência dos Tribunais

A CPI vem muito bem e na hora certa, pois é preciso que esse caso seja denunciado em todo o país.

Todos os especialistas na área, ouvidos pelo Blog, afirmam que as decisões judicias de reintegrações de posse no Residencial Cidade Jardim estão incompatíveis com os entendimentos proferidos pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará e pelo próprio Superior Tribunal de Justiça, estes órgãos já se manifestaram, em sede de recurso, diante da constatação de construção de casas pelos moradores, pela suspensão das ordens de reintegrações de posse, até que sejam pagas as indenizações aos moradores pelas edificações nos lotes.

A lei é clara e beneficia os moradores, mas não em Parauapebas, que parece ter outra lei

Os advogados consultados pelo Blog acham muito estranho e injusto que o judiciário em Parauapebas ignore o que já decidiu o Tribunal de Justiça do Pará e o próprio Superior Tribunal de Justiça, dizem ainda que  o artigo 1.219 do Código Civil brasileiro é muito claro, pior ainda, termos contratuais estão sendo violados para beneficiar a Buriti, conforme afirma o Dr. Helder Igor - advogado que atua em favor dos direitos dos moradores do bairro Cidade Jardim.

O aspecto jurídico que, por si só, já demonstra bastante fragilidade capaz de impedir a continuidade no cumprimento dessas ordens judiciais, elas violam os mais elementares direitos das famílias e das pessoas, elas estão sendo expulsas das suas casas, mediante uso da força policial com base em decisões judicias apressadas e que não se sustentam nos Tribunais, provocando um impacto social  extremamente negativo, gerando um descrédito nas instituições, finaliza Dr. Helder.

Moradores ficam revoltados com agressões do Poder Judiciário e da PM, veja o vídeo com o vereador Rafael Ribeiro - a violência, autorizada por um judiciário estranho às leis, é de impressionar




Tudo aponta para a boa-fé dos moradores

Vale destacar, no aspecto econômico, a inadimplência dos moradores tem causas multifatoriais que perpassam desde do elevado e progressivo reajuste das parcelas ao longo do contrato, quanto aspectos subjetivos como o desemprego e a inflexibilidade da empresa na repactuação dos contratos, circunstâncias que justificam a atuação dos órgãos constituídos, sobretudo o Ministério Público e a OAB.

Moradores querem justiça

Um grupo de moradores, preocupados com a situação contratual e demais elementos vivenciada com a Buriti, propuseram uma ação coletiva junto ao Poder Judiciário local, buscam a rediscussão do contrato no Processo n° 0802800-51.2018.8.14.0040, em trâmite na segunda Vara Cível da Comarca de Parauapebas.

É bom que o Poder Judiciário tenha sensibilidade em ponderar os direitos, a balança não pode pender apenas a favor dos poderosos, a qualquer custo!

A CPI DA BURITI vem em muita boa hora!

IBOPE realiza mais uma pesquisa eleitoral no PARÁ - governador, senador e presidente

Antes do rádio e TV, segundo o Ibope, HELDER tinha 43% e liquidaria a eleição no primeiro turno, em segundo lugar estava Paulo Rocha (PT) com 13%. Márcio Miranda (DEM) tinha 11%




Pesquisa anterior

Na pesquisa anterior, a eleição para o governo do Pará seria encerrada no primeiro turno, com uma vitória folgada do ex-ministro HÉLDER (MDB), seu percentual de votos estava em 43%, seguido de longe por PAULO ROCHA (PT) com 13%, em terceiro vinha MÁRCIO MIRANDA (DEM) com apenas 11% (Pesquisa registrada no TRE/TSE sob n° A-08797/2018 e nº BR-05823/2018. Tem margem de erro de 3%. Contratada pela TV Liberal, foi realizada no período de 15 a 19/08/2018. Ouviu 812 eleitores)

A nova pesquisa Ibope tem a divulgação prevista para o dia 17 de setembro

A nova pesquisa será realizada sob a influência de vários dias de campanha no rádio e TV, ou seja, já mostrará um quadro próximo do que provavelmente sairá das urnas no dia 7 de outubro.

A eleição no Pará está numa situação muito diferente do que ocorre no cenário nacional, aqui no estado o quadro parece consolidado, na nossa opinião não há fato novo nem haverá, daí a importância que tem essa pesquisa Ibope/TV Liberal, ela poderá confirmar o que afirmamos ou mostrar algo que não está evidente, afinal - eleição é sempre eleição, a prudência é o melhor caminho.

Dados da nova pesquisa 

Registro TRE/TSE sob n° PA-05447/2018. A data de divulgação está prevista para 17/09/2018. Contratada pela TV Liberal, com 812 entrevistas para governador, senador e presidente. Será realizada entre os dias 11 a 17/09/2018.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

MIQUINHAS (PT) recebe o importante apoio do advogado e professor Raimundo Neto, secretário de educação de Parauapebas

Em Parauapebas, as lideranças locais vão definindo seus apoios e fortalecendo as candidaturas do município




Lideranças locais optam por candidatos do município

Com o pé no chão e muita humildade, Miquinhas (PT), candidato a deputado federal, recebeu o importante apoio do professor e advogado, Raimundo de Oliveira Neto, secretário de educação do município de Parauapebas, as lideranças locais, com o início de fato da campanha eleitoral, tem optado por nomes de candidatos que atuam no município, algo que o cidadão de Parauapebas, silenciosamente exige. 

Prefere a "prata da casa"

"O rio corre para o mar", mas quando se trata de eleição para deputado federal ou estadual, esse ditado popular não é considerado pelo eleitor de Parauapebas, os moradores da cidade preferem votar nos candidatos do município e praticamente ignoram os "milionários aventureiros" que sempre aparecem nesse período eleitoral e depois somem.

Dificuldades

Algumas candidaturas poderosas estão sentindo muitas dificuldades de aceitação no município de Parauapebas, apesar do barulho que fazem nas ruas e nas redes sociais, com seus "robôs".

ASSISTA: HADDAD grava o primeiro programa como o candidato a Presidente da República - HADDAD é o candidato do LULA




terça-feira, 11 de setembro de 2018

HADDAD e MANUELA são registrados como candidatos oficiais de LULA - A eleição presidencial começou pra valer

A juventude de HADDAD e MANUELA é o novo de verdade, é o POVO resistindo aos desmandos do GOLPE de TEMER/PSDB/LAVA JATO, do ÓDIO das togas e das fardas


Manuela D'Ávila e Fernando Haddad - recebem a missão de derrotar o golpe
 e impedir o caos de uma ditadura


HADDAD e MANUELA são os favoritos pra vencerem a eleição de outubro

Os especuladores do mercado financeiros, também conhecidos internacionalmente como abutres, sentiram uma "tacada na cara", o DATAFOLHA não deixou margem pra especulação, o candidato de LULA tem entre 33% a 49% de potencial de votos.

Traduzindo - a especulação com a vitória de HADDAD, candidato do LULA, não terá vez no Brasil

Os especuladores que atuam na Bolsa de Valores repercutem a pesquisa Datafolha nesta terça-feira (11), o fracasso da "FEIKADA EM BOLSONARO" e o fortalecimento de HADDAD contribuíram para queda dos índices no Brasil, fato que também foi ajudado pelas bolsas internacionais, notadamente pela tensão comercial entre China e Estados Unidos.

ASSISTA AO VIVO: Agora HADDAD é o candidato oficial de LULA a Presidente da República - Uma injustiça não vai parar o SONHO de um POVO

"Chama, chama que o povo quer. Chama, chama que o 13 dá jeito. É o Brasil Feliz de Novo. Com HADDAD, com LULA e com o POVO" 




Uma injustiça não vai parar o sonho de um povo

HADDAD agora é o candidato a Presidente da República do LULA, em instantes ele lerá a carta em que LULA lhe confia a MISSÃO de representá-lo nas urnas de 7 de outubro, com Manuela Dávila de vice.

Não perca, é a História brasileira sendo escrita de dentro de uma cela, do cárcere, por um homem simples que nem seu povo, é épico, é "nunca dantes".

É uma chama que não se apagará nunca - é LULA, é o nosso POVO - é 13

Um povo que tem a alma CRISTÃ, um povo que quer amar ao próximo com a si mesmo, sabe que a INJUSTIÇA apenas fortalece seu amor e sua luta contra o arbítrio.

"Viva o povo brasileiro, que resistiu à mais cruel campanha da mídia e do Judiciário que se moveu neste país e que, passo a passo,está fazendo rebrotarem as esperanças democráticas desta Nação!" (Fernando Brito - jornalista livre)

Com apoio de LULA o HADDAD dispara e já tem de 33% a 49%, em potencial de votos, ele pode liquidar a eleição presidencial no primeiro turno

HADDAD, com apoio de LULA, pode alcançar 49%

Confirmando os números do DATAFOLHA, HADDAD é o próximo PRESIDENTE DA REPÚBLICA




Potencial de voto no “candidato do Lula”, HADDAD, é de 49%

LULA é o centro das eleições brasileira, a GLOBO tenta de todo jeito, juntamente com a "máfia lavajateira de toga" mudar essa realidade, mas o DATAFOLHA divulgou os números que importam, o POVO quer votar no candidato do LULA, no HADDAD, o percentual dele já é de 33% e pode chegar a 49% ainda no primeiro turno, o que seria suficiente para liquidar a eleição.

Não apenas o DATAFOLHA, o IBOPE também confirma o favoritismo de HADDAD com apoio do LULA, neste último instituto o percentual alcança 39%.

Toda farsa é malsinada

Não há malabarismo, não há "feikada em Bolsonaro", não há farsesca LAVA JATO, nada mudará isso, apenas uma fraude nas próprias urnas, caso isso seja possível. 

LULA fechou, lacrou a eleição presidencial com HADDAD e MANUELA

A ONU transformou a LAVA JATO e o PODER JUDICIÁRIO brasileiro em FICHA SUJA INTERNACIONAL, a perseguição ao LULA é tão descarada e odiosa que ficou totalmente desmoralizada, eles insistirão, afinal a única finalidade deles é essa, qual seja, FRAUDAR as eleições contra LULA e o PT, mas não combinaram com o POVO brasileiro.

LULA batiza HADDAD como seu sucessor

Hoje, em CURITIBA, LULA deve batizar HADDAD como o seu sucessor, LULA já ganhou, falta apenas o NOBEL DA PAZ.

Dados da pesquisa DATAFOLHA

Pesquisa Datafolha registrada sob n° BR-02376/2018, realizada em 10/09/2018, contratada pela GLOBO, com 2820 entrevistas, margem de erro de 2%.

DITADURA: Funcionária critica ódio de Bolsonaro e é demitida por patrões do luxuoso hospital de milionários, Albert Einstein

"FEIKADA" em BOLSONARO fez primeira vítima, uma empregada do luxuoso hospital ALBERT EINSTEIN, uma espécie de hotel pra pacientes milionários,  ela perdeu seu emprego apenas por criticar o semeador de ódio


MALAFAIA e BOLSONARO - semeadores do ódio - na badalada UTI do
 luxuoso hospital ALBERT EINSTEIN - que paciente corado e forte!


A verdadeira vítima

Deu no Globo, uma funcionária perdeu seu emprego apenas por que criticou o semeador de ódio, ela era funcionária do luxuoso Hospital Albert Einstein, local onde BOLSONARO está hospedado na condição de paciente, numa equipada UTI, onde recebe a todo momento políticos para tirar "selfie" e tentarem algum proveito político da "feikada" de Juiz de Fora.

O "ar carregado" da ditadura que o povo vai impedir em outubro

Na última sexta-feira, após ocorrer a transferência de Bolsonaro para o hospital paulista, a funcionária postou uma foto do candidato e escreveu: “vou ter que usar máscara de oxigênio pra não correr o risco de respirar o mesmo ar”

A reação da funcionária é perfeitamente adequada diante do polêmico candidato, mostra consciência e repúdio ao ódio que o candidato exala e contamina seus seguidores, mas na ditadura que vivemos, eles querem impor o silêncio e a intimidação, como se constata com a demissão injusta.

Uso político de "feikada" fracassou, por essas e outras

Um banco divulgou uma pesquisa que tenta inflar o semeador de ódio, mas não é o que aparece nas pesquisas mais sérias e científicas, ao contrário do que pensam, a "feikada" de Juiz de Fora não rendeu votos ao pregador do ódio e aliados.

Leia no DCM a matéria completa

_________________

O hospital emitiu nota negando que tenha demitido a funcionaria, esclarece que ela desde maio/18 deixou a empresa. Tudo tem que ser conferido, qual a credibilidade de uma empresa que particida dessa situação com Bolsonaro?

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

HADDAD e os candidatos de LULA - o caminho pra impedir a volta da ditadura

“Vamos ganhar a eleição e impedir a volta da ditadura”, diz Pimentel

Fernando Pimentel, governador de Minas Gerais. (Foto: Ben Hider/Agência MG)

O governador e candidato à reeleição Fernando Pimentel, se encontrou hoje, 9 de setembro, com as lideranças da coligação Do Lado do Povo na sede do comitê, em Belo Horizonte, e chamou a atenção para a importância histórica desta campanha eleitoral em Minas e no Brasil. Pimentel afirmou que a democracia brasileira nunca esteve tão ameaçada, e agora ameaçada explicitamente por declarações de candidatos da direita, e que os partidos que apoiam sua candidatura têm a missão não apenas de vencer as eleições, mas especialmente de resistir à tentativa da direita de promover um novo golpe no país.

“Esta campanha talvez seja a campanha mais importante que a gente está fazendo, a eleição mais importante que a gente está disputando, desde a redemocratização, desde que a gente conseguiu reconquistar a democracia. Porque a democracia no Brasil nunca esteve tão ameaçada quando esteve até agora, e agora ameaçada explicitamente”.

E ele completou: “não sei se vocês viram, o candidato à vice-presidente na chapa do Bolsonaro deu uma entrevista à Rede Globo e ele fala explicitamente ‘nós vamos ganhar, e se não ganhar nós vamos ficar atentos porque temos as Forças Armadas ao nosso lado’. Agora é explícito, eles estão falando, verbalizando a intenção deles de fazer o Brasil regredir. Nós somos da luta democrática, e toda vida fomos, nossos da resistência, lá desde o tempo da ditadura, das reconquistas, e depois ganhamos quatro eleições sucessivas para presidente da República, quatro, duas com Lula e duas com a Dilma, e vamos ganhar a quinta, eu não tenho dúvidas de que vamos ganhar esta eleição. Eles tentaram tirar o Lula, provavelmente vão caçar o registro dele, nós vamos disputar com Fernando Haddad e a Manuela D’Ávila de vice, e vamos ganhar a eleição”.

Leia tudo no DCM - Clique AQUI


Farsa de atentado a Bolsonaro falhou, o povo só quer saber de LULA. A partir de agora o PODER JUDICIÁRIO, ficha suja na ONU, quer proibir o PT de usar o nome de LULA

Tiro pela culatra, aliás, uma verdadeira "FEIKADA", episódio envolvendo Bolsonaro não convenceu, sinaliza "tracking eleitoral" de bancos e partidos 




Bem que a GLOBO tentou, mas falhou

A Fundação Getúlio Vargas, logo de cara, jogou uma ducha fria em quem acreditou que o episódio com Bolsonaro iria lhe render votos (LEIA AQUI), as notícias dão conta que as lágrimas não existem, não há a mínima comoção, é o que afirmam pessoas ligadas a bancos e partidos, a partir dos dados coletados junto ao público, principalmente no monitoramento de redes sociais e "tracking eleitoral".

A população brasileira já se vacinou contra as armações da GLOBO, a "FEIKADA" foi um verdadeiro tiro pela culatra, qualquer pesquisa mostrando crescimento de BOLSONARO, fora da manipulável margem de erro, já se trata de GLOBO e suas contratadas tentando alterar a situacão do seu novo "COLLOR".

JUDICIÁRIO FICHA SUJA NA ONU

Em posse das informações sonegadas ao público, pelos partidos e bancos, o PODER JUDICIÁRIO, ficha suja na ONU, quer barrar o PT de usar o nome de LULA na sua propaganda, quer prova maior de que o povo só quer saber de LULA e HADDAD?

Pode fechar as urnas e apurar os votos, se não tiver FRAUDE, HADDAD é o presidente do BRASIL.

A perseguição do PODER JUDICIÁRIO, ficha suja na ONU, continua, inventaram a farsa de um atentado ao semeador de ódio, deu errado. 

domingo, 9 de setembro de 2018

PARAUAPEBAS: Departamento de Relações com a Comunidade (DRC) em reunião com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos


James Souza e equipe do DRC com Beto Paes (GLOS - SEJUSDH)


O Departamento de Relações com a Comunidade (DRC) da Prefeitura de Parauapebas cumpriu agenda institucional em Belém, a equipe esteve na  na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), com a Gerência da Livre Orientação Sexual (GLOS).

JAMES SOUZA, juntamente com sua equipe, foram recebidos pelo coordenador BETO PAES, na ocasião foi confirmada a presença e a colaboração deste órgão com a realização da PARADA DO ORGULHO LBTI DE PARAUAPEBAS, também foram encaminhados outros assuntos em vista de futura parcerias entre a SEJUSDH e o município.

A farsa do atentado a Bolsonaro, por Fernando Horta

Imagem e uso político pelos filhos e aliados reforçam a tese de que atentado a Bolsonaro é mais uma farsa da Globo pra manipular as eleições
Bolsonaro - A estranha imagem de uma suposta vítima de atentado pregando  a violência
até no leito do hospital

A farsa do atentado a Bolsonaro, por Fernando Horta

A História ensina que um “fato” só é um fato a partir do momento em que o elemento humano a ele se relaciona. A cada segundo, milhões de “fatos” acontecem por todos os lados do globo, mas só alguns recebem significação pelo sujeito. Assim, é ser humano, em sua complexidade, que diz o que é um “fato” e como ele deve ser entendido dentro da teia de relações e correlações no tempo e no espaço.

É através da contextualização que o processo de dar significado a algo se inicia. Não basta “ter acontecido”, é preciso que os homens e mulheres falem a respeito. Que estabeleçam o esforço de situar aquilo que “aconteceu” dentro do universo conhecido. As coisas só adquirem significados a partir dos seres que nelas colocam sentido, atenção e a transportam do mundo das insignificâncias para o ambiente político-narrativo.

Houve uma facada. O fato de não ter saído sangue no momento é bastante comum, já que o agressor apenas estocou a faca, não a mudou de direção. Provocou um pequeno corte e não uma laceração externa evidente. Os médicos e atendentes estavam sem luvas e com as máscaras fora do lugar porque a foto que circula do ex-capitão foi tomada no momento em que a equipe, tomada de surpresa, decidia o que fazer. Se não é o melhor procedimento médico, também não é suficiente para colocar em dúvida a gravidade da agressão.

Os vídeos do agredido feliz em visita a um hospital foram feitos pela manhã do mesmo dia, em visita a um hospital do câncer. Daí resulta a mesma roupa e a felicidade de campanha, tão verdadeira quanto as lágrimas de crocodilo. As manifestações, via Twitter, do filho não-fraquejado do ex-capitão só mostram o quanto a figura é despreparada para manejar uma simples ferramenta de comunicação. Não podem, contudo, alimentar a dúvida sobre a veracidade da agressão.

E toda a verdade sobre o “fato” se esgota aqui. A partir de agora, tudo é uma farsa. Montada na simbólica véspera do sete de setembro. O momento da independência sem povo é exaltado pelo exército como a formação deu uma país sem alma. Nos quartéis, a bandeira substitui os laços de solidariedade e é mais comum ver um militar chorando durante o hasteamento do “pavilhão nacional”, do que diante de crianças pobres esfomeadas a dormirem ao relento. Dar significado às coisas é um ato político, e amar uma bandeira mais do que à criança que ela representa é um dos assombros recorrentes das nossas forças armadas.

O vice-general Mourão, saiu rapidamente a montar a farsa do “atentado da esquerda” disparando sobre o Partido dos Trabalhadores e sobre o PSOL. O mesmo general que há poucas semanas honrava a chapa que participa chamando os índios de “preguiçosos” e os negros de “malandros”. É preciso que se diga que o general, claramente de linhagem dinamarquesa-islandesa, se alinhou rápido ao discurso do capitão. Todavia, se o general maneja uma arma (ou um tanque) com a mesma precisão que analisa a história e a política brasileira, entendemos um pouco da incapacidade e despreparo das nossas forças.

A Rede Globo Monopólio de Televisão também adicionou cores à farsa informando que a facada atingira a “democracia brasileira”. A afirmação chega a ser risível. Primeiro porque Bolsonaro não representa, nem nunca representou qualquer ideal de democracia. Simbolicamente o agressor não atacava a “democracia”, mas o fascismo bruto e descarado que o ex-capitão representa. Em segundo lugar, a afirmação da Globo faz parecer que ela sempre foi um bastião na defesa da democracia. E isto, até mesmo o ex-capitão havia jogado no colo dos entrevistadores da empresa como uma mentira mal-vomitada.

A montagem da farsa ainda ganhava outro ator, o presidente do partido pelo qual se candidata o fascista. Segundo aquela figura-referência de conhecimento e educação, “agora é guerra”, como se a campanha inteira do fascista não fosse fazendo apologia e promessa de guerra o tempo todo. Desde crianças de colo a fazerem sinais de armas, até promessas abertas de massacres e abusos em que Sua Santidade a procuradora-geral imperatriz da União Raquel Dodge não enxerga “problema algum”. Por anos, o mundo reconheceu o ex-capitão como um dos seres mais desprezíveis, abjetos e incitadores de violência que atualmente anda sobre este planeta. Não foi somente após a agressão que os fascistas decidiram “ir para a guerra”. Foi apenas uma desculpa para mais desrespeito e ignorância.

Mas a farsa foi completada pela fala da Sua Santidade Divina a Presidenta impoluta do STF, Carmem Lúcia. Sua Santidade deu entrevista em tom e feição que quase convenceu o país que estava preocupada com a “garantia das liberdades dos candidatos e eleitores” como a “expressão de um processo eleitoral democrático”. Sua Santíssima impoluta deverá me perdoar, mas condenar alguém sem provas, apressar julgamento e prender em presunção de inocência, mudar agenda do STF para mantê-lo preso, ignorar ordem da ONU e tratados internacionais e assumir conluio entre o judiciário e o MP para ignorar ordem de soltura são violências extremas contra as “liberdades dos candidatos” e, certamente, não representam “expressão de um processo eleitoral democrático”. E diante das reiteradas agressões de um dos judiciários mais caros do mundo ao seu povo, a faca do agressor se torna pequena, pequeníssima.

Não sou hipócrita, não desejo ao fascista pronto reestabelecimento. Sou justo, desejo a ele exatamente o que ele deseja a negros, índios, militantes de esquerda, do movimento sem-terra, aos transexuais, aos homossexuais e aos que dele divergem. Desejo exatamente o mesmo. Em gênero, número e grau.

A faca atingiu o intestino do fascista, e ter as próprias fezes a misturarem-se internamente com seu corpo é uma caricatura da vida do infelizmente presidenciável. Dar significado às coisas é um ato político.