terça-feira, 30 de abril de 2019

SÃO JOÃO DO ARAGUAIA: Denunciou o governo municipal e quase foi assassinado

Edson Taveira denuncia que sofreu tentativa de homicídio em São João do Araguaia-PA


Jucie Souza Santos evitou o homicídio e quase perde a própria vida


Bando armado tenta execução em São João do Araguaia

Sábado, 27 de abril, por volta das 20:00, no município de São João do Araguaia, quase ocorre uma tragédia, 5 elementos, portando armas de fogo, tentaram executar EDSON TAVEIRA DOS SANTOS. Segundo o boletim de ocorrência policial, o bando era liderado pelo indivíduo de nome JHEMENSON DA SILVA FREITAS, o assassinato não se consumou em virtude de terceiros terem interferidos em defesa das vítimas.

JUCIE SOUZA DOS SANTOS foi agredido e ficou com ferimentos,  mas evitou que o bando invadisse a casa da vítima e consumasse um delito mais grave. 

Segundo o registro policial, entre os agressores estava um policial militar.

Boletim de Ocorrência registrado em Marabá-PA





O vídeo a seguir mostra e comprova as ameaças  - veja:

O senhor Edson Taveira, alvo da fúria dos membros do governo do município de São João do Araguaia-PA, mantém no seu FACEBOOK um vídeo onde mostra as ameaças sofridas, onde o indivíduo deixa suas intenções bastante claras, veja:




Como se percebe, o rapaz diz que não é "João Neto", que "resolvo do meu jeito". Diz que não "só faz ameaçar".

Que o Ministério Público e a Polícia Civil do Pará mostre ao rapaz valentão como que é o "jeito da lei".


No vídeo abaixo, cenas das agressões






Violência contra quem denuncia os desmandos

O motivo da agressão seria as denúncias que circulam num grupo de "whatsapp" contra o governo do município de São João do Araguaia-PA. 

A velha história já bastante conhecida, membros do governo do município ao invés de responderem as denúncias tentam é silenciar quem ousa enfrentar os desmandos.

Tudo pronto para o MPPA e a PCPA, que falta?

É preciso que o Ministério Público e a Polícia Civil do Pará atuem com rigor na apuração dos fatos denunciados, tanto no que diz respeito às denúncias envolvendo a má aplicação dos recursos públicos em São João do Araguaia como em relação às ameaças e tentativa de homicídio.

Parece, não há muito o que esperar, a tragédia está anunciada, tem nome e endereço conhecidos!

Veja alguns dos vídeos que enfureceram os membros do governo de São João do Araguaia-PA e motivam as ameaças, agressões e tentativa de assassinato



segunda-feira, 29 de abril de 2019

Em Parauapebas-PA a impunidade e o engavetamento; em Chapecó-SC, 8 anos de cadeia para o vereador

Em Chapecó-SC não teve morte, foi tentativa de homicídio, o vereador embriagado pegou mais de 8 anos de prisão 

Em Parauapebas, a vítima foi a óbito e o processo vai se arrastando de gaveta em gaveta... 




Tentativa de homicídio e embriaguez ao volante faz vereador de Chapecó-SC pegar mais  de 8 anos de prisão

No último dia 12 de abril, o "Tribunal do Júri" da comarca de Chapecó-SC condenou o vereador Arestides Fidelis (PSB) a oito anos de prisão, em regime fechado, pela prática de sete tentativas de homicídio e embriaguez ao volante (aqui).

O vereador já estava no seu quinto mandato, também, na mesma sessão de julgamento ele pegou mais seis meses de prisão, em regime aberto, por embriaguez ao volante. 

O vereador Arestides Fidelis deverá ser preso imediatamente, pois lhe foi negado o direito de recorrer em liberdade. 

Até a sentença transitar em julgado, o vereador cumprirá a pena em cela especial por exercer cargo público.

O acidente de trânsito provocado pelo vereador embriagado ocorreu no dia 1° de maio de 2014, entre as vítimas um adolescente de 13 anos teve traumatismo craniano. Na época o vereador foi preso em flagrante e passou 33 dias na cadeia, para onde deverá retornar após essa sentença do Tribunal do Júri.

Em Parauapebas, o caso João do Feijão vai se arrastando sem solução no judiciário local

No dia 16 de setembro de 2017, numa madrugada de sexta para sábado, o vereador João Assi, o João do Feijão, atropelou e provocou a morte do jovem FERNANDO PEREIRA DOS SANTOS, de apenas 23 anos. 

O processo se arrasta no Poder Judiciário de Parauapebas, somente no último dia 4 de abril é que o vereador João do Feijão foi intimado para a primeira audiência do caso, prevista para o dia 30 de maio de 2019. 

Impunidade

Apesar da gravidade dos fatos, o vereador João do Feijão sequer foi preso em flagrante, nunca sofreu qualquer medida judicial ou administrativa.

As noticias sobre o ocorrido apontam que João do Feijão estava embriagado, evadiu do local do acidente sem prestar socorro à vítima (veja AQUI)..

A caminhonete utilizada no acidente era locada pela Câmara de Parauapebas, não poderia está sendo utilizada em plena madrugada da sexta para o sábado.

A luta da família contra a impunidade

A família da vítima,  do jovem Fernando, luta para que o fato não caia no esquecimento e vire mais um caso de vergonha impunidade e injustiça.

Leia o teor da ação de indenização da família de Fernando Pereira dos Santos contra o poder público, a empresa locadora e o vereador João Assí:

"Pelo fato de o primeiro requerido, que dirigia embriagado e em alta velocidade, ter atropelado e ceifado a vida da vtima FERNANDO PEREIRA DOS SANTOS, filho do primeiro requerente e irmão dos demais autores, requerem em tutela antecipada de urgência, que os réus sejam compelidos ao pagamento, de forma solidária, de um salário mínimo para o primeiro requerente, bem como para determinar a indisponibilidade dos bens dos réus, de forma solidária, no montante de R$ 2.207.400." (Processo n° 0014725-14.2017.8.14.0040 - Vara da Fazenda Pública de Parauapebas/Pa)

A impunidade estimula os vereadores de Parauapebas, mais um caso... 




Segundo informações que circulam nas redes sociais, o filho do vereador Horácio Martins (PSD) está envolvido em mais um acidente com vítimas, utilizando indevidamente um carro oficial da Câmara Municipal de Parauapebas (veja aqui).

Fica evidente a omissão (no mínimo) da Presidência da Câmara de Vereadores de Parauapebas, permitindo a utilização indevida dos bens públicos por terceiros, sem qualquer vinculação com o interesse da população, o fato configura improbidade (no mínimo).

sábado, 27 de abril de 2019

CARAMBEÍ/PR: Cidade que deu mais de 75% dos votos para Bolsonaro recebe de presente o fechamento de indústria e o desemprego

Queda na venda para países árabes faz BRF 'suspender' produção de unidade no Paraná. Em Parauapebas/PA, a mineradora VALE também iniciou demissões de trabalhadores




O desastroso governo Bolsonaro

A BRF (Brasil Foods) é a nova denominação da Perdigão, uma grande indústria brasileira de alimentos, com forte presença no mercado internacional, a empresa tem mais de 85 anos.

A empresa BRF vive seu pior momento, graças ao desastroso governo Bolsonaro, o destrambelhado em pouco mais de 100 dias já causa prejuízos e desemprego alarmantes no país.

“Por um erro estratégico do governo de Jair Bolsonaro em relação à política externa, os árabes diminuíram o volume de compras de carne no Brasil e quem está pagando o preço é a classe trabalhadora brasileira" (dirigente do sindicato dos empregados da BRF no Paraná)

Eram 1500 empregados, ficaram apenas 300

Por ironia, as cidades que mais deram votos ao indigitado são as que mais serão prejudicadas, caso de Carambeí, no estado do Paraná, que teve sua unidade da BRF fechada, causando de imediato o desemprego de 1200 trabalhadores e levando o município a vislumbrar um futuro sombrio.

75% de votação, inconsequente

A indústria de alimentos da BRF em Carambeí processa carne de frango, tinha nos países Árabes seus principais clientes, essas nações estão encerrando suas compras no Brasil, por culpa exclusiva do destrambelhado presidente Bolsonaro, que os moradores de Carambeí-PR tanto ajudaram a eleger, dando mais de 75% dos votos para o sujeito.

Sem esperança

O fechamento da unidade fabril é por 60 dias, podendo chegar a 5 meses.

Os países Árabes indicam que aumentarão a retaliação ao governo brasileiro, a unidade dificilmente reabrirá as portas, pelo contrário, outras unidades encerrarão as suas atividades, seja no Paraná ou no Pará, não tarda.

Parauapebas-PA também corre riscos

A hostilidade do presidente Bolsonaro e dos seus filhotes cabeças de vento também se estende à poderosa CHINA, o maior cliente da mineradora VALE, no médio prazo logo esse país asiático também estará retaliando o governo brasileiro.

Parauapebas, inevitavelmente também será prejudicada e castigada pela votação que deu ao defensor de miliciano, o Bolsonaro.

Deus ilumine os governantes chineses, já que o "bando de maluco" que o Brasil elegeu...

Tomara que a China recorra à sua paciência oriental, mas nos bastidores da diplomacia brasileira os sinais já chegaram, estimam que logo alguns contratos serão revistos e outros cancelados.

Em Parauapebas, as notícias é que a VALE já demite sorrateiramente, sem alarde, já são centenas de empregados demitidos, em férias coletivas, principalmente na mina do Manganês.

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Portugal e Europa: Moro e Bolsonaro são tratados como desprezíveis "boçais"

Sobre o trapaceiro Sérgio Moro: "Há no entanto, em todo este episódio, um mérito: as palavras produzidas confirmam o que já se sabia do personagem - como juiz, indigno; como político, medíocre; como pessoa, lamentável"





Moro e Bolsonaro envergonham o Brasil, retrata a imprensa da Europa

"Na Europa conhecemos bem o ovo da serpente. Conhecemos o significado das palavras de agressão, de insulto e de violência política. Conhecemos o significado dos discursos governamentais que celebram golpes militares, defendem a tortura e recomendam o banimento dos adversários políticos. E até conhecemos o significado do silêncio daqueles que assistem a tudo isto como se nada fosse com eles", diz. No final, deixa o último ataque a Sérgio Moro: "Há no entanto, em todo este episódio, um mérito: as palavras produzidas confirmam o que já se sabia do personagem- como juiz, indigno; como político, medíocre; como pessoa, lamentável".

Leia no DN notícias de Portugal

quinta-feira, 25 de abril de 2019

R$ 40 MILHÕES: Sob suspeita de liberação de emendas, ÉDER MAURO vota a favor da reforma da previdência

R$ 40 MILHÕES é o que Bolsonaro promete para cada deputado pelo voto a favor da reforma da previdência




Éder Mauro vota contra o povo paraense para Bolsonaro "roubar" a aposentadoria dos trabalhadores brasileiros

O deputado Éder Mauro (PSD) é o representante do Pará na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Federal, ele votou a favor da reforma da previdência, ou seja, matando os direitos dos trabalhadores a terem sua aposentadoria.

A imprensa afirma que Bolsonaro comprou os votos necessários para aprovar sua reforma da previdência com a promessa de liberação de R$ 40 milhões para cada deputado, desse jeito, até eu! (LEIA AQUI)


Resistência 

Todos os deputados do PT, PDT, PSB, Rede, Psol, PCdoB e Pros, membros da CCJ, votaram contra a reforma da previdência: 

Alencar Santana Braga (PT-SP)
Danilo Cabral (PSB-PE)
João H. Campos (PSB-PE)
Joenia Wapichana (REDE-RR)
José Guimarães (PT-CE)
Júlio Delgado (PSB-MG)
Luiz Flávio Gomes (PSB-SP)
Maria do Rosário (PT-RS)
Nelson Pellegrino (PT-BA)
Patrus Ananias (PT-MG)
Paulo Teixeira (PT-SP)
Talíria Petrone (PSOL-RJ)
Renildo Calheiros (PCdoB-PE)
Subtenente Gonzaga (PDT-MG)
Afonso Motta (PDT-RS)
Eduardo Bismarck (PDT-CE)
Clarissa Garotinho (Pros-RJ)
Gil Cutrim (PDT-MA)

Veja os deputados que votaram contra o povo e a favor da reforma de Bolsonaro:

Aguinaldo Ribeiro (PP/PB)
Alceu Moreira (MDB/RS)
Arthur Oliveira Maia (DEM/BA)
Beto Rosado (PP/RN)
Bia Kicis (PSL/DF)
Bilac Pinto (DEM/MG)
Caroline de Toni (PSL/SC)
Celso Maldaner (MDB/SC)
Daniel Freitas (PSL/SC)
Darci de Matos (PSD/SC)
Delegado Éder Mauro (PSD/PA)
Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG)
Delegado Waldir (PSL/GO)
Edilázio Junior (PSD-MA)
Eduardo Cury (PSDB/SP)
Fábio Trad (PSD/MS)
Felipe Francischini (PSL/PR)
Gelson Azevedo (PR-RJ)
Geninho Zuliani (DEM/RJ)
Giovani Cherini (PR/RS)
Herculano Passos (MDB/SP)
Hiran Gonçalves (PP/RR)
João Campos (PRB/GO)
João Roma (PRB/BA)
Lafayette de Andrada (PRB/MG)
Luizão Goulart (PRB/PR)
Marcelo Aro (PP/MG)
Marcelo Ramos (PR/AM)
Márcio Biolchi (MDB/RS)
Margarete Coelho (PP/PI)
Nicoletti (PSL/RR)
Paulo Abi-ackel (PSDB/MG)
Paulo Azi (DEM/BA)
Paulo Eduardo Martins (PSC/PR)
Reinhold Stephanes Junior (PSD/PR)
Samuel Moreira (PSDB/SP)
Sergio Toledo (PR/AL)
Shéridan (PSDB/RR)
Maurício Dziedricki (PTB/RS)
Diego Garcia (PODE/PR)
Enrico Misasi (PV/SP)
Genecias Noronha (SD-CE)
Léo Moraes (PODE/RO)
Luiz Tibé (AVANTE-MG)
Pastor Eurico (PATRI-PE)
Augusto Coutinho (SD-PE)
Rubens Bueno (CIDADANIA-PR)
Gilson Marques (NOVO-SC)

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Parauapebas: Beto Guedes

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

A "porno-justiça" de Sérgio Moro apanha em Portugal

Moro,  “um ativista político disfarçado de juiz”, diz o ex-chefe de governo de Portugal

Para incautos ou gente de mau-caráter, Moro ainda é algo a ser levado a sério, mas só no Brasil, na Europa e em toda parte o ativista político que usou o disfarce de juiz já foi desmascarado faz tempo


José Sócrates Monteiro desmascara a "porno-justiça" de Sérgio Moro


Moro foi "palestrar" e mostrou que já perdeu a vergonha na cara faz tempo

Sérgio Moro foi conversar abobrinha em Portugal e levou uma "lapada na cara". 

Sócrates Monteiro, ex-chefe de governo de Portugal, acusa o polêmico ex-magistrado de ser um ativista político disfarçado de juiz, que sem a menor vergonha utilizou seu cargo para condenar LULA e cometer crimes contra a presidenta DILMA, tudo para beneficiar o seu "patrão" Bolsonaro e ganhar cargo de ministro.

Sócrates Monteiro poupou o ativista político que de disfarçava de juiz, pois nem falou do compadre de Sérgio Moro, o advogado Zucoloto, que Tacla Duran acusa de pedir propina de 5 milhões de dólares pra facilitar um acordo de delação premiada no âmbito da Lava Jato, mas o ex-premiê de Portugal disse que ainda voltará ao assunto.

Membro da pocilga, eternamente

Sérgio Moro é uma anedota sem graça, um legítimo membro da "porno-chanchada" que é o Poder Judiciário brasileiro, uma pocilga, como bem comprovou o STJ e os 4 ministros da sua quinta turma, ontem no julgamento de um HC do presidente LULA. 

Tudo minúsculo, exceto a  despudorada obesidade dos ministros togados. 

terça-feira, 23 de abril de 2019

GREVE NACIONAL DA EDUCAÇÃO: Dia 15 de maio começa a luta contra a reforma da previdência


Apoio aos professores e a todos os profissionais da educação, em cada município do Brasil, participe - não deixe Bolsonaro "roubar" sua aposentadoria com a dita e maldita reforma da previdência


Miguel Schincariol/AFP

Greve Nacional da Educação  - Dia 15 de Maio para tudo

“Vamos parar tudo, o protesto vai envolver técnicos administrativos, professoras e professores da rede privada e pública. No dia 15 de maio realizaremos a Greve Nacional da Educação contra a reforma da Previdência que acaba com a nossa aposentadoria”. A afirmação é do coordenador-geral da Contee, Gilson Reis, que chama todos os trabalhadores de estabelecimentos de ensino e entidades filiadas a organizarem e divulgarem o movimento.

O Dia da Greve Nacional da Educação está sendo convocado pela Contee, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e outras entidades nacionais do setor e conta com o apoio das centrais sindicais que pretendem organizar uma greve geral contra a reforma.

A proposta do Governo Bolsonaro de reforma da Previdência prejudica os trabalhadores em educação de todo o país, principalmente as mulheres. Só de professores, são 2,2 milhões, 80% mulheres, que têm seus direitos afetados. Atualmente, as professoras se aposentam com 50 anos de idade e 25 de contribuição, e os professores com 55 anos de idade e 30 de contribuição. Pelas novas regras propostas, as professoras serão as maiores prejudicadas. O tempo mínimo de contribuição para a aposentadoria é estipulado em 30 anos, aumento de 5 anos para as professoras. Já em relação à idade mínima de 60 anos, serão 5 anos a mais para os homens e 10 anos a mais para as mulheres.

Para alcançar a aposentadoria integral (média das contribuições pagas), o tempo exigido é de 40 anos para professores e professoras. Com isso, as mulheres teriam que contribuir obrigatoriamente 10 anos a mais para obter o benefício integral. A mudança na regra do cálculo também reduz o valor dos benefícios. Hoje são dispensados 20% das menores contribuições. Pela nova regra até essas contribuições, totalizando 100%, serão levadas em conta.

Caso o governo insista na proposta, a greve geral dos trabalhadores em educação poderá se estender por tempo indeterminado. “Os direitos sociais estão sendo destruídos e não podemos aceitar isso. O descaso do governo com a educação é gritante, como demonstra a crise no MEC”, denuncia Gilson. “Vamos nos unir, nos mobilizar, ocupar as ruas. Temos que lutar pelos nossos direitos. Não podemos deixar que rasguem a Constituição Federal. Vamos conversar com os estudantes e pais, esclarecer a situação péssima pela qual passa o país. Precisamos de um plano econômico, de emprego, de valorização do salário mínimo. Repudiamos essa reforma da Previdência”, completa.

O movimento está sendo convocado com a palavra de ordem: “Contra o desmonte da aposentadoria, rumo à greve geral. Ninguém nasce só para trabalhar, aposentadoria é direito do cidadão”.


segunda-feira, 22 de abril de 2019

Bolsonaro esconde os dados da previdência - o déficit é uma mentira


Collor e Bolsonaro: cada dia mais parecido - um durou 2 anos o outro...

Inflação em alta, Brasil em Baixa - desemprego, milícia, a economia despenca - o caos Bolsonaro já chegou




Recessão com inflação e desemprego - o caos vem aí

A inflação de março disparou nos principais índices, pelo IBGE o IPCA registrou 0,75%  e o INPC foi a 0,77%. O IGP-M da FGV trouxe um alerta ainda maior, a inflação atingiu 1,26%.

A inflação em 2019, sob o caos do governo Bolsonaro vai para a casa dos 2 dígitos.

Bolsonaro é o Macri brasileiro: inflação, desemprego e a economia despencando.

Para o mês de abril as prévias continuam apontando para a alta dos índices, não é apenas o tomate, tudo aumenta, exceto o PIB.

Os sinais ruins emitidos pelo governo Bolsonaro já contaminaram qualquer projeção para a economia, até o Banco Central, órgão do governo, joga a expectativa de crescimento do PIB para o chão.

Arma, moto e jet ski

Bolsonaro, que nem Collor, não tem projeto para o Brasil, ambos são "presidentes fakes", montam um circo para distrair o verdadeiro confisco dos direitos e da esperança de um povo.

Os "fakes" tem muito mais em comum do que podemos imaginar, a começar pela incapacidade dos seus auxiliares mais próximos, caso do sujeito de nome Azevedo e Silva, um político que se fantasiou a vida toda de militar. 

Um governo que tem esse tipo de ministro não levará o país a lugar nenhum, apenas ao ocaso, para uma longa noite escura e sombria!




Tome moto, bala e jet ski - sobreviva!

domingo, 21 de abril de 2019

HOMILIA DO PAPA FRANCISCO PARA A PÁSCOA

Páscoa, festa da remoção das pedras mais duras: a morte, o pecado, o medo, o mundanismo (homilia do Papa Francisco)





"Porque não te decides a deixar aquele pecado que, como pedra à entrada do coração, impede à luz divina de entrar? Porque, aos lampejos cintilantes do dinheiro, da carreira, do orgulho e do prazer, não antepões Jesus, a luz verdadeira? Porque não dizes às vaidades mundanas que não é para elas que vives, mas para o Senhor da vida?"




1. As mulheres vão ao túmulo levando os aromas, mas temem que a viagem seja inútil, porque uma grande pedra bloqueia a entrada do sepulcro. O caminho daquelas mulheres é também o nosso caminho; lembra o caminho da salvação, que voltamos a percorrer nesta noite. Nele, parece que tudo se vai estilhaçar contra uma pedra: a beleza da criação contra o drama do pecado; a libertação da escravatura contra a infidelidade à Aliança; as promessas dos profetas contra a triste indiferença do povo. O mesmo se passa na história da Igreja e na história de cada um de nós: parece que os passos dados nunca levem à meta. E assim pode insinuar-se a ideia de que a frustração da esperança seja a obscura lei da vida.

Hoje, porém, descobrimos que o nosso caminho não é feito em vão, que não esbarra contra uma pedra tumular. Uma frase incita as mulheres e muda a história: «Porque buscais o Vivente entre os mortos?» (Lc 24, 5); porque pensais que tudo seja inútil, que ninguém possa remover as vossas pedras? Porque cedeis à resignação e ao fracasso? A Páscoa é a festa da remoção das pedras. Deus remove as pedras mais duras, contra as quais vão embater esperanças e expetativas: a morte, o pecado, o medo, o mundanismo. A história humana não acaba frente a uma pedra sepulcral, já que hoje mesmo descobre a «pedra viva» (cf. 1 Ped 2, 4): Jesus ressuscitado. Como Igreja, estamos fundados sobre Ele e, mesmo quando desfalecemos, mesmo quando somos tentados a julgar tudo a partir dos nossos fracassos, Ele vem fazer novas todas as coisas, inverter as nossas deceções. Nesta noite, cada um é chamado a encontrar, no Vivente, Aquele que remove do coração as pedras mais pesadas. Perguntemo-nos, antes de mais nada: Qual é a minha pedra a ser removida, como se chama?

Muitas vezes, a esperança é obstruída pela pedra da falta de confiança. Quando se dá espaço à ideia de que tudo corre mal e que sempre vai de mal a pior, resignados, chegamos a crer que a morte seja mais forte que a vida e tornamo-nos cínicos e sarcásticos, portadores dum desânimo doentio. Pedra sobre pedra, construímos dentro de nós um monumento à insatisfação, o sepulcro da esperança. Lamentando-nos da vida, tornamos a vida dependente das lamentações e espiritualmente doente. Insinua-se, assim, uma espécie de psicologia do sepulcro: tudo termina ali, sem esperança de sair vivo. Mas, eis que surge a pergunta desafiadora da Páscoa: Porque buscais o Vivente entre os mortos? O Senhor não habita na resignação. Ressuscitou, não está lá; não O procures, onde nunca O encontrarás: não é Deus dos mortos, mas dos vivos (cf. Mt 22, 32). Não sepultes a esperança!

Há uma segunda pedra que, muitas vezes, fecha o coração: a pedra do pecado. O pecado seduz, promete coisas fáceis e prontas, bem-estar e sucesso, mas, depois, dentro deixa solidão e morte. O pecado é procurar a vida entre os mortos, o sentido da vida nas coisas que passam. Porque buscais o Vivente entre os mortos? Porque não te decides a deixar aquele pecado que, como pedra à entrada do coração, impede à luz divina de entrar? Porque, aos lampejos cintilantes do dinheiro, da carreira, do orgulho e do prazer, não antepões Jesus, a luz verdadeira (cf. Jo 1, 9)? Porque não dizes às vaidades mundanas que não é para elas que vives, mas para o Senhor da vida?

2. Voltemos às mulheres que vão ao sepulcro de Jesus… À vista da pedra removida, sentem-se perplexas; ao ver os anjos, ficam – diz o Evangelho – «amedrontadas» e «voltam o rosto para o chão» (Lc 24, 5). Não têm a coragem de levantar o olhar. Quantas vezes nos acontece o mesmo! Preferimos ficar encolhidos nos nossos limites, escondidos nos nossos medos. É estranho! Porque o fazemos? Muitas vezes porque, no fechamento e na tristeza, somos nós os protagonistas, porque é mais fácil ficarmos sozinhos nas celas escuras do coração do que abrir-nos ao Senhor. E, todavia, só Ele levanta. Uma poetisa escreveu: «Só conhecemos a nossa altura, quando somos chamados a levantar-nos» (E. Dickinson, Nunca sabemos quão alto estamos nós). O Senhor chama-nos para nos levantarmos, ressuscitarmos à sua Palavra, olharmos para o alto e crermos que estamos feitos para o Céu, não para a terra; para as alturas da vida, não para as torpezas da morte: Porque buscais o Vivente entre os mortos?

Deus pede-nos para olharmos a vida como a contempla Ele, que em cada um de nós sempre vê um núcleo incancelável de beleza. No pecado, vê filhos carecidos de ser levantados; na morte, irmãos carecidos de ressuscitar; na desolação, corações carecidos de consolação. Por isso, não temas! O Senhor ama esta tua vida, mesmo quando tens medo de a olhar de frente e tomar a sério. Na Páscoa, mostra-te quanto a ama. Ama-a a ponto de a atravessar toda, experimentar a angústia, o abandono, a morte e a mansão dos mortos para de lá sair vitorioso e dizer-te: «Não estás sozinho, confia em Mim!» Jesus é especialista em transformar as nossas mortes em vida, os nossos lamentos em dança (cf. Sal 30, 12). Com Ele, podemos realizar também nós a Páscoa, isto é, a passagem: passagem do fechamento à comunhão, da desolação ao conforto, do medo à confiança. Não fiquemos a olhar para o chão amedrontados, fixemos Jesus ressuscitado: o seu olhar infunde-nos esperança, porque nos diz que somos sempre amados e que, não obstante tudo o que possamos combinar, o amor d’Ele não muda. Esta é a certeza não negociável da vida: o seu amor não muda. Perguntemo-nos: Na vida, para onde olho? Contemplo ambientes sepulcrais ou procuro o Vivente?

3. Porque buscais o Vivente entre os mortos? As mulheres escutam a advertência dos anjos, que acrescentam: «Lembrai-vos de como vos falou, quando ainda estava na Galileia» (Lc 24, 6). Aquelas mulheres tinham esquecido a esperança, porque não recordavam as palavras de Jesus, a chamada que lhes fez na Galileia. Perdida a memória viva de Jesus, ficam a olhar o sepulcro. A fé precisa de voltar à Galileia, reavivar o primeiro amor com Jesus, a sua chamada: precisa de O recordar, ou seja – literalmente –, de voltar com o coração para Ele. Voltar a um amor vivo para com o Senhor é essencial; caso contrário, tem-se uma fé de museu, não a fé pascal. Mas Jesus não é um personagem do passado, é uma Pessoa vivente hoje; não Se conhece nos livros de história, encontra-Se na vida. Hoje, repassemos na memória o momento em que Jesus nos chamou, quando venceu as nossas trevas, resistências, pecados, como nos tocou o coração com a sua Palavra.

Recordando Jesus, as mulheres deixam o sepulcro.

A Páscoa ensina-nos que o crente se detém pouco no cemitério, porque é chamado a caminhar ao encontro do Vivente. Perguntemo-nos: na vida, para onde caminho? Sucede às vezes que o nosso pensamento se dirija continua e exclusivamente para os nossos problemas, que nunca faltam, e vamos ter com o Senhor apenas para nos ajudar. Mas, deste modo, são as nossas necessidades que nos orientam, não Jesus. E continuamos a buscar o Vivente entre os mortos. E quantas vezes, mesmo depois de ter encontrado o Senhor, voltamos entre os mortos, repassando intimamente saudades, remorsos, feridas e insatisfações, sem deixar que o Ressuscitado nos transforme! Queridos irmãos e irmãs, na vida demos o lugar central ao Vivente. Peçamos a graça de não nos deixarmos levar pela corrente, pelo mar dos problemas; a graça de não nos estilhaçarmos contra as pedras do pecado e os rochedos da desconfiança e do medo. Procuremo-Lo a Ele, em tudo e antes de tudo. Com Ele, ressuscitaremos.

sábado, 20 de abril de 2019

Golpe de 2016: TEMER e BOLSONARO fazem o Brasil despencar rumo ao caos

O golpe de 2016 de Temer e Bolsonaro faz o Brasil ter o pior momento econômico dos últimos 40 anos




Sangrando

O Brasil sangra, literalmente falando, seja pelos 80 tiros dos bandidos de farda do exército brasileiro contra um músico e um catador de lixo ou seja pela estupidez do governo Temer e da sua continuidade pelo defensor de miliciano, Jair Bolsonaro.

O FMI, Fundo Monetário Internacional, acaba de divulgar um Estudo que mostra o Brasil descendo a ladeira, despencando, os dados comprovam que o país tem a sua pior participação na economia global em 38 anos.

2018 

O Brasil perde posições no ranking da economia mundial, em 2011, ainda sob os efeitos das medidas adotadas pelo governo LULA, o país chegou a ser a 6a. economia do mundo, todos apontavam que logo nosso país ocuparia o 5o. lugar. 

Agora tudo mudou, o Brasil despenca e cai para oitavo lugar, perdendo a posição anterior para a Indonésia, país asiático. 

2019 

Os números para 2019 serão ainda mais desastrosos, a derrocada provocada pela sabotagem da mídia e da Lava Jato levará o Brasil a continuar caindo até o ano de 2024, prevê o FMI (AQUI)

Perderam as eleições de 2014, sabotaram o Brasil 

O PSDB, que representava a direita brasileira, aliou-se a extrema direita e não aceitou a derrota eleitoral de 2014, passando a sabotar o Brasil, juntamente com seus agentes da LAVA JATO, jogando o país no caos econômico e institucional.

Em 2015 e 2016, a economia desengrenou, o PIB caiu significativamente, desde então o país não encontrou mais o seu rumo, desembocando na fraude eleitoral de 2018, quando sob o domínio das "fakenews" e a prisão política de LULA, por canalhas de togas, para tirá-lo da disputa, tudo para contaminar e viciar as urnas, jogando o Brasil numa noite sombria, sem luz.

Com base em "fakenews" da grande mídia

A Globo e o governo estão associados para a implementar a reforma da previdência, que agravará ainda mais a situação da população, os mais pobres pagarão a conta.

Ontem, com Temer, diziam que aprovação da reforma trabalhista iria gerar milhões de empregos, foi o contrário, gerou mais alguns milhões de desempregados e de sub-empregos.

Hoje, querem aprovar uma criminosa e mentirosa reforma da previdência, o resultado você já sabe qual será: o povo desempregado e sem aposentadoria - o caos social.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

80 tiros, morre a segunda vítima do exército que assassina seu próprio povo


Aparecida, mãe do catador Luciano, morto ontem, não queria que seu filho morasse no Muquiço. Tinha medo dos tiroteios. Ele tranquilizava a mãe dizendo que a área era próxima da Vila Militar. “Ele dizia: ‘Fica calma, coroa. O Exército tá ali’. O Exército matou meu filho!”.

www.diariodocentrodomundo.com.br 

Bolsonaro e a Sexta-feira Santa

Resultado de imagem para eu sou favorável à tortura tu sabe disso

quinta-feira, 18 de abril de 2019

CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA: As guerreiras que derrotaram o governo de milicianos, elas lutam para salvar a sua aposentadoria

As guerreiras contra as milícias do desgoverno Bolsonaro: Maria do Rosário, Gleisi Hoffmann, Erika Kokay, Jandira Feghali, Fernanda Melchionna, Sâmia Bomfim, Talíria Petrone...


A imagem pode conter: 23 pessoas, pessoas sorrindo


Incansáveis, sem trégua para as milícias do governo Bolsonaro 

Todos sabem muito bem que a reforma da previdência é uma fraude do desgoverno Bolsonaro, tem como base um suposto déficit, uma mentira espalhada pela GLOBO e jornalistas associados, verdadeiros asseclas. 

A mentira é espalhada, mas só engana quem ainda se ilude com essas milícias do Partido Novo (banqueiros e empresários) e do PSL (milicos e togados).

As deputadas do PT, PSOL, PCdoB, Rede, PSB e PDT montaram na CCJ uma intransponível trincheira contra os milicianos do Bolsonaro, venceram a primeira batalha na CCJ, evitando as manobras das milícias e sua tentativa de fraudar a lei e o regimento da Câmara.


Parabéns, deputadas, na próxima eleição pense melhor, vote nelas: 


Perpétua Almeida – PCdoB-AC
Professora Marcivania – PCdoB-AP
Alice Portugal – PCdoB-BA
Lídice da Mata – PSB-BA
Luizianne Lins – PT-CE
Erika Kokay – PT-DF
Professora Rosa Neide – PT-MT
Áurea Carolina – PSOL-MG
Margarida Salomão – PT-MG
Gleisi Hoffmann – PT-PR
Marília Arraes – PT-PE
Rejane Dias – PT-PI
Talíria Petrone – PSOL-RJ
Jandira Feghali – PCdoB-RJ
Benedita da Silva – PT-RJ
Natalia Bonavides – PT-RN
Fernanda Melchionna – PSOL-RS
Maria do Rosário – PT-RS
Silvia Cristina – PDT-RO
Joenia Wapichana – REDE-RR
Tabata Amaral – PDT-SP
Sâmia Bomfim – PSOL-SP
Luiza Erundina – PSOL-SP

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Parlamento Europeu deverá se posicionar sobre a prisão política do presidente LULA



Emmanuel Maurel, membro do Parlamento Europeu, cobra um posicionamento do órgão sobre a prisão politica do presidente Lula

"Há apenas um ano, o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, foi preso após um dos julgamentos mais polêmicos dos tempos modernos. Não há mais dúvida de que sua prisão foi basicamente uma estratégia política para afastá-lo do poder.
Portanto, precisamos nos lembrar de que nenhuma prova tangível foi apresentada pela acusação para apoiar as condenações em primeira e segunda instância para as quais ele está agora na prisão? Os fatos apresentados pelo Judiciário foram realmente baseados em confissões de outros suspeitos que não foram verificados (mas foram recompensados). O novo ministro da Justiça não é outro senão o ex-juiz Sérgio Moro, que sentenciou Lula e foi promovido por Jair Bolsonaro, apesar de suas alegações de que não tinha experiência política.
Inúmeras vozes foram levantadas à esquerda e à direita para falar contra essa injustiça, incluindo seis ex-chefes de Estado da França, Itália, Espanha e Bélgica, 29 MEPs, um ex-presidente do Parlamento Europeu e uma série de advogados internacionais.
É por isso que vos pergunto hoje: qual é a posição do Conselho? Ele permaneceu em silêncio durante todo esse negócio."


A Justiça Eleitoral em Parauapebas retoma o caso GAMP - Valmir da Integral e João do Verdurão são os alvos

A estranha impunidade da GAMP em Parauapebas  

A Justiça Eleitoral de Parauapebas, com novo juiz, parece querer mudar esse roteiro




O caso GAMP - agora vai? 

Vivendo e não aprendendo, o que mais pode ser dito sobre a contratação de ONG's em Parauapebas, primeiro a BEM VIVER, depois a GAMP, agora falam em PRÓ SAÚDE, tudo graças a impunidade que estranhamente campeia na terra onde a mineradora VALE é a rainha de todos os destinos.

O caso GAMP é um exemplo de impunidade escandalosa, a ONG foi contratada por quase R$ 100 milhões pelo ex-prefeito VALMIR DA INTEGRAL, quebrou a rede pública de saúde de Parauapebas, o único hospital público do município fechou as portas. Pequenas empresas que forneciam para a  ONG estão sem receber até hoje, faliram, funcionários ficaram sem os salários, as famílias passavam fome. Nada disso serviu de alerta ao atual governo, como se percebe pela sua insistente tentativa de contratar ONGs da picaretagem, deveria se preocupar em assumir responsabilidades, mas parece preferir o "enrolation".




Aqui e em toda parte

A GAMP, ao que parece, tem um modus operandi  nacional, veja no Rio Grande do Sul (AQUI no MPRS), na terra dos gaúchos parece que o desfecho foi outro, mas em Parauapebas a situação continua como sempre esteve, entra governo e sai governo e a fixação para contratar ONG é uma "maldição" que os prefeitos não temem. 

Até quando?

O caso GAMP de R$ 100 MILHÕES e a coincidência com as eleições municipais de 2016




A GAMP foi contratada em pleno período eleitoral, por quase R$ 100 MILHÕES, o contrato foi suspenso pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCM-PA), mesmo assim o então prefeito, VALMIR DA INTEGRAL, ignorou a decisão e realizou vários pagamentos, mais de R$ 11.9 MILHÕES foram desembolsados durante as eleições de 2016.

Pagamento no apagar das luzes e no período eleitoral

A suspensão liminar dos pagamentos à GAMP ocorreu em 1° de setembro de 2016, cerca de vinte dias depois o governo Valmir da Integral determinou o desembolso de R$ 2.3 MILHÕES, em pleno período eleitoral.

Ante de encerrar o governo Valmir da Integral, ainda em 2016, vários pagamentos foram realizados para a GAMP: cerca R$ 3.6 MILHÕES, R$ 500 MIL no dia 30/12, no apagar das luzes, no último dia útil da gestão Valmir da Integral. 

Veja a recente decisão da justiça eleitoral 

"Diante dessa perspectiva, DECIDO: 
a) Oficie-se o Controlador Interno do Município para que no prazo de 15 dias informe, apresente e contextualize os Pareceres técnicos lavrados e que digam respeito à contratação da pessoa jurídica em tela, devendo ser incluído aqueles que digam respeito à execução contratual e eventual distrato ou inexecução.

b) Oficie-se o Secretário Municipal de Saúde para, em idêntico prazo, indicar, em forma gráfica e inteligível, o número de contratações realizadas no período compreendido entre o certame eleitoral realizado e o marco inicial de 12 meses antes. Neste perfil informativo deverá ser esclarecida a característica da vinculação. Ou seja, se o provimento destes cargos ou funções foram em decorrência de Concurso Público, preenchimento de cargos comissionados, por intermédio de pessoa jurídica interposta (médicos ou servidores pelo fenômeno da “pejotização” ou por associações profissionais, v.g.), se ocorreu na insólita, mas usual, contratação irregular ou se foi operada a hipótese do inciso IX, artigo 37, da CF/88. Neste caso, deverá ser juntado não só a Lei especificada editada, bem como os arrazoados técnicos que teriam justificado a edição dos atos administrativos que deflagram essa contratação de status constitucional. 
c) Oficie-se o TCM/PA para, no prazo de 15 dias, informar se no período que vai da data do certame eleitoral referido na inicial, até 12 meses antes: (c.1) O total gasto com servidores, terceirizados (atividade-meio ou não) e contratos de mão de obra, independente da classificação da despesa orçamentaria, como a utilização de associação profissional, como exemplificado no item “b”; (c.2) Se foi constatada migração do perfil das despesas, entre as classes de pagamento das hipóteses referidas no artigo 18, da LRF. Explico. Se dentro deste perfil de despesa de custeio, houve significativa alteração de classificação na MCASP; (c.3) Se o gasto com pessoal (pelo Município), dentro do aludido período, ultrapassou o limite fixado pela LRF; (c.3) Se o TCM notificou, determinou a tomada de contas especial, realizou auditoria ou inspeção em relação aos gastos com o serviço de saúde municipal no referido período, particularizando-os. 
d) Oficie-se o TCU, bem como a CGU, para informar no prazo de 15 dias se no período eleitoral referido foi constatada alguma irregularidade em Convênios, Fundos ou congêneres que possam dizer respeito à contratação de pessoa jurídica ou pagamento de servidores, tal como sinalizado na inicial. 
Antes de designar a data para a oitiva das testemunhas arroladas, além das partes reflexamente envolvidas (antigo gestor do sistema de saúde local e administradores da pessoa jurídica excluída da lide), consoante o inciso VII, artigo 22, da LC 64/90, em prestigio ao princípio da não surpresa (artigo 10, CPC/15), as informações retro solicitadas devem ser disponibilizadas às partes antes da dilação probatória, conquanto hábeis a direcionar as manifestações técnicas na referida audiência.  
LAURO FONTES JUNIOR JUIZ ELEITORAL – 75ª Zona Eleitoral"