domingo, 31 de março de 2019

GOLPE MILITAR: os bandidos de fardas ainda comemoram e zombam dos brasileiros

Em Parauapebas, um grupo de vagabundos (uns pebinhas) tenta usar as instalações externas da prefeitura para comemorar a tortura, os sequestros e assassinatos da ditadura militar - serão processados judicialmente - fotografe e identifique, envie para este BLOG os apologistas dos crimes do regime militar




FUI TORTURADO POR SER PROFESSOR


Irmão de Zico, Nando Antunes, foi torturado por ser professor, é mais uma história de terror dos marginais de fardas da Ditadura Militar - conheça!

No aniversário dos 55 anos do golpe que implantou uma ditadura militar no país, o ex-jogador Nando Antunes, irmão de Zico, não terá motivos para comemorar. Na época, mesmo sonhando com uma carreira no futebol, resolveu aventurar-se no magistério. Em 1963, foi aprovado em um concurso do Ministério da Educação para dar aulas no Programa Nacional de Alfabetização, idealizado por Paulo Freire. Foi o suficiente para entrar no radar do regime que se instalaria um ano depois. O próprio educador acabou preso, e o programa idealizado por ele foi extinto. Cria das categorias de base do Fluminense, Nando passou pelo Santos de Vitória (ES), América e Madureira, e se tornou ídolo do Ceará...

sábado, 30 de março de 2019

DITADURA NO BRASIL - OAB denuncia o governo Bolsonaro à ONU

Nota sobre a petição apresentada pela OAB à ONU


Nota sobre a petição apresentada pela OAB à ONU



A OAB confirma que, em conjunto com o Instituto Vladmir Herzog, apresentou à Organização das Nações Unidas petição em que relata a orientação do governo brasileiro para que se promovesse COMEMORAÇÃO do golpe que instalou a ditadura em 1964 e pede que a organização se manifeste.

Segundo os critérios da ONU, o processo tramita em segredo de Justiça até que o relator decida de outra forma.

A OAB aguarda, assim, que a ONU se manifeste oficialmente, respeitando o sigilo, regra da instituição.

A OAB lembra, ainda, que negar a história, as atrocidades cometidas no passado, é considerado crime em muitos países, como acontece com o negacionismo do Holocausto.

A Ordem reitera que, em um cenário de crise econômica, com mais de 13 milhões de desempregados, é preciso olhar para a frente e tratar do que importa: o futuro do povo brasileiro.

Comemorar a instalação de uma ditadura que fechou instituições democráticas e censurou a imprensa é querer dirigir olhando para o retrovisor, mirando uma estrada tenebrosa.

Não podemos dividir ainda mais uma nação já fraturada: a quem pode interessar celebrar um regime que mutilou pessoas, desapareceu com seus inimigos, separou famílias, torturou tantos brasileiros e brasileiras, inclusive mulheres grávidas?

Não podemos permitir que os ódios do passado envenenem o presente, destruindo o futuro.

GREG NEWS | MILÍCIA

Jovem deputada aniquila o velho ministro colombiano do Bolsonaro (segunda parte)

"A situação do Ministério da Educação é insustentável. Não há outra saída para a educação brasileira que não seja que o Ministro Veléz renuncie e faça as malas!"




sexta-feira, 29 de março de 2019

Tábata Amaral, uma jovem aniquila velho ministro do governo Bolsonaro (primeira parte)

Tábata Amaral acelerou o "velório" do Vélez, de fato ele já não é ministro, cabe ao incompetente Bolsonaro apenas escolher o dia do enterro




A jovem deputada Tábata Amaral (PDT-SP) aniquilou o velho ministro colombiano que ocupa a pasta da educação no governo Bolsonaro, o nome do lunático é Vélez Rodríguez.

A audiência pública foi realizada ontem (27), em uma comissão da Câmara, o Vélez, um total despreparado, talvez pior que o seu bizarro chefe, não conseguia apresentar uma proposta, não sabia responder uma pergunta, o cara é um "louco de pedra", uma verdadeira bisonhice em carne e osso.

No fim da noite, uma jornalista da Globo anunciou que o desgoverno Bolsonaro teria decidido demitir o deslocado ministro da "deseducação", mas a notícia foi negada, com certeza, apenas para o o incompetente e inútil presidente fazer "firula" nas redes sociais.

O velho colombiano já foi demitido pela deputada Tábata Amaral (PDT), o desgoverno Bolsonaro apenas escolherá o momento.

quinta-feira, 28 de março de 2019

Prefeito de Canaã dos Carajás não foi condenado por improbidade, a decisão é interlocutória



Prefeito de Canaã tem bens bloqueados pela justiça

Alguns sites de Parauapebas e Canaã publicaram uma "fakenews" sobre uma imaginária condenação do prefeito de Canaã dos Carajás-PA, no âmbito de uma Ação Civil Pública ajuizada contra a sua gestão municipal, não houve condenação, realmente JEOVÁ ANDRADE sofreu um duro revés, a decisão judicial proferida determinou o bloqueio dos bens dos envolvidos e de outras medidas, em sede de decisão interlocutória, diferente de decisão condenatória.

O caso

A Promotoria de Justiça de Canaã dos Carajás identificou vários atos de improbidade realizados pelo prefeito, nos anos de 2013 e 2014, envolvendo a contratação de assessorias jurídicas e contábeis, mediante a dispensa de licitação, com valores que totalizam cerca de R$ 1.6 milhão.

O MPPA constatou que alguns beneficiados por essas contratações financiaram a campanha de Jeová Andrade.

Diante da gravidade dos atos, o MPPA requereu o afastamento de Jeová Andrade do cargo de prefeito, mas a justiça não acatou o pedido.

A decisão da justiça foi proferida no último dia 22 de março.


Leia mais - clique AQUI - no MPPA


Site "Pebinha de Açúcar", ligado à prefeitura de Parauapebas, divulga manifestação a favor da ditadura, ou seja, a favor da tortura, do sequestro e da morte, inclusive de jornalistas

Improbidade Administrativa: A ASCOM de Parauapebas e a Procuradoria Geral não se manifestaram (omissão) sobre a utilização da prefeitura da cidade para "homenagear" e apoiar defensores dos assassinos da ditadura militar, com direito a divulgação na imprensa amiga e financiada pelo governo 


Alucinados querem homenagear os bandidos da ditadura militar

É muita "chacineira" a forma sem noção que a "imprensa asconzeira" de Parauapebas promove os alucinados que defendem o GOLPE MILITAR.

Será que existe algum jornalista, mesmo na forma travestida, que não conheça a história recente do país e prefira a versão "terra plana"? 

Não tenha dúvida disso, em Parauapebas existe esse tipo de "jornalista", completamente sem noção, o mentecapto divulga movimentos de apologia à tortura, a sequestros e assassinatos como se fosse "ato cívico".

Talvez esse tipo de "jornalista asconzeiro" nem saiba quem tenha sido Vladimir Herzog (leia AQUI), o pai lhe deve ter proibido de frequentar as aulas de história, deve ter sido criado com "mamadeira de piroca (aqui)" .



Travestido de jornalismo, Pebinha de Açúcar promove 
a  alucinação dos defensores da ditadura, o site
 poderia pesquisar mais sobre o tema

Maluquinhos tipo Suzano tem suas bandeiras, só não tem poetas

Pois bem, isso é o de menos, o pior é que esses alucinados pretendem usar a prefeitura de Parauapebas para fazer apologia à tortura, ao sequestro e aos assassinatos da ditadura militar, justamente o espaço onde está hasteada a bandeira brasileira, talvez os "maluquinhos tipo Suzano (aqui)" não conheçam o poema de Castro Alves, talvez tenha uma versão "terra plana": 





Permitir o uso de prédios públicos para homenagear torturadores, assassinos e sequestradores é crime, também é improbidade administrativa, mesmo que na forma omissiva, tão repugnante quanto um "travesti de jornalista".


Melhor "jair estudando"

Não há bandeira que acoberte esse tipo de criminoso, na Argentina esses bandidos de fardas foram condenados à prisão perpétua (leia aqui).

No Uruguai, no âmbito da "operação condor", vários militares foram condenados recentemente, outros estão a caminho da prisão (leia aqui).

No Chile, além de penas severas, as condenações estão tomando os bens dos herdeiros dos marginais de farda da ditadura de Pinochet (leia aqui).

Na Argentina, Chile e Uruguai o poder judiciário, lá a justiça não é uma milícia lavajateira, continua mandando para a cadeia esse tipo de criminoso.

Apenas no Brasil esses crimes ainda estão impunes, o que enseja esse tipo de comportamento de agentes públicos e de "travesti de jornalista". 

No Brasil, pode demorar mais um pouco, mas esses militares serão condenados.

O Ministério Público adverte

O Ministério Público Federal já emitiu nota afirmando que comemorar o golpe militar é crime e também improbidade, não há civismo, há cinismo de defensores de pedófilos e de torturadores

Na nota emitida pelo MPF é destacado que:

"A gravidade desses fatos é de clareza solar. Mais uma vez, é importante enfatizar que, se fossem cometidos atualmente, receberiam grave reprimenda judicial, inclusive por parte do Tribunal Penal Internacional, criado pelo Estatuto de Roma em 1998 e ratificado pelo Brasil em 2002. Também à luz do direito penal internacional, os ditadores brasileiros cometeram crimes contra a humanidade.

Veja o documento da PFDC - MPF (na íntegra)







quarta-feira, 27 de março de 2019

O Sagrado Direito de Exercer a Burrice em Público, por Marco Atílio



Era início de uma tarde chuvosa quando resolvi me atualizar lendo as notícias da cidade. Escolhi começar pelo autoproclamado portal de notícias Pebinha de Açúcar, um erro do qual passaria o resto da tarde lamentando. 

Eis que me deparo com a seguinte notícia: “Ato Cívico [sic] será realizado em Parauapebas”. Como o título da matéria aguçou minha curiosidade, resolvi clicar para ler. Péssima decisão. 

Ao ler a matéria, percebi que se tratava de um chamamento público para comemorar o dia 31 de março de 1964, dia do golpe militar ao Estado brasileiro. Com um português sofrível, a matéria começa afirmando o seguinte: “Feito com o objetivo de conscientizar a população sobre o que representa para a nação brasileira o momento em que o país é, mais uma vez, retomado das mãos dos comunistas...” 

Bom, confesso que não sabia que o Brasil já teve um governo comunista, pior ainda, MAIS DE UMA VEZ. Meu amigo Leônidas Mendes, grande historiador, deve ter ficado com uma intensa dor no rim esquerdo ao ler tamanha bizarrice. Mas Léo, prepare uma dose cavalar de morfina, encha o copo de uísque e sente no sofá que de onde saiu isso tem mais, muito mais. 

Ao seguir lendo a matéria como um verdadeiro ato de masoquismo, vi a fala do organizador do evento que, se não fosse tão maluca e bizarra, seria até engraçada: “A ideia é quebrar a mentira que nos foi imposta. Então será esclarecido a respeito do período em que vivemos governo militar [sic] que hoje é confundido como ditadura militar. ” 

Ora, ora, quer dizer então que não tivemos uma ditadura militar, mas sim um governo militar. Muito bem, nunca tinha pensado dessa forma. Brilhante! Meu caro Léo, acho que agora já pode tomar a dose de morfina e secar o copo de uísque. 

Não sei se devo, mas vou tentar esclarecer da forma mais simples possível: o golpe militar de 1964 e os 21 anos de ditadura que se seguiram são um consenso histórico de todos os segmentos da sociedade, seja de esquerda, centro, direita ou mesmo da extrema direita. 

Até mesmo Bolsonaro, notório indigente mental, concorda que tivemos uma ditadura, segundo suas próprias palavras, “o erro da DITADURA foi torturar e não matar”. Já em outra oportunidade ele disse o seguinte: “sou a favor da TORTURA. Através do voto, você não muda nada no país. Tem que MATAR 30 mil”. 

Bolsonaro não nega a ditadura, muito pelo contrário, tem orgulho dela e é exatamente por isso que determinou as comemorações pelo dia do golpe. Simples assim. 

Mas vejam, não pretendo em hipótese alguma desestimular a exposição pública da burrice alheia, as pessoas têm que sentir orgulho do que são. É um direito que as assiste e um princípio básico da felicidade. 

Acho que esse ato público é até bem-vindo, pois dia 31 será domingo e Parauapebas carece de diversão pública. Como o zoológico mais próximo fica à distância de 25 quilômetros, pretendo levar meus três filhos nesse Ato Cívico para contemplar asnos, antas e burros em perfeita harmonia com a natureza.

Parauapebas: Caso ocorrido na UPA está sob sindicância

Caso do médico que chamou polícia para "atender" mãe e criança na UPA está sob apuração em sindicância


Nenhuma descrição de foto disponível.

terça-feira, 26 de março de 2019

Padre Julio Lancelotti é ameaçado por seguidores de Bolsonaro

Favela de São Paulo tem incêndio criminoso, suspeitos são seguidores de BOLSONARO, eles comemoram



ASCOM Parauapebas: O Homem Errado no Lugar Errado, por Marco Atílio





2020 será a primeira eleição para prefeitos com a participação das correntes de WhatsApp. Em 2018, à exceção da campanha de Bolsonaro, o poder devastador dessa ferramenta de comunicação foi solenemente ignorado pelos marqueteiros, o resultado da história todos conhecem. 

Darci ganhará em 2020 por WO (ler aqui), é o prognóstico, o motivo é simples: Parauapebas carece de líderes políticos, os poucos que existem ou são ruins ou cegos,  quem sabe as duas coisas.

Darci, mesmo com um governo trôpego, é o favorito e pode garantir sua reeleição para um quarto mandato. Mesmo reafirmando esse prognóstico, é importante destacar o esforço sobre-humano que Darci faz para desmoralizar toda e qualquer análise política, uma hora consegue. 

Dito isso, vamos ao que importa: a passividade da ASCOM diante dos ataques virtuais nas redes sociais (WhatsApp) e a passividade de Darci diante da ASCOM. 

Os ataques contra DARCI e sua gestão são visivelmente coordenados e financiados, alguns memes apresentam qualidade profissional, o que deixa claro que existe um forte patrocínio por trás de toda essa campanha de desmoralização do governo e difamação pessoal do prefeito. 

Caso não deseje enfrentar sérios problemas e passar por fortes emoções em 2020, Darci terá que encontrar uma outra equipe de comunicação que lhe apresente uma solução para essa urgente questão. 

A atual equipe da Assessoria de Comunicação (ASCOM) tem deixado a desejar, para dizer o mínimo. 

Laércio de Castro, um excelente radialista, um comunicador de primeira grandeza, vem mostrando uma incrível inaptidão na ASCOM governamental, em especial para enfrentar a “rede de laranjas” do WhatsApp.

Mas as dificuldades não se resumem ao mundo virtual, na vida real tem sido pior ainda, basta ver a reinauguração do Projeto PIPA. Laércio quase conseguiu o impossível: transformar em retumbante fracasso uma grande realização do governo. Não fosse o prefeito tomar as rédeas e assumir o palanque, como uma espécie de mestre de cerimônia, no geral, o evento teria ficado muito aquém da importância do projeto PIPA.

Darci deve agradecer as crianças e os seus familiares, as pessoas atendidas pelo Projeto Pipa, elas salvaram e fizeram uma festa verdadeira, elas sabem a importância do projeto PIPA nas suas vidas, algo que a ASCOM parece não perceber.

Laércio não providenciou nenhum material impresso ou digital digno da grandeza do evento, nenhuma campanha de apresentação do Projeto e de sua história, nada, absolutamente nada que seja digno da importância dessa realização.

Pois bem, Darci apanha 24 horas ininterruptamente nas centenas de grupos de WhatsApp da cidade. Não se tem notícia que a ASCOM tenha se mobilizado para apresentar ao prefeito um trabalho de resistência ou mesmo de contra-ataque à política de destruição de reputação nas correntes de WhatsApp. 

Não apresentou nem apresentará, Laércio é um excelente radialista e um grande cerimonialista, porém na chefia da ASCOM mostra total falta de traquejo. 

Laércio de Castro inegavelmente é o homem errado, no cargo errado e no momento errado. Mas o prefeito Darci tem feeling, pressão baixa, colesterol na faixa e zero problema cardíaco, ou seja, está pronto para fortes emoções em 2020.

_________________________
1 - WO é a sigla para a palavra em inglês walkover, que significa “vitória fácil”. Este termo é bastante famoso por ser utilizado no mundo dos esportes. O WO é a atribuição de uma vitória dada a determinada equipe ou competidor individual quando a equipe adversária está impossibilitada de competir ou quando não existem adversários.   

segunda-feira, 25 de março de 2019

4 ministros do STF são chantageados pela Lava Jato, diz jornalista

O jornalista Luis Nassif aponta indícios de que a operação Lava Jato chantageia 4 ministros do STF, as informações constam no "Xadrez da contagem regressiva para a queda de Bolsonaro"




"Peça 5 – o fim do medo

Há dois pontos centrais que ajudarão a marcar o final de Bolsonaro, o breve.

O primeiro, a constatação das cortes brasilienses de que a escandalização com o governo não se resume a eleitores desiludidos, mas às próprias Forças Armadas. À esta altura, não há como o Alto Comando não se dar conta dos riscos de se deixar o país nas mãos desses desatinados. Especialmente à medida em que vai ficando claro o envolvimento do clã com milícias digitais e milícias criminosas.

O segundo, é o fim da blindagem da Lava Jato, com a explicitação dos interesses menores na criação da fatídica fundação de direito privado.

O ponto de inflexão foi a reação do STF (Supremo Tribunal Federal) contra o jogo de chantagens das milícias digitais e os ataques de procuradores nas redes sociais, com a decisão do presidente Dias Toffoli de mandar investigar a origem dos ataques. Por aí se quebrará a parte mais ostensiva da influência dos bolsonaristas-lavajateiros, com suas ameaças digitais.

No dia em que se contar a história da Lava Jato, aliás, ficará claro os movimentos de chantagem contra quatro ministros da corte – não necessariamente da parte da Lava Jato, mas das milícias de direita que se formaram em torno dela e que ajudaram a impulsionar o impeachment.

Há indícios de que pelo menos quatro Ministros se submeteram às pressões:

Luís Roberto Barroso – com o dossiê envolvendo sogra e esposa e investimentos imobiliários em Miami. Depois do aggiornamento de Barroso, não mais se falou do tal dossiê.

Luiz Edson Fachin – farta documentação (inclusive fotográfica) do trabalho realizado pela JBS em favor da sua eleição para o cargo, passando pelo empréstimo do jatinho da empresa para as visitas a senadores em seus estados de origem, e festividades típicas da corte brasiliense. A mudança de Fachin foi radical. E o dossiê não apareceu.

Carmen Lúcia – a casa que adquiriu, sub-avaliada, de um vendedor próximo a Carlinhos Cachoeira. O episódio mereceu uma nota em uma coluna de O Globo. Depois que a Ministra se alinhou ao punitivismo, o caso sumiu dos jornais.

Luiz Fux – é o tal Ministro que está sendo agora alvo de ameaças, conforme indicado dias desses por Gilmar Mendes, e não Barroso, como supus. As investigações da Lava Jato Rio estão indo a fundo no sistema judicial e nos escritórios de advocacia. Semana sim, semana não, há uma nota em jornal com insinuações sobre a delação do ex-governador Sérgio Cabral.

Nem se julgue que sejam cúmplices de atos criminosos. Foram subjugados unicamente com a ameaça sobre suas reputações. Abriram mão de convicções tratando reputação pública – isto é, a serviço do público – como um ativo privado.

Nada disso ajudará a segurar a enchente quando o caso das milícias e de Marielle Franco for finalmente desvendado."

domingo, 24 de março de 2019

Diário do Pará tem as melhores charges do "mal falado love" entre TRUMP e BOLSONARO


Parauapebas: DARCI LERMEN manda apurar ocorrência na saúde, uma mãe e sua criança são desrespeitadas

Indignação com o descaso e falta de profissionalismo na UPA será investigado pelo governo de Parauapebas




Imagine o inaceitável


Uma ocorrência na UPA de Parauapebas mostrou a face cruel da falta de dignidade e humanidade  que impera em algumas profissões no Brasil.

Imagine uma mãe vendo seu filho em estado profundo de sofrimento, ela comparece a unidade municipal de saúde, procurando o acolhimento profissional necessário, ao invés de receber os cuidados devidos, o médico chama é a polícia, isso mesmo, o indivíduo chama a polícia, esta prontamente comparece. 

A mãe, que precisava de atendimento para seu filho menor, uma criança, com sinais evidentes que precisa de cuidados médicos, mas o profissional chama é a polícia, é surreal.

É imaginar o inaceitável.

Polícia pra quem precisa de polícia

A imagem da mãe e do seu filho, não deixa dúvida, quem precisa de polícia não é essa mãe e o seu filho. A polícia poderia ter levado alguém para a delegacia, mas com certeza esse alguém não é a mãe e a sua criança.

O médico, ao que tudo indica, não agiu com a devida cautela profissional, lhe faltou o básico para alguém que escolheu essa profissão, lhe faltou humanidade, não se trata de falta de material, de falta de equipamento, de baixo salário,se trata de falta de HUMANIDADE.

Providências

O prefeito de Parauapebas, DARCI LERMEN, reagiu imediatamente e promete apurar com rigor o ocorrido na unidade de saúde do município.

Sindicato

Não é apenas ao prefeito ou ao secretário, cabe também aos sindicatos e às associações profissionais da saúde pública cobrarem melhores condições de trabalho, é legítimo, mas para o caso relatado no vídeo abaixo, cabe apenas ter dignidade e HUMANIDADE.

Veja o vídeo


sábado, 23 de março de 2019

Pará: Saiu Jatene, mas entrou Bolsonaro e a saga de assassinatos continua no estado

Coordenadora regional do MAB, Dilma Ferreira Silva é assassinada em Tucuruí (PA)

Movimento afirma que outros militantes foram mortos na mesma ação, e que não há certeza sobre os motivos do crime


Dilma Ferreira Silva ao lado da então presidenta Dilma Rousseff (PT) / Divulgação/MAB

Daniel Giovanaz - www.brasildefato.com.br

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) informou nesta sexta-feira (22) o assassinato de Dilma Ferreira Silva, coordenadora regional do movimento em Tucuruí (PA). O crime aconteceu no assentamento Salvador Allende, zona rural de Baião. 

"O MAB ainda não sabe ao certo o número de pessoas assassinadas e nem os motivos do crime. (…) É mais um momento triste para a história dos atingidos por barragens que o dia de hoje celebravam o dia internacional da água", diz a nota publicada pelo movimento. "O MAB exige das autoridades a apuração rápida deste crime e medidas de segurança para os atingidos por barragens em todo o Brasil".

Segundo a Polícia Civil, foram mortos também o marido Dima, Claudionor Costa da Silva, 42, e um homem identificado como Hilton Lopes, 38. Os investigadores disseram que ainda não sabem a motivação do crime. 

Em 2011, Silva participou de uma audiência com a então presidenta Dilma Rousseff (PT) e entregou um documento em que pedia uma política nacional de direitos para os atingidos por barragens, com atenção especial par as mulheres atingidas.

A usina hidrelétrica de Tucuruí, construída durante a ditadura militar, é a maior hidrelétrica considerada genuinamente nacional. Ela localiza-se no rio Tocantins, a 310 km da capital Belém (PA). Cerca de 32 mil pessoas foram deslocadas de suas moradias para construção da barragem, e há mais de 30 anos lutam para garantir direitos.

sexta-feira, 22 de março de 2019

Parauapebas: PIPA está pronto e será entregue à população hoje

DARCI LERMEN apresenta as novas instalações do Projeto PIPA, nesta sexta-feira (22) às 9 horas




Conseguiu 

 “O Pipa é o projeto dos olhos de qualquer governo. A questão fundamental que está em jogo é principalmente atender às crianças em tempo integral. Então, para isso nós vamos retomá-lo”

Foi isso que disse o prefeito de Parauapebas, no dia 16 de janeiro de 2017, diante da situação de caos que encontrou num dos projetos sociais mais relevantes para as famílias e para as crianças da nossa cidade.

Parauapebas conseguiu.

Estava assim - fechado e destruído


Resultado de imagem para pipa de parauapebas


O governo anterior simplesmente fechou um projeto que atendia cerca de 800 crianças, tudo estava no chão, destruído, que nem a situação do hospital municipal, fechado, um verdadeiro caso de polícia, funcionários sem receber seus salários.

Veja você

Dois anos depois, a realidade é bem outra. Basta ir lá e ver.

quinta-feira, 21 de março de 2019

TRANSPARÊNCIA: Tribunal de Contas rescinde TAG com Jacundá e Concórdia do Pará, gestores serão denunciadas ao Ministério Público

Resultado de imagem para transparência zeroPrefeituras de Jacundá e Concórdia do Pará terão seus processos enviados ao Ministério Público Estadual

Câmaras de Ulianópolis e Placas também tiveram o TAG rescindido

O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA) rescindiu quatro Termos de Ajustamento de Gestão (TAG) de 2017, a medida atingiu as Câmaras Municipais de Ulianópolis e de Placas e as Prefeituras de Jacundá e de Concórdia do Pará, elas agora serão alvos do Ministério Público estadual.

Multas

Os gestores não cumpriram com os termos ajustados com o Tribunal de Contas - Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) - deixando de utilizar a oportunidade oferecida para adequação da suas administrações à "Lei de Acesso a Informação".

O 4 responsáveis pelos órgãos cometeram ato de improbidade, violando o princípio da publicidade e legalidade, no mínimo, serão alvos de ações de improbidade, as penalidades, em caso de condenação, vão da perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multas e proibição de contratar com o poder público.

Descaso

A Prefeitura de Jacundá, para ter idéia, cumpriu apenas 64,51% das suas obrigações com os termos ajustados.

www.tcm.pa.gov.br

Parauapebas: O prefeito Darci Lermen é o convidado da Rádio Nacional



Rádio Nacional - Parauapebas com prestígio em alta

O prefeito de Parauapebas estará na Rádio Nacional, uma emissora da Empresa Brasileira de Comunicação, do governo federal. 

Darci é o convidado do jornalista Valter Lima, no programa Revista Brasil.

A participação do prefeito de Parauapebas está prevista para iniciar a partir da 8h40.

Não perca, é Parauapebas falando para o Brasil e o mundo.



quarta-feira, 20 de março de 2019

CNN do CHILE diz que "pistas" de assassinato de Marielle levam a Jair Bolsonaro

"Tanto o presidente quanto seus filhos são defensores das milícias há anos"




CNN do Chile vai direto ao ponto

A esclarecedora reportagem aborda 5 pontos que ligam a família Bolsonaro assassinato de Marielle Franco.

A vereadora da capital carioca foi executada por milicianos membros do "Escritório do Crime", uma das milícias mais antiga do RJ. O atentado foi planejado por mais de 3 meses, o principal envolvido é vizinho do presidente da República do Brasil - JAIR BOLSONARO.

Veja os 5 pontos da reportagem da CNN que comprometem a família Bolsonaro, segundo a emissora do Chile:


1. O assassino vivia no mesmo condomínio que Bolsonaro

Ronnie Lessa, o ex-policial que atirou, morava no condomínio Vivendas da Barra, no bairro da Barra da Tijuca. Curiosamente Jair Bolsonaro também tem uma casa neste condomínio.

Neste mesmo condomínio funcionava o QG DA campanha presidencial de Jair Bolsonaro.

2. A filha do assassino era a namorada de um filho de Bolsonaro

O filho de Bolsonaro, Jair Renán, de 20 anos, era namorado da filha de Ronnie Lessa, o assassino de Marielle Franco. Consultados sobre o assunto, os promotores descartaram que essa informação tivesse importância.

3. Aquele que estava dirigindo o carro tinha uma foto com Bolsonaro

Uma foto divulgada pela mídia brasileira mostra o presidente Jair Bolsonaro abraçando o ex-policial Élcio Queiroz, motorista do carro de onde foram disparados os tiros que mataram Marielle e Anderson.

4. O chefe da milícia trabalhou para o filho de Bolsonaro

A mãe e a esposa de um suspeito, Adriano Magalhães da Nóbrega, integrante e chefe da milícia do "Escritório do Crime", trabalhavam no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando ele era deputado estadual, o filho mais velho do presidente, que com morte de Marielle foi eleito senador pelo Rio de Janeiro. 

5. O problema das milícias

As milícias são máfias formadas por policiais civis, militares e bombeiros, aposentados e em atividade, que controlam parte dos territórios do estado do Rio de Janeiro.

Tanto o presidente quanto seus filhos são defensores das milícias há anos.


Imagens que ilustram a reportagem

segunda-feira, 18 de março de 2019

CUT convoca trabalhadores contra o roubo das aposentadorias - Dia 22/03

Confira onde tem ato em defesa da aposentadoria no dia 22/03 e participe desta luta




Ao contrário do que diz o governo Jair Bolsonaro (PSL), a reforma da Previdência não vai garantir a aposentadoria das gerações futuras nem da atual, vai restringir o acesso à aposentadoria e reduzir o valor dos benefícios, em especial dos trabalhadores mais pobres.

Se o Congresso Nacional aprovar o texto da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 06/2019) milhares de trabalhadores e trabalhadoras não vão conseguir se aposentar e muitos se aposentarão com benefícios de menos de um salário mínimo. E os que já estão aposentados terão o valor dos benefícios achatados. A reforma de Bolsonaro é muito pior do que a do ilegítimo Michel Temer (MDB).

A PEC impõe a obrigatoriedade da idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres) se aposentarem, aumenta o tempo de contribuição de 15 para 20 anos para receber benefício parcial e acaba com a vinculação entre os benefícios previdenciários e o salário mínimo. Isso significa que os reajustes dos aposentados serão menores do que os reajustes dos salários mínimos. E mais: a reforma de Bolsonaro prevê que a idade mínima aumentará a cada quatro anos a partir de 2024. Ou seja, a regra para que um trabalhador possa se aposentar no futuro poderá ficar ainda pior.

Reaja agora, ou morra trabalhando

Na próxima sexta-feira, dia 22 de março, Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, a CUT, demais centrais e movimentos sociais vão as ruas de todo o país para lutar contra essa reforma que acaba com as chances de milhões de trabalhadores de se aposentar. É um esquenta para a greve geral que os trabalhadores vão fazer se Bolsonaro insistir em aprovar essa reforma perversa. 

Confira a lista de cidades onde já tem atos marcados:

Belém/PA - às 7h30, concentração em frente ao Banco do Brasil da Avenida Ponte Vargas e caminhada, a partir das 9h, do BB até a agência do INSS, na Av Nazaré.

Marabá/PA - pela manhã defronte do INSS e às 15h, seminário sobre reforma da Previdência na Faculdade Carajás

Belo Horizonte/MG - às 17h tem ato na Praça Sete. Na parte da manhã, sindicalistas e militantes percorrerão com carro de som dois bairros populosos da capital - Barreiro e Venda Nova - explicando as perversidades da reforma de Bolsonaro e fazendo panfletagens.

Montes Claros, 16h - Ato na Praça Dr. João Alves (Praça do Automóvel Clube)

Brasília/DF - As entidades filiadas deverão realizar reuniões, seminários, assembleias, atos ou paralisações junto a suas bases, denunciando os perigos da reforma de Bolsonaro e construindo a Greve Geral. 

Campo Grande/MS – 9h, paralisação com ato público, na Praça do Rádio Clube. Em todo o estado a FETEMS realizou assembleias com os trabalhadores, que aprovaram greve geral no dia 22.

Cuiabá/MT - ato às 16h, na Praça Ipiranga. 

Florianópolis/SC – ato às 17h, no Ticen. 

Blumenau - ato às 10h, em frente ao INSS

Joinville - às 14h tem ato na Praça da Bandeira

Fortaleza/CE - ato às 8h na Praça da Imprensa (bairro Dionizio Torres)

Juazeiro do Norte, ato às 16h, no Giradouro

Goiania/GO - às 6h, ato perto da Serra Dourada, na altura do KM 153 da BR

Maceió/AL, ato às15h - Praça Centenário

Mossoró, às 6h, manifestação na base da Petrobrás e, às 8h - concentração no INSS

Porto Alegre/RS - ato às 18h, na Esquina Democrática

Recife/PE - ato às 15h, na Praça do Derby

Rio Branco/AC – ato às 8h, em frente à sede do governo do estado (Palácio Rio Branco), tem panfletagem também

Rio de Janeiro/RJ - ato às 16 na Candelária. Depois segue em caminhada até a Central do Brasil

Salvador/BA - ato às 9h, no Rótulo do Abacaxi.

São Paulo/SP - ato às 17h, em frente ao MASP, na Avenida Paulista

São Carlos - a partir das 9h, na praça em frente ao Mercado Municipal - Centro

Bauru, a partir das 14h, Audiência Pública na Câmara Municipal - Praça Dom Pedro II, 1-50 - Centro

Campinas, 10h00 – Ato dos professores e Servidores Públicos no Largo do Rosário, no centro; 16h30 – Concentração para o ato e panfletagem na rua 13 de Maio e diversos terminais de ônibus; 18h00 – Ato político com representante das centrais, das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, movimentos sociais e sindicatos

Grande ABC, 7h – Caminhada com a participação dos sindicatos da região saindo da porta da Mercedes Benz e da Ford.

Teresina/PI - ato às 8h, na Praça Rio Branco, em frente ao INSS.

https://www.cut.org.br