quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Hora da faxina em Parauapebas - Por Marco Atílio

Charge - Blog Tijolaço


É de fácil constatação que a maioria dos membros do governo Darci Lermen aderiu ao bolsonarismo. É uma adesão aparentemente estranha e sem explicação.

Não há dúvidas sobre a índole republicana do prefeito e de quais eram seus candidatos nessa eleição. Sua posição em defesa da democracia, da diversidade, dos mais pobres, dos trabalhadores e das pautas dos movimentos sociais como, por exemplo, o MST é de conhecimento de todos.

No entanto, membros de seu governo assumiram a defesa de uma agenda completamente divergente.

Lindolfo Mendes resumiu sabiamente em apenas uma frase, neste mesmo "soldocarajas", o retrato final das eleições em Parauapebas: “o prefeito de Parauapebas perdeu a eleição com Helder e Haddad, mas o "governo local" ganhou com Márcio Miranda e Bolsonaro”.

Bem, o momento exige reflexão. Jamais faríamos qualquer apelo para que Darci promovesse uma espécie de caça às bruxas e demitisse todo e qualquer eleitor de Bolsonaro. Jamais!

Entendemos que a maioria não faz ideia do mal que fez ao país e a si própria quando decidiu apertar o número 17 na urna eletrônica no último domingo. Na verdade, essas pessoas serão vítimas de suas escolhas e são dignas de pena.

Porém, ter bolsonaristas, ou melhor, fascistas, em seu ciclo próximo e ocupando cargos de confiança, não é apenas um ato que depõe contra sua própria biografia, é ofensivo.

O projeto de um governo não é realizado apenas pelo prefeito, mas principalmente por seus secretários e assessores. Como um governo pode dar certo se a visão de Administração Pública entre prefeito e assessores é completamente oposta?

O momento requer atitudes firmes e contundentes. Chegou a hora de fazer uma faxina nos cargos de confiança, incluindo secretários de governo. Uma higienização é questão de sobrevivência.

Laços familiares foram rompidos por todo país, amizades de décadas estão sendo desfeitas e o motivo é simples: não há coexistência possível com fascistas e democratas, como defendem o filósofo Vladimir Safatle e o sociólogo Jessé Souza.

Quando a barbárie e civilização estão em uma verdadeira batalha, não há meio termo: ou você defende a liberdade ou a tirania. A neutralidade certamente favorecerá o mal.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Parauapebas: O resultado eleitoral no município foi um duro golpe para o governo Darci Lermen - um alerta!

Um prefeito e um governo municipal que não se entendem - o que as urnas de Parauapebas mostraram

No município, o prefeito de Parauapebas perdeu a eleição junto com Hélder e Haddad, mas o "governo local" ganhou junto com Márcio Miranda e Bolsonaro - falaram as urnas e a realidade

Darci Lermen e Chamonzinho, apesar do revés nas urnas, em Parauapebas e Curionópolis, eles saem fortalecidos com a vitória de
Hélder para governador do Pará


Em boa hora

É fato que não podemos creditar ao prefeito de uma cidade o resultado eleitoral para governador ou presidente, o eleitor, na maior parte, não faz essa relação, distingue perfeitamente uma coisa da outra.

Mas o resultado eleitoral no município de Parauapebas não deixa de ser, no mínimo, um bom alerta ao governo local. Em boa hora.

Pará

No Pará, todos sabem, foram esses os candidatos vitoriosos: Haddad com 54,81% dos votos e Helder com 55,43%. 

Parauapebas


Já o resultado eleitoral do segundo turno no município de Parauapebas é bem diferente do que desejava o prefeito municipal, Darci Lermen: para governador HÉLDER teve 47,17% dos votos válidos e HADDAD alcançou apenas 38,46. 

De Canaã dos Carajás, passando por Parauapebas, Curionópolis, Eldorado dos Carajás e chegando a Marabá, Darci Lermen, prefeito de Parauapebas, foi o único que não conseguiu dar a vitória para o seu candidato a governador.


A mensagem clara

Para corroborar o que se afirma, basta constatar o seguinte:

Em Curionópolis - o prefeito ADONEI venceu a eleição para Márcio Miranda.
Em Marabá - o prefeito Tião Miranda venceu a eleição para Marcio Miranda.
Em Eldorado dos Carajás - Célio Boaideiro venceu a eleição para Hélder.
Em Canaã dos Carajás - Jeová Andrade venceu a eleição para Hélder.
Em Parauapebas - Darci Lermen perdeu a eleição para Hélder, mas o "governo local" venceu a eleição para Márcio Miranda.

Um alerta, desperta!

A derrota eleitoral de Hélder no município de Parauapebas é de responsabilidade do governo municipal. A falta de direcionamento político e a incapacidade de comunicação resultam num verdadeiro desastre, passando a percepção para a comunidade que tudo anda sem saber o rumo certo ou mesmo sem um norte!

Sendo corroído por dentro

Evidente, um governo infestado de "bolsominion" terá um resultado eleitoral no município favorável aos "bolsominions", foi exatamente o que as urnas mostraram em Parauapebas, ganhou Bolsonaro e Márcio Miranda, ganhou o "governo municipal", corroído por dentro.

O governo Darci Lermen, por dentro, é dominado por forças que antagonizam o projeto e a história do próprio prefeito, uma perda de identidade que pode custar inclusive a sua reeleição.

Reforma profunda

Apesar do objetivo principal ter sido alcançado, HÉLDER foi eleito governador do Pará (um alívio), o fato é que não há tempo para adiar uma reforma profunda no governo municipal de Parauapebas. Pois perder para um adversário é normal, mas perder para sua própria equipe é um erro imperdoável, as urnas não vacilam.

Democracia

O prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, é um democrata convicto, sempre respeitou as forças políticas do município, a imprensa, a liberdade de opinião e de manifestação.

Porém, contudo e todavia, é fácil constatar que na atual gestão DARCI LERMEN há um verdadeiro boicote interno ao seu governo, a administração municipal está sendo sabotada politicamente por "traiçoeiros aliados".


Mensagem não criptografada


No aspecto político, a mensagem não veio criptografada, ela foi bem clara: temos problemas em Parauapebas. Há "muito tempo" para resolvê-los, mas não se tem "muito tempo" para iniciar o seu enfrentamento.

Sabiam

Todos os membros do governo Darci Lermen sabiam da importância para a administração local da vitória de Hélder ao governo do Pará, a postura política partidária de cada um deve ser respeitada, que assuma a sua liberdade, afinal: disciplina é liberdade, compaixão é fortaleza. 


Política é política!

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Dia 29 de outubro - Professor Fernando HADDAD

A cada instante, cresce a certeza que HADDAD é  um presente que o Brasil ganhou hoje e que saberá retribuir no futuro



29 de outubro de 2006 - Há exatos 12 anos LULA se tornava "o insuperável"

LULA atingiu a maior votação da nossa história, 12 anos depois a marca alcançada em 2006 continua insuperável



LULA - o maior de todos

Lula, mantido preso político por uma fraude judicial, continua sendo o mais querido presidente da história brasileira, há exatos 12 anos ele alcançava a marca insuperável de 60,83% dos votos válidos, ou 58.295.042 votos, para ter idéia, ontem, dia 28/10/2018, mais de uma década depois, o primeiro colocado teve apenas 57.797.073.

Insuperável

Em 2006, o Brasil tinha 125.912.935 eleitores. Em 2018, foram 147.306.294 eleitores.

Em percentual calculado sobre os votos totais, a marca do LULA em 2006 talvez seja insuperável, por muito tempo, incríveis 46,29%. 

Em 2018, para ter idéia, o primeiro colocado teve apenas 39,23%.

2018, não há comparação possível com LULA

Na eleição de 2018, foram 147 milhões (100%) de pessoas aptas a votarem, o primeiro colocado teve apenas 57,6 milhões (39,1%), HADDAD, que ficou em segundo, alcançou 46,7 milhões (31,7%). Brancos 2,5 milhões (1,7%) e nulos 8,6 milhões (5,8%).

A votação de Haddad somadas com os votos brancos e nulos atingem 58.135.538, supera o primeiro colocado, ou seja, o recado do eleitor que compareceu às urnas foi um duro golpe, uma mensagem bem clara de desaprovação.

Resumindo para um bom entendimento

Muitos eleitores silenciaram na abstenção (21%), estes sequer participaram do pleito. Outros lavaram as mãos (7,5%), há os que se opuseram claramente (31%). 

O futuro presidente teve uma votação pífia, obtendo apoio de 39% dos eleitores. Isso quer dizer que 61% não o quiseram. 

Que ele e seus apoiadores saibam e sempre se lembrem disso. Não achem que serão donos do Brasil, pois são minoria em nosso país. 

Muitos silenciaram. Muitos lavaram as mãos. E muitos se opuseram. Somados, somos a esmagadora maioria.

HADDAD - o Líder dos brasileiros e da nossa DEMOCRACIA se agiganta diante das milícias

A imagem pode conter: texto

O BRASIL tem o seu novo líder - Professor HADDAD

HADDAD – O LÍDER DA PAZ ENTRE OS BRASILEIROS, O PROFESSOR DA DEMOCRACIA





A "República Democrática do Brasil" tem seu novo líder, o professor, o esposo de ANA ESTELA HADDAD

Ontem, o esposo de ANA ESTELA, um professor, FERNANDO HADDAD emergiu para a galeria dos grandes brasileiros.

HADDAD, de agora em diante, é a voz do Brasil, da renovada esperança e da resistência de uma insistente e sabotada DEMOCRACIA.

A voz de HADDAD e o seu ABRAÇO em ANA ESTELA irradia do BRASIL para o mundo o que temos de melhor em nossas almas.

O Brasil democrático

Um BRASIL fortemente democrático disse um contundente NÃO para a mentira, para a fraude, para a intolerância e para a boçalidade de um estúpido miliciano e suas hordas.

Um abraço no Brasil e no seu povo

Um BRASIL da resistência ao ódio e à tirania sentiu o abraço de HADDAD e ANA ESTELA - somos fortes, não tem miliciano que apague esse SOL.

A paz e serenidade de HADDAD

Um professor, com paz e serenidade, com a única arma que possui - IDÉIAS - reduziu seu oponente  ao que ele realmente é - um NADA, um vazio humano.

domingo, 28 de outubro de 2018

Com mais de 80% dos votos apurados - HELDER já pode se considerar eleito o mais novo governador do Pará



Com mais de 80% dos votos apurados em todo o Estado, já podemos afirmar que HÉLDER BARBALHO é o novo governador do Pará.

A diferença neste momento é de 314.008 votos, sendo que em votos válidos* para ser apurados restam menos de 600 mil votos*, aproximadamente!

_________________________

* O Blog considerou no cálculo a abstenção, brancos e nulos. 

IBOPE - VOTO DAS MULHERES - HADDAD VIROU e TSUNAMI pode ser geral neste segundo turno

IBOPE aponta para uma eleição emocionante e resultado imprevisível, a virada de HADDAD assusta as "milícias pró Bolsonaro"

O Ibope indica que há um TSUNAMI de nome HADDAD na reta final do segundo turno das eleições brasileiras

Entre as mulheres, maior parte do eleitorado, HADDAD virou e deve abrir ainda mais a vantagem neste domingo



Nos votos totais

Embora a Globo, com a finalidade de induzir o eleitor, divulgue os votos válidos, a realidade mostrada pelo Ibope é muito diferente, a eleição está rigorosamente empatada na margem de erro, com 43% para HADDAD e 45% para seu adversário.

O Ibope não captou a intensa movimentação que ocorreu no sábado, os apoios recebidos por HADDAD nas últimas 24 horas, a exemplo do ex-ministro JOAQUIM BARBOSA, podem significar um "tsunami" eleitoral.


Gráfico Voto Feminino

sábado, 27 de outubro de 2018

VOX POPULI: HADDAD está com 50% e dispara para a maior virada da história das eleições do Brasil

Haddad, o candidato da democracia, vira a eleição brasileira, em viés de alta, empata com 50% dos votos e deve vencer o segundo turno




Crescendo mais ainda

A pesquisa Vox Populi divulgada a poucos instantes confirma a tendência de crescimento do candidato HADDAD e a queda de Bolsonaro.

Nos votos totais, considerando brancos e nulos, HADDAD, o candidato da democracia tem 43%, mesmo percentual do seu adversário, Bolsonaro.



Brancos e nulos somam 9% e 5% dos eleitores não sabem ou não responderam.

Votos válidos 50% para cada um

A Vox Populi foi encomendada pelo Brasil 247, mediante a contribuição voluntária dos seus leitores, foi divulgada neste sábado (27) e aponta que, a um dia da votação, Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) estão rigorosamente empatados em intenções de voto. 

De acordo com o levantamento, em votos válidos, Haddad e Bolsonaro somam exatamente 50%.

Bolsonaro e suas fakenews

A candidatura de Bolsonaro é uma "fakenews", bancada com caixa 2, fugiu ds debates, definhou, agoniza em praça pública, somente a fraude eleitoral a sustenta até amanhã!

Depois que a Folha descobriu e denunciou o esquema de "fakenews", a fonte das mentiras esgotou e o candidato Bolsonaro despencou nas intenções de votos.

Dados da pesquisa

A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral no dia 21 de outubro, sob o número BR-09614/2018. Foram entrevistados 2.000 eleitores de 16 anos ou mais, em 121 municípios. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Joaquim Barbosa declara voto em Haddad

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

HADDAD é defender a DEMOCRACIA contra as milícias do Bolsonaro

Haddad: vamos virar voto hoje e celebrar amanhã a vitória


sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Sabatina ao vivo com Fernando Haddad

URGENTE: O PSDB DE PARAUAPEBAS EXPULSA SEUS 3 VEREADORES





Infidelidade partidária

Pela apuração preliminar realizada pelo Blog a expulsão do 3 vereadores do PSDB de Parauapebas é por infidelidade partidária, segundo um dos membros da direção municipal a conduta dos parlamentares é incompatível com as normas do Estatuto, até casos de nepotismo estaria sendo praticado pelos vereadores, segundo o membro do partido que pediu para não ter seu nome revelado.

Os vereadores ainda não se manifestaram sobre a decisão da Direção Executiva do PSDB de Parauapebas.

DATAFOLHA: Haddad abre 10% de vantagem entre os mais pobres (47% a 37%) e caminha para uma virada sensacional

Virada de HADDAD na reta final é sensacional -nordestinos, mulheres, negros, católicos e jovens já apontam para uma vitória do candidato no domingo

A agonia das milícias mostra que sem FAKENEWS e sem CAIXA 2 a campanha de Bolsonaro não existe - o primeiro turno foi a maior fraude da história das eleições brasileiras - Fraude das fakenews do Bolsonaro é sem precendentes, diz OEA (Leia aqui no Globo)




O Datafolha mostra os números virando

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta, dia 25, mostra o crescimento de HADDAD, essa tendência deve se acentuar consideravelmente nesta reta final de campanha, a diferença entre o candidato da democracia e o candidato das milícias caiu 6 pontos. Muitos analistas já dizem que a eleição está em cenário de empate.

Nos últimos dias HADDAD teve sua candidatura disparando em vários segmentos.

Entre os mais pobres, aquelas pessoas que ganham até 2 salários mínimos, HADDAD avançou fortemente e está com 47%, contra 37% de Bolsonaro.

Crescendo forte

HADDAD subiu 7% na região norte, 4% na região Sul e já lidera entre os jovens, onde fez uma virada sensacional, na juventude de 16 a 24 anos ele subiu de 39% para 45% enquanto o miliciano caiu de 48% para 42%.

Até entre os mais ricos HADDAD cresceu fortemente, foram 8% da última pesquisa para esta divulgada ontem (25).

Entre as mulheres HADDAD virou

HADDAD conseguiu uma virada sensacional entre as mulheres com 42% contra  41% de Bolsonaro.

A reta final mostra uma campanha em festa e a outra agonizando

O resultado divulgado pelo Datafolha ainda coloca o ditador Bolsonaro na frente, mas os sinais de mudança são expressivos, a descoberta do escândalo das "FAKENEWS e do CAIXA 2" das milícias pró Bolsonaro fez sua campanha voltar para a UTI.

A fraude usada por Bolsonaro fez a Organização dos Estados Americanos (OEA) apontar seu métodos inescrupulosos como algo sem precedentes no mundo, ou seja, as eleições do primeiro turno foram fraudadas pela campanha do Bolsonaro com o uso criminoso de FAKENEWS pagas com CAIXA 2 (Leia mais AQUI).

Dados da pesquisa

O Datafolha entrevistou 9.173 eleitores em 341 cidades nos dias 24 e 25. O registro no TSE é BR-05743/2018.

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Valmir da Integral, ex-prefeito de Parauapebas, é condenado por nepotismo



Ação Popular é julgada procedente

O juiz Lauro Fontes Júnior, da Vara da Fazenda Pública e Execução Fiscal de Parauapebas, nos autos do Processo n°  0007065-71.2014.8.14.0040, condenou por nepotismo os réus  Valmir Queiroz Mariano, ex-prefeito de Parauapebas, e a sua filha,  Flávia Cristina Queiroz Mariano.

A sentença foi proferida no último dia 19/10/18 e publicada ontem (24).

O caso

Valmir da Integral foi acionado na justiça, em 15/07/2014, quando era prefeito de Parauapebas, devido a nomeação da sua própria filha para ser Coordenadora de Licitação e Contratos do Município, cargo sem natureza política, fato que afrontou o enunciado da Súmula Vinculante n° 13, do Supremo Tribunal Federal.

O juiz Lauro Fontes Júnior entendeu que a nomeação foi inconstitucional e também tipificada no ilícito do inciso I, artigo 4, da Lei 4717/65, por isso condenou os réus a devolverem aos cofres públicos as remunerações desembolsadas pelo município de Parauapebas em favor da filha do prefeito, Flávia Mariano.

A Ação Popular foi patrocinada pelo Dr. HELDER IGOR SOUSA GONÇALVES.


Veja a cópia da parte final da decisão


BRASIL: HADDAD cresce e diminui a diferença para apenas 5%

Com a margem de erro a diferença cai para apenas 1%

Haddad cresce na reta final e deve protagonizar a maior virada eleitoral da história brasileira, ainda tem 17% de votos indecisos/brancos e nulos

59% do nordestinos e 52% dos negros rejeitam Bolsonaro 


notice


Eleição emocionante na reta final - Haddad em alta, Bolsonaro em queda

A pesquisa CUT/Vox Populi divulgada hoje confirma o crescimento das intenções de voto no candidato Fernando Haddad (PT) e a queda do candidato de extrema direita, Jair Bolsonaro (PSL), que deu até entrevistas dizendo que estava com a faixa presidencial nas mãos. 

Mudança de voto

É visível que os eleitores estão mudando a intenção de voto ou voltando a ficar indecisos, exatamente como revelou o levantamento realizado pela CUT-Vox nos dias 16 e 17.

Cenário estimulado 

Na simulação estimulada, quando o entrevistador apresenta os nomes dos candidatos, Bolsonaro aparece com 44% das intenções de votos contra 39% de Haddad.

A diferença entre os dois candidatos caiu para 5%. 

Margem de erro e tendência de mudanças

Com a margem de erro (2,2%) e considerando a tendência de mudança que está desenhada, a diferença entre as intenções de voto em Haddad e Bolsonaro pode chegar a 1 ponto percentual (2,2% a menos para Bolsonaro e 2,2% a mais para Haddad).

Muitos votos indecisos

A pesquisa mostra também que 17% dos eleitores ainda estão indecisos. Desse total, 12% disseram que não vão votar em ninguém, vão votar em branco ou anular os votos. 

Outros 5% não sabem ou não quiseram responder. Os percentuais são exatamente iguais aos da pesquisa anterior.

Votos válidos

Os percentuais de votos válidos, excluídos os brancos, nulos, ninguém ou não sabem ou não responderam, também são idênticos aos da pesquisa anterior: 53% para Bolsonaro e 47% para Haddad.

Cenário espontâneo

A simulação espontânea, quando o entrevistador apenas pergunta em quem o eleitor vai votar, aponta Bolsonaro com 43% das intenções de votos contra 37% de Haddad, os mesmos percentuais do levantamento realizado nos dias 16 e 17.

Neste cenário, 13% disseram que não votarão em ninguém, votarão em branco ou anularão o voto e 7% não sabem ou não responderam. Na pesquisa anterior, os percentuais eram de 12% e 8%, respectivamente.

Nordeste dá ampla vitória para HADDAD

No cenário estimulado, o Nordeste, Região onde o candidato petista apresentou os maiores percentuais de intenção de voto durante toda a corrida presidencial, aumentou o número de eleitores que pretendem votar em Haddad: de 57% para 60%.

Os percentuais de intenção de voto em Haddad também cresceram entre os homens (de 35% para 37%), entre os maduros (de 37% para 41%); entre os eleitores que têm até o ensino fundamental (de 44% para 47%) e entre os que ganham até 2 salários mínimos (45% para 50%). 

Os percentuais de intenção de voto em Bolsonaro registraram queda de 27% para 25% na Região Nordeste, entre os homens - de 53% para 49% -; entre os maduros - de 48% para 43%.

Rejeição 41% a 40%

O percentual de rejeição a Fernando Haddad se manteve estável (41%). Já a rejeição a Bolsonaro aumentou 2% entre a pesquisa anterior e a rodada realizada nos dias 22 e 23 – de 38% para 40%.

O maior percentual de rejeição contra Bolsonaro foi registrado no Nordeste (59%). Já os eleitores do Sudeste e do Sul rejeitam mais Haddad, 48% em cada Região.

52% dos que se declararam negros e 42% dos pardos rejeitam Bolsonaro. Já entre os que se declararam brancos, o percentual de rejeição de Haddad sobe para 49%.

Dados da pesquisa

A pesquisa CUT-Vox Populi está registrada no TSE sob protocolo número BR-00709/2018. Foi realizada entre os dias 22 e 23 de outubro com 2.000 entrevistas em 121 municípios.


quarta-feira, 24 de outubro de 2018

IBOPE: HADDAD já virou em SÃO PAULO-SP, na maior cidade do Brasil, o candidato da democracia tem 51% dos votos válidos

O Brasil pode assistir a maior virada eleitoral da sua história - HADDAD cresceu e já faz o adversário tremer




HADDAD vira a eleição na capital paulista

Haddad, que foi prefeito de São Paulo, já supera seu adversário na capital paulista, ele já tem 51% dos votos válidos contra 49% do concorrente. (Relatório IBOPE - página 40) 

Considerando a margem de erro e avaliando que ela pode seguir a tendência verificada de crescimento do candidato HADDAD, a vantagem já pode ser maiso que 5%, tranquilamente. 

Na pesquisa anterior, Bolsonaro tinha 53% contra 47% de Haddad, ou seja, o jogo começou a virar e logo por São Paulo (Relatório IBOPE - página 37)

Dados da pesquisa IBOPE

A pesquisa foi realizada nos dias 20 a 23 de outubro de 2018.  Foram entrevistados 1512 votantes. Margem de erro é de 3%. Contratada por GLOBO COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S/A e S/A O ESTADO DE SÃO PAULO. Registro Eleitoral: Registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo Nº SP‐00150/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR‐06889/2018.

IBOPE: HADDAD pode virar contra o candidato das milícias e chacineiros - Na pesquisa espontânea a diferença caiu de 16% para 9%

O medo das milícias, dos grupos de extermínio, do crime e da ditadura começa a sinalizar para a derrota do Bolsonaro





A última pesquisa IBOPE começa a mostrar um cenário de virada em favor de HADDAD

A pesquisa IBOPE, analisada por dentro, já aponta para uma virada sensacional do candidato HADDAD contra as milícias bolsonarianas, evidenciando que o CAIXA 2 e o crime é que sustentavam a candidatura do adversário.

Sem mentiras, sem fakenews e sem caixa 2, Bolsonaro perderá no domingo.

Os votos válidos divulgados pela GLOBO diz pouco

A Globo, manipulando a informação, divulga com ênfase os votos válidos, onde a diferença caiu 4%. Mas a análise detalhada da pesquisa IBOPE mostra um cenário de grande mudança, em alguns segmentos, a exemplo dos evangélicos, HADDAD encurtou a diferença em cerca de 10%.

Voto espontâneo - a diferença pode ser de apenas 5% 

O quadro é de mudança, a maior parte dos cidadãos, o eleitor comum, começou a rever sua opção e no voto espontâneo a diferença caiu de 16% para 9%. Considerando a margem de erro, essa diferença pode ser de apenas 5%.

Voto com certeza

Já quando perguntado ao eleitor se votaria com certeza no candidato, a situação mostrou uma mudança também significativa, a diferença em favor do candidato das milícias, Bolsonaro, era de 13%, hoje é de apenas 6%, sendo que considerando a margem de erro, essa diferença pode ser de apenas 2%.




Dados da pesquisa

Pesquisa IBOPE com registro no TSE sob protocolo n° BR-07272/2018. A margem de erro é de 2%. A contratante é a GLOBO/Estadão. O período de realização foi de 21 a 23/10/18.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO PARÁ

TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO PARÁ
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

NOTA DE ESCLARECIMENTO


TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ (TCM-PA), em respeito à opinião pública, esclarece que, acerca das ações executadas, na data de hoje (23), por determinação do E. STJ, vinculados às Operações Timóteo e Nibelungo, que preservadas suas prerrogativas e jurisdição e consagrando a transparência pública, sempre colaborou com o Poder Judiciário e Ministério Público Federal, prestando informações e disponibilizando todos os documentos requeridos, para melhor esclarecimento dos fatos.

O Colegiado do TCM-PA espera ver elucidados todos os fatos sob investigação, ainda em fase de inquérito, tendo plena convicção da aplicação célere e escorreita da justiça pelo Superior Tribunal de Justiça, assegurado o contraditório e a ampla defesa do Membro desta Corte, quando o mesmo terá a oportunidade de apresentar esclarecimentos, no que confia na independência e fortalecimento das instituições e esferas de controle da administração pública brasileira.

Por fim, o TCM-PA informa que já acatou as determinações do STJ, adotando as providências administrativas sob sua responsabilidade.


TCM sofre devassa da PF por fraudes em contratos com a CFEM de Parauapebas

Valmir da Integral pagou R$ 41 milhões, Aloísio Chaves deu o parecer de "encomenda"

Valmir da Integral (ex-prefeito de Parauapebas,  Aloísio Chaves (TCM)
e Pazinato (advogado)

PF vai ao Tribunal de Contas 

A Polícia Federal faz uma operação no Tribunal de Contas dos Municípios do Pará, nesta terça-feira (23),  denominada "Operação Nibelungo", no âmbito da qual foi realizada uma ação de busca e apreensão no gabinete de Aloísio Chaves, responsável pelo parecer que autorizou o ex-prefeito de Parauapebas, Valmir da Integral,  a pagar cerca de R$ 41 milhões ao advogado Jáder Alberto Pazinato.

Aloísio Chaves recebeu cerca de R$ 2,8 milhões

Segundo investigação da PF, Aloisio Chaves recebeu cerca de R$ 2,8 milhões como parte do pagamento pelo parecer que aprovou um contrato fraudulento entre a prefeitura de Parauapebas e a quadrilha investigada na operação.

Os pagamentos para o conselheiro do TCM-PA foram realizados entre os anos de 2013 e 2015, no governo do ex-prefeito de Parauapebas, Valmir da Integral.

O "bom conselheiro" foi afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

FACEBOOK detona mais uma fraude pró-Bolsonaro - outro CAIXA 2

As páginas produtoras de "fakenews" pró Bolsonaro foram retiradas do ar, resta saber quem financia e financiou mais esse CAIXA 2 na maior fraude da história das eleições brasileiras






O CAIXA 2 DO BOLSONARO é um "posso sem fundo" (é assim que o filho do Bolsonaro escreve poço)
As milícias digitais tem um chefe, as milícias cariocas também, mais uma fraude pró-Bolsonaro foi desmascarada pelo FACEBOOK, 68 páginas e 43 contas formavam a maior rede de apoio ao candidato, foi retirada do ar e por fraude. 

As páginas foram removidas ontem (22), menos de uma semana do segundo turno das eleições brasileiras.


Todas as páginas eram administradas pelo grupo RFA - Raposo Fernandes Associados - elas violavam a política de autenticidade e spam, eram contas falsas, tiveram nos últimos 30 dias mais de 12 milhões de compartilhamento de conteúdo pró candidatura Bolsonaro, uma verdadeira fraude e abuso do poder econômico nas eleições de 2018.

O esquema criminoso do CAIXA 2 DO BOLSNARO já melou e deslegitimou as eleições brasileiras de 2018.

CAIXA 2 evidente 

A empresa tenta esconder a sua finalidade eleitoral, CAIXA 2 é escondido mesmo, o fato é que o grupo RFA que foi banido pelo Facebook administrava endereços bem conhecidos, exemplo da página "Apoio a Jair Bolsonaro".

As eleições de 2018, caso ainda se tenha algum resquício de LEI no Brasil, serão anuladas ou no mínimo a votação obtida pelo PSL, partido do Bolsonaro, em todo o país,  terá que ser invalidada.

É melhor "jair arrumando" um cabo e um soldado.

Perdeu, Capitão!

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

A milícia ligada ao Bolsonaro rouba até BÍBLIA pra fazer FAKENEWS

HADDAD denuncia deputado cearense que roubou Bíblia e celular pra fazer "fakenews", ele é do partido do Bolsonaro


"Bolsonaro é um chefe de milícias, seus filhos são milicianos" - Haddad




A linguagem é de um miliciano, a personalidade é de um miliciano, o ambiente familiar é de milícias

A personalidade de um indivíduo é estreitamente ligada ao processo de aquisição da linguagem, resultante dos estímulos recebidos do ambiente que vivem. 

Não há um ser vivo nesse país, dotado de um cérebro em funcionamento, que ainda não tenha se dado conta do que é uma milícia - basta ver o candidato a presidente do PSL e a sua família.

Evidente, o Brasil jamais se curvará a uma milícia, ainda mais ela tendo nome e sobrenome conhecidos!

PATRÍCIA MELO: A mulher, a jornalista que devastou a candidatura Bolsonaro

A candidatura BOLSONARO acabou, o que está no lugar é um FANTASMA, sustentado por uma organização criminosa que fraudou o primeiro turno das eleições brasileiras de 2018

PATRÍCIA MELO, ao provar o CAIXA 2 DO BOLSONARO, colocou uma espada de Dâmocles na cabeça do fascista e do próprio Tribunal Superior Eleitoral



Fincou uma espada na cabeça do Bolsonaro

A lenda da espada de Dâmocles é de 2400 anos atrás, envolve o rei Dionísio, na cidade grega de Siracusa, atual ilha da Sicília (Itália). Dionísio, um rei tirano e sanguinário, trocou de lugar com um dos seu bajuladores, apenas para demonstrar o risco que alguém corre quando busca o poder a qualquer custo: BOLSONARO não chegou lá, sua fraude e seu caixa 2 foi descoberto a tempo, ele queria o poder a qualquer custo, perdeu, a espada de Dâmocles agora está na sua cabeça, sustentada por um fiapo de cabelo, o Brasil deve isso a uma MULHER, a uma jornalista - PATRÍCIA MELO.

O esquema era fraudar pra encerrar a eleição no primeiro turno

O esquema de Caixa 2 do Bolsonaro, sustentado por uma verdadeira organização criminosa, ainda solta, estão todos soltos, tinha como objetivo liquidar a eleição no primeiro turno, mas deu errado, o NORDESTE não deixou, salvou o Brasil de ser vítima da maior e mais articulada FRAUDE ELEITORAL da nossa história, a organização criminosa foi flagrada na prática criminosa.

domingo, 21 de outubro de 2018

O CAIXA 2 DO BOLSONARO: Artistas cobram a presidente do TSE, Rosa Weber, sobre caixa 2 e fake news de Bolsonaro

Sônia Braga, Caetano Veloso e outros artistas fizeram vídeos cobrando posicionamento da ministra Rosa Weber após reportagem que revelou que fake news contra o PT são financiadas por empresários pró-Bolsonaro




Diversos artistas cobraram a presidenta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, nesta quinta-feira (18) sobre o esquema criminoso de caixa dois montado por empresários que apoiam o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) para espalhar fake news – notícias falsas – pelo Whatsapp contra Fernando Haddad e o PT. O cantor Caetano Veloso, a cantora Tereza Cristina, as atrizes Sônia Braga, Letícia Sabatella, Zezé Polessa, Sophie Charlote e o ator Vladmir Brichta, dentre outros, foram às redes sociais para pedir providências legais sobre o caso. 

"O filho do Bolsonaro mandou gravar dentro das cabines (de votação). Nada acontece. Depois ficou provado que o 'kit gay' era fake news. Ficou provado, mas nada acontece. Agora esse grande escândalo do Whatsapp. Senhora ministra, qual é a posição do TSE?", questiona Sônia Braga. "E então, ministra Rosa Weber, qual é a sua reação a esses escândalos de fake news e crimes eleitorais", cobra Caetano. 

"Criar fake news e espalhar através do Whatsapp para manipular a opinião pública, não constitui crime eleitoral?", pergunta Brichta. "Comprar fake news com dinheiro de caixa dois para ganhar a eleição é ato ilícito. Como cidadã desse país, senhora ministra Rosa Weber, eu espero uma resposta", cobra Zezé Polessa.

sábado, 20 de outubro de 2018

VOX POPULI: HADDAD encosta em Bolsonaro - diferença é de apenas 6% - A pesquisa foi realizada antes da descoberta do CAIXA 2 do Bolsonaro

Na reta final da eleição, Haddad encosta em Bolsonaro, aponta pesquisa CUT/Vox

Considerada a margem de erro da pesquisa (2,2%), bastam menos 2% dos votos para Bolsonaro e mais 2% para Haddad, para a diferença entre os candidatos checar a menos de 2%

ALEX CAPUANO/CUT

Escrito por: Marize Muniz -  Clique AQUI

Na reta final do segundo turno das eleições, cai a diferença entre as intenções de votos nos candidatos a presidente da República Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

É o que revela pesquisa CUT-Vox Populi realizada nos dias 16 e 17, antes das denúncias de caixa 2 na campanha de Bolsonaro, divulgada nesta sexta-feira (19) 

No cenário estimulado da pesquisa, Bolsonaro aparece com 44% das intenções de votos - 53% dos votos válidos, que exclui brancos/nulos e indecisos -; Haddad tem 39% - 47% dos válidos. 

Considerada a margem de erro da pesquisa (2,2%), bastam menos 2% dos votos para Bolsonaro e mais 2% para Haddad, para a diferença entre os candidatos checar a menos de 2%.

Neste cenário, o percentual dos que declararam que não vão votar em ninguém, vão votar em branco ou anular é de 12%. Outros 5% não sabem ou não responderam.




Haddad mantém a liderança na Região Nordeste, onde tem 57% das intenções de votos; entre as mulheres (42%), entre os eleitores com ensino fundamental (44%), e os quem ganham até 2 salários mínimos (45%).





Cenário espontâneo

Na simulação espontânea, Bolsonaro tem 43% das intenções de votos, 54% dos votos válidos, que exclui os brancos e nulos, contra 37% de Haddad, que alcança 46% dos votos válidos.

Neste cenário, 12% dos entrevistados declararam que não vão votar em ninguém, vão votar em branco ou anular. Outros 8% não souberam ou não quiseram responder.




O Nordeste é a Região onde Haddad tem mais intenção de votos do que seu adversário - 55% a 27%. O candidato do PT também é o mais votado entre as mulheres (39%), eleitores com até o ensino fundamental (42%) e entre os que ganham até 2 salários mínimos (43%).





Segundo a pesquisa CUT-Vox, 89% dos entrevistados estão decididos a votar e não pretendem mudar de ideia até o dia 28 de outubro. Outros, 8% dizem que podem mudar a intenção de voto e 3% não têm nada decidido ainda e pode mudar de ideia até amanhã.




Entre os que declararam voto em Haddad, 90% estão decididos e não pretendem mudar, 9% podem mudar e 2% não têm nada decidido ainda e podem mudar até amanhã. A região onde está mais consolidado o voto em Haddad é a Nordeste, onde 89% declararam que não vão mudar a intenção de votar no petista.

Entre os eleitores de Bolsonaro, 93% estão decididos e não vão mudar a intenção de votar no candidato de extrema direita. Outros 6% dizem que é uma possibilidade, mas ainda podem mudar e 1% não tem nada decidido. A região Sudeste é onde o voto em Bolsonaro está mais com solidado: 91% dos eleitores afirmaram que estão decididos a votar no candidato do PSL e que não vão mudar a intenção até o dia da eleição.

Metodologia

A pesquisa CUT-Vox Populi foi realizada nos dias 16 e 17 de outubro. Foram feitas 2.000 entrevistas, em 120 municípios, com pessoas com 16 anos ou mais, residente em áreas urbanas e rurais, de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior, de todos os estratos socioeconômico.

A margem de erro é de 2,2%, estimada em um intervalo de confiança de 95%.