terça-feira, 31 de julho de 2018

PV paraense veta aliança e mata a candidatura ao senado do ex-presidente da OAB/PA

No Maranhão, o PV é controlado pelo clã Sarney e no Pará é um puxadinho do PSDB/Jatene 




PV mata pretensões de Jarbas ao senado

O ex-presidente da OAB/PA, JARBAS VASCONCELOS, foi traído pela sua própria legenda, estava negociando a participação do PV numa coligação com PT/PCdoB e PHS, apoiando a candidatura do senador Paulo Rocha (PT) ao governo do Pará, Jarbas disputaria o senado juntamente com o atual deputado federal ZÉ GERALDO (PV).

Bem cotado

Segundo informações, JARBAS VASCONCELOS estava bem cotado em pesquisas qualitativas para consumo interno de alguns partidos, mas ficará sem espaço, caiu no engodo dos "ecologistas das verdinhas" do PV, o partido é uma legenda de aluguel da direita mais reacionária do Brasil, que de fato controla o partido e a "marca PV".

Partido estranho

Soa estranho que um partido, que tem na essência disputar eleições, resolva não disputar a principal delas, principalmente um "Partido Verde", aliás, um estranho Partido Verde (aqui)

O PV brasileiro resolveu ir por esse caminho, a estranha "estratégia" do PV tem um claro sentido "ecológico" - defender as "verdinhas" para seus dirigentes estaduais, a legenda é um exemplo daquilo que se conhece no Brasil por "legenda de aluguel", farsa e dissimulação programática, nada mais que isso.

Um reduto da direita no Maranhão, aqui e alhures

Um reduto da direita oligárquica mais desavergonhada que se pode ter notícias, o PV no Maranhão nem disfarça, a diminuta legenda é comandada por um dos herdeiros do "clã Sarney", o deputado José Adriano Cordeiro Sarney (aqui), filho do também "ecologista das verdinhas", José Sarney Filho, ministro do meio-ambiente de FHC (1999 a 2002) e do atual governo Temer.

No Pará

O PV paraense é um nada, mal disfarça que seja um antigo refém do projeto tucano, em 2018 tentava alçar vôo próprio com a candidatura JARBAS VASCONCELOS, mas a estratégia dos "ecologistas das verdinhas" podou as asas do ex-presidente da OAB/PA.

Pode não lhe parecer, no Grão-Pará e Maranhão, quem comanda o PV é a aliança Sarney/Jatene.

"Estelionato"

Tivesse o JARBAS VASCONCELOS optado pelo PCdoB ou PSOL, começaria sua carreira política/eleitoral sem esse tombo nas costas.

No Pará, sem qualquer dúvida, o PV, a exemplo de PSB e PPS, é caso de "estelionato partidário".

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Parauapebas: "Os dilemas de Marcelo" - por Léo Mendes

No mundo dos negócios [e da política] nunca
se obtém aquilo que se quer, mas sim aquilo que se negocia.
(Chester Karrass)


O ex-deputado Ulisses Guimarães gostava de afirmar que o “voto, e somente o voto, transforma homens públicos em homens de Estado”. Esta é uma lição que vem se mostrando de difícil aprendizagem para muitos dentre os que se apresentam como lideranças em Parauapebas!

Esse, me parece, é o caso de Marcelo Catalão, atualmente no DEM.

Todos, em nossa cidade, reconhecem o importante papel de “avalista político”, junto a empresários e fazendeiros, que Marcelo Catalão desempenhou quando da primeira eleição do prefeito Darci Lermen (na época, em 2004, pelo PT; atualmente, no MDB) e sua atuação, no início do primeiro mandato, à frente da SEFAZ!

Todos também reconhecem que ele teve dificuldades em assimilar a decisão do prefeito de afastá-lo daquela secretaria! E sua mágoa e reclusão mais lhe trouxeram obstáculos políticos que vantagens: inclusive, porque já naquele momento ficaram evidentes suas limitações com a “ars politica”, isto é, com as “coisas da política”.

Desde então, Marcelo Catalão, na maioria da vezes em que quis ou tentou enveredar-se pela política, o fez com constantes vacilações, indecisões! E, não raro, como frequentemente se fala no senadinho do Baixinho: “o cavalo lhe passou selado...!

Foi assim em 2008, quando poderia ter apresentado seu nome, ainda que com poucas chances. Mas, indubitavelmente, teria lhe aberto, já ali, um canal de contato com a população! Bem como, no pleito seguinte, em 2010, para qualquer das “deputâncias” (federal ou estadual).

Não o fez; deixando o espaço aberto pra Valmir Mariano!

Fez o mesmo em 2012! Fez que ia, acabou não indo: tornou-se “o que era sem nunca ter sido”, como a personagem Viúva Porcinha, da novela Roque Santero, de Dias Gomes, sucesso nos anos de 1980! E, de novo: “comeram-lhe a boia”, politicamente falando.

Já em 2014, depois de tantas indecisões, Catalão finalmente enveredou oficialmente na política: lançando-se a deputado federal, vendo nisso o trampolim para a candidatura a prefeito em 2016 como realmente o fez! Na primeira, com 22.236 votos, foi o mais votado em nossa cidade! Na segunda, para prefeito, com 16.276 votos, ficou em terceiro!

Entretanto, ao que parece, Marcelo Catalão não tomou a lição de Ulisses Guimarães, pois entre buscar as causas de sua derrota em suas indecisões e nas limitações de sua campanha, resolveu “culpar o povo” pela sua “não escolha”, anunciando aos quatro ventos que “mais uma vez abandonaria a política”!

Agora, outra vez, levado a reboque dos acontecimentos sobre os quais demonstra dificuldades de compreensão, vê-se compelido a montar às pressas palanque. E, todos se mostram unânimes, não pra si, mas para seus partido, seu candidato a governador Marcio Miranda! E, de novo, vacila, oscila, levado pelos seus dilemas de “não querer querendo, sem querer ser sendo”!

No entanto, a história, como a política, não perdoa! Em ambas, “a luta pode ser como lidar com uma rio ou com um cavalo. Se for rio, a correnteza lhe leva; se for cavalo, se pode montá-lo”! Esse é o seu dilema: a correnteza ou o arreio!

Evento do DEM/PSDB em SANTARÉM é a imagem da desolação, mostrando as dificuldades do governador JATENE/PSDB em arranjar aliados no interior do Pará


Os rostos cansados e desanimados evidenciam as dificuldades
 da coligação DEM/PSDB no interior do Pará

FOTO - Blog do Patrocínio - Leia mais AQUI

Desanimados 

No evento realizado, na última sexta-feira (27), para o lançamento da candidatura de Márcio Miranda, a imagem do palanque mostra um contagiante e indisfarçável desânimo.

Maior colégio eleitoral

SANTARÉM é a maior cidade do interior do Pará, é governada pelo DEM, o prefeito é NÉLIO AGUIAR, do mesmo partido do pré-candidato MÁRCIO MIRANDA, pois bem, na PÉROLA DO TAPAJÓS é onde o DEM tem mais dificuldades, no maior colégio eleitoral do interior do Pará o partido resolveu apoiar o ex-ministro HÉLDER, principal adversário do PSDB e do Márcio Miranda. 

Dividiu

O DEM está dividido em todo o Pará, criando a inusitada situação em que o seu candidato não tem o apoio de boa parte dos seus correligionários, é o que fica evidente.

Rachou mais do que se previa

Fica evidente que a base do governo JATENE rachou, está muito mais dividida que o previsto, mostrando que o esforço do governador em favor de um nome que não seja o dele próprio ou de alguém da sua família é apenas "protocolar".

Já são 4 partidos (PSD, PSDC, PSC e PRB) que abandonaram a coligação do governador JATENE, tudo indica que o número pode aumentar. 

domingo, 29 de julho de 2018

FESTIVAL LULA LIVRE: uma multidão lota a Lapa no Rio de Janeiro em defesa da DEMOCRACIA, para desespero do corrupto Poder Judiciário brasileiro

FESTIVAL LULA LIVRE escancara para o mundo o fascismo do corrupto e lavajateiro Poder Judiciário do Brasil




Uma multidão faz a festa da democracia e escancara o fascismo do corrupto Poder Judiciário brasileiro

A mais linda festa que LULA poderia receber de presente, os maiores nomes da MPB cantaram pela sua LIBERDADE e em defesa da DEMOCRACIA brasileira que foi sequestrada por um poder judiciário minúsculo, corrupto e a serviço da REDE GLOBO e do PSDB.

O corrupto e lavajateiro Poder Judiciário brasileiro teve que ouvir os dois ícones da MPB cantando um hino contra a censura, contra o fascismo e contra as forças anti-democráticas




Sem poder gravar, Lula enviou ontem uma carta em que agradece os artistas pela ação nos tempos mais difíceis do país.

Confira na íntegra a carta de Lula:

"Queridos artistas, estudantes, trabalhadores, meus queridos amigos reunidos nesse sábado. Eu só posso agradecer a solidariedade de vocês.

Quantas vezes, quando a sociedade calou diante de barbaridades, foram os nossos músicos, escritores, cineastas, atores, dramaturgos, dançarinos, artistas plásticos, cantores e poetas que vieram lembrar que amanhã há de ser outro dia?

Que ousaram acreditar em esperanças equilibristas e em flores vencendo canhões. Que se rebelaram contra o "Cale-se!" imposto pela censura, gritando que era proibido proibir.

Que disseram que o povo da favela só quer ser feliz e andar com tranquilidade e consciência. Que denunciaram o sofrimento de quem sai do nordeste expulso não pela seca, mas pela miséria e ganância dos coronéis.

Ou que era expulso de sua casa e vê ela ser demolida para passar "o progresso" que não inclui o trabalhador, como cantou Adoniran. Os que sempre estiveram onde o povo está, e que agora, nesta que é mais uma página infeliz da nossa história, se juntam novamente ao povo brasileiro para soltar a voz em nome da liberdade.

Onde querem silêncio, seguiremos cantando.

Vocês não sabem quantas vezes a música, os livros, a arte, tem me ajudado a atravessar essa provação, que não é maior que a de tantos pais e mães de família brasileiros que hoje não sabem como irão trazer comida para casa. É em nome deles que não podemos desanimar jamais

Porque a gente ainda vai festejar, e muito. A alegria, a liberdade e a justiça de um povo que não tem medo e que não se entrega não.

Muito obrigado pelo carinho de vocês."

Luiz Inácio Lula da Silva

sábado, 28 de julho de 2018

Festival LULA LIVRE - AO VIVO

MÍDIA NINJA AO VIVO: Festival Lula Livre


FLÁVIO DINO lidera no Maranhão e faz a maior convenção da história do estado, no Pará, o péssimo governo JATENE perde aliados para o ex-ministro HELDER

FLÁVIO DINO reuniu 15 partidos na Coligação Todos Pelo Maranhão: PCdoB, PDT, PP, PPS, PROS, PSB, PT, PTB, PR, PRB, DEM, PEN, PTC, Solidariedade e PPL

[Convenção confirma Flávio Dino ao governo com apoio de 15 partidos]
FLÁVIO DINO faz a maior convenção da história
do MARANHÃO - Leia mais AQUI


Governou bem e ampliou a aliança 

Nas eleições de 2014 foram 9 partidos que apoiaram FLÁVIO DINO na sua vitoriosa campanha contra o famigerado "clã Sarney", agora, devido ao sucesso do trabalho do governador a quantidade legendas foi ampliada para 15, são elas: PCdoB, PDT, PP, PPS, PROS, PSB, PT, PTB, PR, PRB, DEM, PEN, PTC, Solidariedade e PPL, neste sábado (28), fizeram a maior convenção registrada na história do estado.

A aliança é com todos os setores da população maranhense

A chapa de FLÁVIO DINO tem como vice-governador Carlos Brandão (PRB) e os deputados os deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) como candidatos ao Senado. 

Lula

O governador Flávio Dino, que foi juiz federal e aprovado em primeiro lugar no concurso, fez uma defesa enfática do direito de LULA concorrer à Presidência da República: “Todos nós que estamos aqui defendemos a Justiça, eleições justas. E para ter eleição justa no Brasil, para cada um poder votar em quem quiser, é fundamental que a gente diga Lula Livre, para ter democracia no país”.

No Pará, deu preguiça...

Enquanto FLÁVIO DINO lidera as pesquisas eleitorais, tem um governo muito bem avaliado pela população do seu estado, a situação é muito diferente no Pará, aqui JATENE capenga, sustentado por um judiciário corrupto e pela afiliada da Rede Globo de Televisão, mas a verdade é que ele anda com uma preguiça tão grande em ajudar "seus aliados" que já fez 4 partidos da sua base pularem fora da camuflada coligação que pretende impor o projeto de continuidade tucana em solo paraense.

O PSD, PSDC, PRB e PSC já anunciaram apoio ao ex-ministro HELDER, o principal adversário dos tucanos no Pará.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

ARNALDO ANTUNES: FESTIVAL LULA LIVRE





HELDER ganha o apoio de 4 partidos da base de JATENE - PSD, PRB, PSC e PSDC



Helder ganha apoio de 4 partidos da base de Jatene

O desgaste de Jatene tem afugentado os partidos da sua base, alguns até pretendem continuar apoiando (pero no mucho) o governo, mas na hora de apoio eleitoral em 2018 já anunciam que pularão do barco.


Dos 15 partidos que estiveram com Jatene para a sua reeleição, 4 já avisaram ao governador que dessa vez não subirão no seu palanque, são eles: PSD, PRB, PSC e PSDC.

A situação não está boa para JATENE, até arranjar um vice para sua chapa governista anda meio difícil.

HELDER sai na frente, ganha preciosos minutos na TV e mais apoio pelo interior do estado, onde pretende abrir uma grande vantagem ainda no primeiro turno.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Autofagia tripla - por Léo Mendes


A lei da selva é traiçoeira, surpresa.
Hoje você é o predador, amanhã é a presa.
(Racionais MC's)


O ex-governador do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, Leonel Brizola, costumava dizer que a “política adora a traição; mas, detesta o traidor”

Foi esta imagem que me veio à mente quando li sobre a situação do PSD/Pará no excelente Blog do Branco (aqui), a qual reproduzo a parte acerca da autofágica situação em Parauapebas, ei-la: "O que [for] definido em Belém não mudará os direcionamentos do PSD parauapebense. Os seus principais pré-candidatos ao parlamento estadual, Gesmar Costa e Valmir Mariano, estarão no palanque de Márcio Miranda, abraçados ao autofagismo que os espera (...)”.

Sem entrar no mérito da discussão política estadual, pois entendo, em tempos de “fundo partidário”, a hierarquia partidária prevalecerá, levando os interesses estaduais "a rodo" sobre os municipais, o que me faz crer, diferentemente do citado blog, que o PSD/Pará penderá para Helder Barbalho (MDB); limitando-me a Parauapebas, partilho de sua opinião: trata-se de “autofagia” – triplamente qualificada!

Explico. 

Em primeiro lugar, o lançamento da candidatura de Valmir Mariano, ainda que eu não conheça a vida interna do PSD-Parauapebas, parece-me mais destinada a subtrair que somar, vez que que o dito partido não dispõe de estrutura política e/ou financeira para bancar duas candidaturas ao parlamento estadual no município, de modo que, acredito, uma “parasitará” a outra, perderão ambas!

Em segundo lugar, sempre lembrando que observo à distância as disputas internas do citado partido em nossa cidade, me parece que a decisão de Valmir Mariano em lançar-se à Assembleia Estadual tem como alvo justamente o mandato de Gesmar Costa, impedindo-o de se consolidar como principal liderança partidária em nossa região e, por “força da gravidade eleitoral”, alçar voos mais altos, talvez se cacifando para a disputa municipal de 2020. Realçando-se que por gosto, experiência e personalidade este (Gesmar) mostra-se mais agregador que aquele (Valmir)!

Por fim, em terceiro lugar, ao lançar-se em contraposição ao já deputado estadual Gesmar Costa, o ex-prefeito Valmir Mariano amplia a autofagia partidária, abrindo espaço para outros nomes, de dentro e/ou de fora do PSD, para trilhar a larga avenida político-eleitoral aberta para candidaturas a deputado federal, inclusive em dobradinha com o mesmo Gesmar Costa, agora e, com grandes possibilidades, em 2020!

De resto, à guisa de conclusão, do texto e não do problema, fique claro, me parece que Valmir Mariano e aqueles que lhe cercam resolveram “jogar todos os seus dados” apostando alto no chamado recall eleitoral do ex-prefeito, desconsiderando os demais aspectos de uma disputa eleitoral como esta, pois, os lances de 2018, inexoravelmente, refletirão em 2020!

E, em nossa humilde opinião, como já reconhecemos, não apenas nossa: a autofagia pessedista parauapebense lhe será desastrosa

Diz antigo ditado popular: “quem tudo quer, nada ganha”!

VOZ DO POVO: LULA 41% e o resto apenas 29% - LULA vence a eleição presidencial no primeiro turno





Mesmo mantido como preso político há mais de 100 dias na sede da Polícia Federal, em Curitiba, e atacado ferozmente por setores do Judiciário e da mídia, o ex-presidente Lula continua imbatível e seria eleito no primeiro turno se as eleições fossem hoje, de acordo com pesquisa CUT/Vox Populi, realizada entre os dias 18 e 20 de julho.

Ao contrário do que os opositores sonharam, Lula segue na liderança e nem mesmo as manobras políticas e jurídicas para mantê-lo preso abalaram as intenções de votos no ex-presidente.

É o que comprovou a pesquisa, inclusive nas simulações de segundo turno, onde Lula também derrotaria qualquer adversário por ampla margem de votos.

Pesquisa estimulada

No cenário estimulado, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados, as intenções de voto em Lula aumentaram para 41% contra 39% registrado em maio.

Já a soma de todos os outros adversários alcançou 29%, segundo a pesquisa CUT/Vox Populi, divulgada nesta quinta-feira (26).

No segundo lugar, com praticamente um terço das intenções de votos de Lula, está o deputado Jair Bolsonaro (PSL), que se manteve com 12%; seguido por Ciro Gomes (PDT), que alcançou 5%. Marina Silva (Rede) caiu de 6% para 4%, empatando com Geraldo Alckmin (PSDB), que também registrou apenas 4%.

Manuela D’Ávila (PC do B) e Álvaro Dias (Podemos) têm cada um 1% das intenções de votos. Os entrevistados que disseram que irão votar em outros candidatos atingiu 2%. O percentual dos que não vão votar em ninguém, brancos e nulos totalizou 18% e não sabem ou não responderam, 12%.




Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, Lula segue na liderança de todas as pesquisas eleitorais porque os brasileiros sentem saudade de seu governo e não esquecem como a vida era melhor quando ele era presidente do Brasil.

O ex-presidente Lula, lembra Vagner, fez a economia crescer e ainda distribuiu renda, gerou mais de 20 milhões de empregos sem alterar uma vírgula a CLT, tirou milhões de brasileiros da fome e da miséria e proporcionou a maior inclusão social e educacional da história, com a ampliação do acesso de milhões de brasileiros e brasileiras às universidades.

“Com o golpe, praticamente 80 mil alunos deixaram de ingressar no ensino superior privado neste ano por causa da crise. Já são quase 14 milhões de desempregados, fora os mais de 27 milhões de subempregados, que poderiam estar trabalhando, mas não há vaga no mercado de trabalho”, critica Vagner, ao destacar que as pessoas voltaram a passar fome no País e milhares de famílias estão endividadas e sem esperança.

“O povo sabe que a vida era melhor com Lula e tem a consciência de que ele é o mais preparado para tirar o Brasil da crise provocada por Temer e seus aliados golpistas, por isso ele é continua sendo o preferido pelo povo.”

Nordeste inteiro está com Lula

No Nordeste, a saudade de Lula é ainda maior e ele continua sendo imbatível e o mais querido pelo povo da Região.

O ex-presidente tem 58% das intenções de votos entre os nordestinos contra os 8% alcançado por Ciro, seguido por Bolsonaro, com 7%. Alckmin aparece com 3% e Marina caiu de 6% para 2%. Os demais não pontuaram.

Aumentam as intenções de votos no Sul

No Sul, aumentou de 31% para 34% as intenções de voto em Lula. Em segundo lugar aparece Bolsonaro, com 19%, seguido por Álvaro Dias, que caiu de 10% para 5%, empatando com Ciro Gomes (5%). Marina e Alckmin também aparecem empatados com 4% cada. Manuela tem 1% e outros 4%.

No Sudeste, Lula tem 33% das intenções de voto contra 12% de Bolsonaro. O candidato tucano, Geraldo Alckmin, apesar de governar São Paulo por quase 14 anos, aparece com apenas 6% das intenções de votos na Região. Marina tem 4%; Ciro 2%; Manuela e Álvaro Dias 1% cada; e outros 3%. O percentual dos que não vão votar em ninguém, brancos e nulos atingiu o maior índice no Sudeste, sendo a opção de 25% dos entrevistados.

Centro-Oeste também está com Lula

No Centro-Oeste e Norte, Lula também é o preferido pelo eleitorado e tem 39% das intenções de votos. Em segundo lugar aparece Bolsonaro com 17%, seguido por Marina (8%); Ciro (6%); Alckmin (2%); Álvaro Dias (1%); e outros (1%).

Cenário espontâneo

Na pesquisa espontânea, Lula também está bem na frente dos demais candidatos.

O ex-presidente passou de 34% para 37% das intenções de votos. Bolsonaro se manteve em segundo lugar, com 10%; Ciro tem 3%; Alckmin caiu de 3% para 2% e segue empatado com Marina Silva (2%) e com o ex-presidente FHC, citado por 2% dos entrevistados.

Joaquim Barbosa, Sergio Moro, Aécio Neves, Eduardo Jorge e Álvaro Dias aparecem com 1% das intenções de voto cada.

Os que disseram que vão votar em outros candidatos alcançaram 3%. Ninguém, brancos e nulos 18% e não sabem ou não responderam 18%.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, Lula derrotaria todos os adversários com tranquilidade.

O ex-presidente tem 50% das intenções de votos contra 16% de Bolsonaro (em maio Lula tinha 47% e Bolsonaro 16%).

Lula também ganharia com folga da candidata da rede com 50% dos votos contra 12% de Marina (em maio o placar era de 45% contra 14%).

Contra Ciro, o resultado é semelhante. Lula tem 50% das intenções de voto e o candidato do PDT apenas 11%.

Já quando o adversário é Alckmin, o ex-presidente Lula passa dos 50% para 52% das intenções de votos contra apenas 10% do candidato tucano (em maio, Lula tinha 47% contra 11% de Alckmin).

A pesquisa CUT/Vox Populi foi realizada com brasileiros de mais de 16 anos, residentes em áreas urbanas e rurais, de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior, de todos os estratos socioeconômicos.

Foram ouvidas 2000 pessoas, em entrevistas feitas em 121 municípios. Estratificação por cotas de sexo, idade, escolaridade e renda. A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

PSD decide apoiar HELDER ao governo do Pará



PSD fecha com HELDER

A Convenção do PSD Pará, realizada hoje (25), confirmou o apoio do partido ao pré-candidato HELDER (MDB).

Deputados da base de Jatene e de Temer

A ampla maioria dos membros do PSD mostrou que não procedia as informações que Jatene tinha controle do partido no Pará, o governador conseguiu apenas os 4 votos dos deputados, 3 estaduais  e um federal, contra os 12 votos a favor de Helder.

Quase todos os diretórios municipais preferem Helder

As informações internas são que a imensa maioria dos diretórios municipais consultados pela direção estadual do PSD foram favoráveis ao apoio do partido para o pré-candidato do MDB, o ex-ministro Helder. 

Isolamento

O resultado da convenção do PSD mostrou um isolamento dos deputados estaduais e do ex-presidente Joaquim Passarinho, fato que poderá ter consequências para a reeleição deles.

Evidente, os deputados estaduais do partido preferiram manter seus laços com o desgastado governador Jatene, para quem tem base eleitoral no Tapajós, Carajás e Marajó isso é quase um suicídio em outubro.

PSD no Pará

O partido tem 3  deputados estaduais - Coronel Neil, Gesmar Costa (Parauapebas) e Júnior Ferrari; 2 deputados federais - Eder Mauro e Joaquim Passarinho.

O PSD elegeu 7 prefeitos nas eleições municipais de 2016, nas seguintes cidades: Breu Branco, São Francisco do Pará, Marituba, Terra Santa, Afuá, Ourilândia do Norte e Bagre. O partido também elegeu 115 vereadores espalhados por 73 municípios no estado.

"O inimigo é TEMER, o inimigo é o PSDB, o inimigo é esse poder judiciário nojento e partidarizado..."




A luta política não se faz pedindo licença - por Gustavo Conde

Insisto: a gente superestima demais a nossa elite golpista. Eles estão assustados. Não entendem como Lula pode ser assim tão forte. Não aceitam, não toleram, não codificam. Eles miam de horror com o próprio beco sem saída que construíram para si, nos raros espasmos de lucidez que lhes acometem o sono (ou: Lula está nos pesadelos dessa gente, com um assustador tesão de 20).

Nós temos que ir para cima. Em todos os sentidos: retóricos, políticos, físicos e teatrais. Um adversário com medo é uma grande delícia. Eles tremem, cometem um erro depois do outro, hesitam, fogem.

Eu fico um pouco indignado quando leio 'comentários paralisantes' do tipo: "a esquerda está cometendo erros", "a esquerda tem que se unir", " a esquerda tem que fazer uma autocrítica". Francamente. Parece frustração conjugal com cifras de ressentimento.

A hora é de luta. Fazer reflexão política a essa altura do campeonato? Faça o favor. A reflexão é bem-vinda se tiver um mínimo de coragem e dicção atrevida. Se parar para pensar, até na luta discursiva, o inimigo lhe crava a adaga.

Tem também que identificar o inimigo com maior precisão. Quem é o inimigo agora? A esquerda que tem que fazer autocrítica? A política liberal de Dilma Rousseff? Por favor. Isso é suicídio.

O inimigo - que não é mais um 'adversário', mas um 'inimigo' na acepção máxima da palavra - precisa ser identificado e as nossas energias precisam estar todas concentradas em seu sufocamento, sem trégua, sem piedade.

Luta política de verdade é isso, não é esse biscoitinho civilizatório que o poder instituído sempre quer impor para livrar a própria cara. O inimigo é o PSDB. O inimigo é Temer. O inimigo é esse poder judiciário nojento e partidarizado que vem provocando mortes no país com sua omissão escandalosa.

A tinta vermelha jogada hoje no STF é essa luta digna, que não se intimida com regras de etiqueta social propaladas pelos guardiões da violência controlada e institucional. É o sangue transfigurado que esfrega na cara e no chão do STF o quão covardes eles têm sido.

Esse inimigos mesquinhos e medíocres estão morrendo de medo. O medo fica evidente quando eles falam, quando eles dão entrevistas, negando, negaciando, mastigando as palavras e os sentidos. Basta dessa mediocridade.

O combate frontal com os agentes do golpe precisa ser organizado em nossos espíritos. A verdade lateja em nossos sentidos. Os exemplos de coragem pulsam no martírio do crime praticado contra o país.

"Uma Dilma soberana, enfrentando seus algozes, saindo de pé e favorita a voltar consagrada ao congresso, como uma guerreira mítica"? Quem tem uma narrativa assim para chamar de sua?

Nós. Nós temos. Nós temos essa narrativa e muitas outras mais. Nós não podemos nos subestimar a nós mesmos. Nós não podemos superestimar esse 'outro' covarde e golpista que não dá um passo sem portar o medo aterrorizante do desmascaramento e da vergonha.

A luta política não se faz pedindo licença.

terça-feira, 24 de julho de 2018

PSB anuncia apoio ao pré-candidato MÁRCIO MIRANDA

Presidente do PSB no Pará, Cássio Andrade, sacramenta apoio ao
pré-candidato Márcio Miranda (DEM)

Convenção do PSB

No último dia 23 de julho, foi realizada a convenção estadual do PSB, o ato foi na Câmara Municipal de Belém, o vice-prefeito de Parauapebas, SÉRGIO BALDUÍNO participou do evento.

PSB vai com Márcio Miranda

O PSB confirmou o apoio da sigla ao pré-candidato MÁRCIO MIRANDA (DEM) para governador do Pará. 

O nome de CÁSSIO ANDRADE, presidente estadual do partido, foi lançado à Assembleia Legislativa, juntamente como mais dezenove postulantes.

O atual deputado estadual, Sidney Rosa, foi confirmado como candidato ao Senado. 

A força do PSB no Pará

O PSB elegeu 2 deputados estaduais em 2014, Sidney Rosa e Cássio Andrade.

Nas eleições municipais de 2016, o PSB elegeu os prefeitos de 2 municípios paraenses, Vitória do Xingu e Garrafão do Norte. Foram eleitos 80 vereadores espalhados por 59 municípios do estado.
_________________________
Obs: Na página do PSB a informação é que CÁSSIO ANDRADE será candidato a deputado estadual, mas na sua página pessoal ele confirma que é candidato a deputado federal.

MARANHÃO: LULA tem 66% para presidente e FLÁVIO DINO alcança 60% para governador

Com 60% para FLÁVIO DINO o eleitor maranhense quer por uma "pá de cal" na oligarquia SARNEY




"Pá de cal"

Em 2014, ainda no primeiro turno, com 63,52% dos votos válidos, Flávio Dino (PCdoB) conseguiu derrotar a mais longeva oligarquia da política brasileira, a família SARNEY, que reinava no Maranhão. 

Agora, em 2018, FLÁVIO DINO aplicará mais  uma "surra de votos" na família SARNEY, segundo a pesquisa JP/EXATA, o governador vencerá a eleição no primeiro turno, com 60% das intenções de votos, a segunda colocada é Roseana Sarney, ela tem apenas 31%.

FLÁVIO DINO e o sucesso do seu governo, aprovado por 62% dos maranhenses, pode por uma "pá de cal" na oligarquia SARNEY.

Segue o líder - LULA

Para presidente a vantagem de LULA é avassaladora, o maio líder da história brasileira,  é o líder isolado na corrida ao Palácio do Planalto, ele tem 66% dos votos válidos, o segundo colocado tem apenas 13%.

Dados da pesquisa

A pesquisa Exata/JP foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número MA-06768/2018, foram ouvidos 1.404 eleitores de todas as regiões do Maranhão, entre os dias 15 e 20 de julho. A margem de erro é de 3,2 pontos.


segunda-feira, 23 de julho de 2018

O voto de Parauapebas para deputado estadual - o eleitor prefere "prata da casa"





Deputado estadual - como foi a votação em Parauapebas nas eleições de 2014

Na última eleição para deputado estadual, realizada em 2014, Parauapebas teve 73.774 votos válidos no município.

10 candidatos residentes em Parauapebas ficaram com 66,12% dos votos locais, ou seja, sobrou apenas cerca de 33% para dividir entre os demais 640 postulantes. 

60 candidatos tiveram apenas 1 voto

379 candidatos a deputado estadual tiveram votação no município de Parauapebas, 60 deles não passaram de 1 voto. 

O campeão de votos é da casa

O grande campeão de votos em Parauapebas para deputado estadual nas eleições de 2014 foi o Gesmar (PSD),  ele obteve incríveis 20.137 votos, o equivalente a 24,58% do total dos votos válidos. 

Coutinho (MDB) foi o segundo mais votado em Parauapebas, teve 8.126 votos ou 9,92%. 

Em terceiro ficou a Irmã Luzinete com 6.542 votos, 7,99%. 

Em quarto lugar a vereadora Eliene Soares com 4.841 votos ou 5,91% e em quinto lugar veio a então vice-prefeita ÂNGELA, com 3.955 votos ou 4,83%. 

Outros nomes da cidade com boa votação

Zé Rinaldo (PSDB) teve  3.602 votos; Zezinho ficou 2.799; Flávio Veras teve 2.294 votos e Sérgio da Ana Gráfica 1.409 votos.

Os forasteiros tem dificuldades

Em 2014, Parauapebas não deu mole pra candidato de fora do município, para ter idéia o mais votado deles foi DIRCEU TEN CATEN (PT), obtendo apenas 1.438 sufrágios ou 1,76% dos votos válidos, JOÃO CHAMON (PMDB), pai do Chamonzinho,  ficou com apenas 497 votos, ou 0,6% do total.

Em 2018

Parauapebas terá mais candidatos em 2018 que em 2014, nas rodas de "bate-papo" rapidamente se chega a 15 nomes postulando uma vaga de deputado na Assembléia Estadual. 

Será que a escrita das eleições anteriores será mantida, ou seja, os "forasteiros" não terão chances, o eleitor optará por nomes da política local? Há quem diga que essa "tradição" será rompida.

MINAS GERAIS: LULA assombra os golpistas e já vence no primeiro turno com bastante folga



Oh, Minas Gerais

O Instituto Doxa (não é o do Pará) fez uma pesquisa eleitoral para presidente da república, registro no TSE-TRE/MG 08013/2018, segundo a colunista do jornal "O Tempo" não há outra palavra para definir o resultado - ASSOMBROSO.

LULA, segundo a jornalista, lidera com 41%, sendo que todos os seus adversários somados alcançam apenas 31%, ou seja, LULA já vence em Minas Gerais no primeiro turno, com folga de 10% sobre "o resto".

Esclarecendo

Há quem diga que essa vantagem do LULA já pode ser maior, pois realizada no fatídico domingo em que o Desembargador FAVRETO enfrentou a máfia togada do Poder Judiciário brasileiro e sua criminosa trupe lavajateira, mostrando que LULA é um preso politico, vítima de sequestro por parte da banda podre do judiciário brasileiro.

Outros institutos apontam que a vantagem de LULA só vem crescendo.

domingo, 22 de julho de 2018

RIO GRANDE DO NORTE: LULA lidera com 56% e senadora Fátima Bezerra (PT) ganha para o governo em todos os cenários

No Nordeste é a vez e a hora do PT, o partido sob a liderança do presidente LULA lidera a disputa e pode ganhar o governo em 5 dos 9 estados


Com apoio de LULA, Fátima Bezerra é a favorita para vencer
 no Rio Grande do Norte


No Rio Grande do Norte

A senadora Fátima Bezerra (PT) lidera as intenções de voto para governadora do Rio Grande do Norte, segundo levantamento Ibope/Tribuna do Norte, realizada entre os dias 14 de 17 de julho. Ela está com 31% na pesquisa estimulada, seguida pelo ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), em segundo com 15%, e pelo atual governador, Robinson Faria (PSD), na terceira colocação, com 9%, segundo informações da Tribuna do Norte. O Ibope entrevistou 812 eleitores.

O presidente LULA dispara na frente




Na mesma pesquisa, LULA mostra sua força eleitoral e o motivo de ter sido preso pelo corrupto Poder Judiciário brasileiro e seus juízes lavajateiros do PSDB, mas parece que a farsa está sendo de uma inutilidade só, o povo quer LULA.

Nordeste irradia para o BRASIL

O nordeste é a resistência contra o GOLPE DOS CANALHAS de togas e de gravatas do Poder Judiciário brasileiro, associados à GLOBO e ao PSDB, hoje, na região, o PT venceria a eleição em 5 dos 9 estados, além de apoiar o PCdoB no Maranhão e o MDB em Alagoas.

No Ceará, o atual governador Camilo Santana (PT) é o favorito. No Piauí, o atual governador Wellington Dias (PT) lidera e vence no primeiro turno. Na Bahia, Rui Costa (PT) também deve vencer com folga. 

No Pernambuco, Marília Arraes, com apoio de LULA se torna um nome imbatível e no Rio Grande do Norte a senadora Fátima Bezerra vai consolidando sua vantagem sobre os adversários.

sábado, 21 de julho de 2018

Conheça os eixos temáticos do PLANO LULA de governo, saiu do jeito que o POVO quer - "Fim dos privilégios do corrupto Poder Judiciário e revogação das medidas do governo Temer"

Enquanto a velha política do PSDB reedita sua asquerosa aliança com o "centrão", as forças populares e progressistas estão com o presidente LULA e lançam os CINCO EIXOS TEMÁTICOS do PLANO LULA para governar o Brasil e rumo à vitória em 2018 



A base do plano de governo de LULA - "O Brasil que o POVO quer"

Começou pra valer

As convenções partidárias iniciaram, mas o povo não quer nem saber dos figurantes, seja do PDT, PSB ou mesmo do meliante Bolsonaro, o jogo pra valer será disputado entre LULA/POVO contra a velha política do PSDB e o seu "centrão", dessa vez, eles juntaram os juízes lavajateiros, numa "acunhalada" associação com o corrupto Poder Judiciário brasileiro, todos eles unidos em torno do protegido "SANTO DA ODEBRECHT", também conhecido pela alcunha de Geraldo Alckmin, um dos "chefões" do PSDB de São Paulo.

Isolados, pero no mucho - ódio e confusão

Ciro e Bolsonaro foram isolados, pero no mucho, ainda restam algumas tarefas para eles.

Para CIRO, sua missão é dividir o campo progressista, quando o certo ao PDT seria retirar sua candidatura e intervir nos diretórios regionais para apoiar LULA e a retomada da democracia, mas o "cearense de Pindamonhangaba" prefere o ocaso de "Cabo Anselmo".

Ao marginal BOLSONARO cabe incitar o ódio e tentar intimidar a sociedade com o uso da violência das milícias fardadas que vicejam dentro do estado brasileiro, também será derrotado, aliás, já está derrotado, o ódio nunca vence.

Baixe os cinco eixos temáticos do Plano Lula de Governo 2018 (LEIA no WWW.LULA.COM.BR)

A Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores aprovou por unanimidade, nesta sexta-feira (20), os cinco eixos temáticos e as ideias-força do “PlanoLula de Governo 2018 – Brasil Feliz de Novo”, na sede do partido em São Paulo.

Foram apresentadas cinco diretrizes que vão nortear a estruturação do programa de governo que será registrado no dia 15 de agosto em Brasília junto com a candidatura de Lula. "Dia 29 nós fechamos o texto e se tiver alguma pendência volta na convenção do partido", informa Fernando Haddad, coordenador do programa de governo.

Os eixos centrais são sustentados pela experiência e legado dos dois governos de Lula – defesa da democracia, garantia de direitos, inserção do povo no Orçamento da União – porém, nesse novo momento, apresentam avanços nas propostas.

O plano de governo de Luiz Inácio Lula da Silva para a Presidência da República em 2018 é um exemplo de novas iniciativas na política, com transparência e participação popular. Ainda em 2017 foi lançada a plataforma “O Brasil que o Povo Quer”, recebendo propostas e gerando discussão com pessoas de todo o Brasil por meio de uma plataforma digital.

Em 2018, sob a coordenação-geral de Fernando Haddad, o plano tem sido desenvolvido em debates com especialistas representantes de diversos segmentos da sociedade civil. Também participam da elaboração Sergio Gabrielli (coordenador-geral-executivo), os ex-ministros Ricardo Berzoini (coordenador de finanças), Luiz Dulci e Gilberto Carvalho, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, além de Renato Simões e Márcio Pochmann, da Fundação Perseu Abramo. Assim como solicitou o próprio ex-presidente Lula, o plano deve ser “ousado”, representando os verdadeiros anseios da população.

Para a presidente do PT, Gleisi Hoffman, o programa de governo apresentado nesta sexta (20), é o mais avançado que o partido fez desde 1989. “Ele (o programa) é um reflexo do processo de elaboração de propostas para o Brasil. Governamos o país, vimos o que é possível e o que não é. Esse programa complementa e avança tudo que fizemos até agora”, avalia."

quinta-feira, 19 de julho de 2018

PARAUAPEBAS: IMPRESSÕES À DISTÂNCIA - por Léo Mendes






Parauapebas: impressões da distância

O valor das coisas não está no tempo que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas
 inexplicáveis e pessoas incomparáveis.


O filósofo alemão Friedrich Nietzsche, numa de suas mais simbólicas metáforas, afirmava que a “altura do voo da águia tornava sua visão mais ampla”, talvez, “melhor”. Não me arvoro águia, tampouco filósofo; mas, entendo que “o olhar à distância” nos permite uma observação mais racional ou, pelo menos, menos suscetível a nossos desejos e expectativas!

Assim, me senti em recente visita a Parauapebas, depois de quase 4 anos! 

Conheci a “capital do ferro” em princípios dos anos 90! Então, recém emancipada e em plena efervescência do “boom mineral”, espalhava-se em sua população a “febre do ferro” representada pela crença nos “400 anos de exploração e riqueza”: era o devaneio da grandeza infinita e inesgotável!

Essa ideologia, propagada pela megalomania de seu primeiro prefeito, Faisal Salmen, foi reforçada, nos meados daquela década, pelo marketing da “big sister” VALE (CVRD), privatizada em maio de 1997, como mecanismo de aceitação, pela sociedade parauapebense, da nova situação: Parauapebas estava condenada à grandeza... e ela seria praticamente eterna: 400 anos!

Nos anos que residi em Parauapebas, entre fins de 2006 e início de 2015, o “devaneio mineratório inesgotável” se esvaecia, pois, como nos lembrou Karl Marx, “tudo que é sólido se desmancha no ar”. A VALE se tornara onipresente, a cidade dependia cada vez mais de seus investimentos; mas, as “commodities minerais” começavam a declinar nos mercados mundiais!

A realidade batia-nos à porta; mas, poucos quiseram vê-la! A cidade dependia demais da VALE e de “seu ferro”! Alguns, como foi o caso do ex-secretário municipal de Cultura, Claudio Feitosa, clamavam para a urgência de se buscar uma nova matriz econômica, ou mais de uma, ainda que em caráter complementar! Mas, apesar de seus esforços, muito se falou, nada se fez!

Agora, já em fins da segunda década do século XXI, e depois de quase 4 anos de distância, estive em Parauapebas: ver família e amigos; sentar-me no “senadinho do Baixinho”, “momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”; encontros, reencontros, ausências”!

Desta feita, entretanto, a realidade pareceu-me “bater às portas” de modo mais agudo e estridente na forma de crise visível e profunda: em todas as partes, em todos os cantos da cidade os efeitos do esgotamento de um ciclo estava evidente! 

E, embora eu não tenha o dom da síntese, e, muitas vezes, quando me lanço a escrever, sofra de seu oposto, ser “prolixo”, isto é, demasiado extenso nas palavras e explicações, dessa vez posso resumir numa palavras as impressões que a distância me trouxe: DESALENTO!