quinta-feira, 31 de agosto de 2017

BRASIL - O LULA tinha acabado com essas imagens, mas o desemprego de Temer e Lava Jato/PSDB assombram o Brasil



Imagem do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro já alcançou 1,3 milhão de desempregados, o que corresponde a 15% da população do estado, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Essa é uma das piores crises de emprego que o Rio já enfrentou.

Com DILMA

Antes do golpe da Lava Jato/PSDB e Temer, no segundo trimestre de 2014, a taxa de desemprego era de 6,4%, menos da metade que o índice registrado agora pelo IBGE no Estado do Rio de Janeiro, o número atinge o absurdo de 15,6% da população. 

Queda

Segundo o IBGE, das 27 Unidades da Federação, só o Rio e Pernambuco tiveram aumento na taxa de desocupação, mas o que ocorre em todo o Brasil é que as pessoas cansaram e estão desistindo de procurar e não uma queda real no desemprego.

Lava Jato/PSDB e Temer fazem o desemprego explodir no Brasil

No Brasil, em 2014, antes do GOLPE da Lava Jato/PSDB e Temer a taxa média anual de desemprego foi de apenas 6,8%, hoje está em 13%


15 milhões de lares com as famílias desempregadas, o legado da Lava Jato/PSDB e Temer




Um conluio contra o Brasil

No Brasil já são 15 milhões de lares com todos os membros da família desempregados, filas se formam por toda parte, pessoas pobres e humildes tem suas vidas em total insegurança alimentar, graças a aliança da casta do judiciário brasileiro, representada por Sérgio Moro, com o PSDB de Aécio Neves e o traidor Michel Temer.

A quarta derrota eleitoral do PSDB para o PT de LULA, em 2014, uniu setores conservadores da sociedade, iniciaram uma verdadeira destruição do emprego, das empresas e dos direitos dos trabalhadores mais pobres do Brasil.

Amigo de Moro, suspeito de tráfico de influência e cobrar propina, também foi à estreia de filme da Lava Jato

Destruíram o Brasil e foram ao cinema, ainda levam o amigo ZUCOLOTTO 




Amigo é amigo

O advogado Carlos Zucolotto também foi visto na estreia do filme da Lava Jato em Curitiba, nesta semana. 

O amigo é acusado de cobrar propina por vantagens na Lava Jato

O amigo pessoal de Sergio Moro é acusado por Rodrigo Tacla Duran, réu por lavagem de dinheiro e organização criminosa, de ter intermediado um acordo de delação com procuradores de Curitiba. 

Pagamento em espécie

Em troca, Zucolotto teria pedido que o pagamento dos honorários fosse feito "por fora", para que o dinheiro fosse repassado às pessoas que ajudaram na negociação nos bastidores.


quarta-feira, 30 de agosto de 2017

DESEMPREGO: Veja o que SÉRGIO MORO, AÉCIO NEVES e TEMER fizeram com o Brasil


O depoimento de quem não consegue trabalhar


CHARGE DO FRED - EU VEJO FLORES EM VOCÊ



Cafeína discute delação que atinge amigo de Sergio Moro - Ao Vivo


Partido Frente Favela Brasil comunica ao TSE que obteve registro civil





Integrantes do Partido Frente Favela Brasil, em fase de criação, comunicaram nesta quarta-feira (30) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que a legenda obteve registro no cartório de registro civil, uma das condições para a formação de partido político pela legislação. Agora o próximo passo da sigla é tentar obter, no período de dois anos, caráter nacional para o registro de seu estatuto no TSE.

Pelo artigo 10º da Resolução TSE nº 23.465/2015, que disciplina a criação, a organização, a fusão, a incorporação e a extinção de partidos políticos, o requerimento do registro de partido político em formação, dirigido ao cartório competente do Registro Civil das Pessoas Jurídicas da Capital Federal, deve ser subscrito pelos seus fundadores, em número nunca inferior a 101, com domicílio eleitoral em, no mínimo, um terço dos estados e acompanhado de uma série de documentos.

Após protocolar no TSE a comunicação de que o partido obteve o registro civil da legenda, o presidente do Partido Frente Favela Brasil, Wanderson Maia, informou que a sigla reuniu “a documentação necessária de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), os dados das pessoas que vão compor o diretório nacional do partido, o diretório estadual e toda a questão mais burocrática. Foram esses os documentos que demos entrada, hoje, no TSE”.


Parauapebas poderá ter mais cursos superiores, inclusive na área de saúde





No ministério da educação

No último dia 24/08, acompanhado do reitor da UFRA, Darci Lermen esteve em Brasília, no ministério da educação, defendendo um projeto de ampliação dos cursos superiores ofertados no município.

As expectativas são boas, seriam os primeiros passos para a UFRA ampliar sua atuação no município, o foco do prefeito é a área de ensino da saúde.

Curso de Medicina

Há quem aposte, era um sonho distante, pode ter novidades em breve. 

O prefeito pede cautela a sua equipe, não alardear tanto, pois tem gente ligado ao governo Jatene, em Parauapebas, que faz de tudo pra atrasar o município.

Ministro Helder Barbalho 

“Estamos trabalhando para viabilizar mais oportunidades aos jovens paraenses, sobretudo nas áreas de saúde, uma demanda latente no estado. Esta parceria com o Ministério da Educação nos faz vislumbrar a possibilidade, de que em futuro próximo, esta importante iniciativa seja concretizada”, ressaltou o ministro da Integração, Helder Barbalho.

Darci Lermen

Depois da reunião em Brasília, com a presença  do reitor da UFRA, do ministro Helder Barbalho e do ministro da educação, o prefeito de Parauapebas não escondia a sua satisfação com o assunto e com os encaminhamentos adotados pelos ministros, visando contemplar Parauapebas: “Esta é a realização de um projeto que vem sendo planejado há bastante tempo. Agora é hora de trabalharmos intensamente para avançarmos neste projeto e colocar em prática tudo aquilo que sonhamos para os nossos jovens”, enfatizou Darci Lermen.

Parauapebas: Precatórios devem aguardar julgamento no STF sobre sua vinculação ao FUNDEB

STF e TCM vetam pagamento dos precatórios aos professores

O Supremo Tribunal Federal suspendeu o bloqueio e autorizou o município de Fortaleza-CE a utilizar os recursos sem vinculação ao FUNDEB




STF liberou a utilização dos recursos sem a vinculação

O sindicato dos professores do município de Fortaleza-CE tinha uma decisão judicial para receber os precatórios, mas em 10 de outubro de 2016 tudo mudou, a presidente do STF, Ministra Carmen Lúcia, deferiu um pedido na SL-1050, suspendendo o julgado e liberando a utilização dos recursos sem vinculação ao Fundef/Fundeb, beneficiando o município de Fortaleza.

Tribunais de Contas não autorizam

Os Tribunais de Contas recomendam que os municípios aguardem o desfecho da SL-1050, tramitando no STF, sob pena dos gestores (prefeitos) que vincularem os recursos ao Fundef/Fundeb terem suas contas reprovadas e ainda responderem por improbidade administrativa.

Parauapebas

O prefeito municipal de Parauapebas, Darci Lermen, já tinha alinhado um acordo com o Sintepp, mas diante dos obstáculos jurídicos impostos pela decisão do STF e pelo posicionamento dos Tribunais de Contas, terá que aguardar a decisão final do STF.

SINTEPP

O Sintepp também entrou num beco sem saída, mobilizou a categoria, gerou uma expectativa grande sobre os recursos, agora terá que rever sua estratégia, embora nem tudo esteja perdido, mas as palavras da Ministra Cármen Lúcia, na Suspensão de Liminar 1050/CE, são preocupantes e acende um sinal amarelo para os professores:

"A validade dessa afirmação não pode ser aferida de forma exauriente na presente suspensão de liminar, por demandar aquilatado exame probatório e incursão sobre o tema de fundo tratado na ação civil pública em questão, mas sugere a presença de plausibilidade na argumentação de que os recursos oriundos da execução de sentença possam ter natureza de ressarcimento, pelo que ingressariam na disponibilidade financeira do município de modo desvinculado". (Carmén Lúcia)


Leia no próprio STF - clique AQUI

terça-feira, 29 de agosto de 2017

As UNIVERSIDADES FEDERAIS podem parar em todo o Brasil, governo cortou os recursos previstos





UFOPA pode fechar, por falta de recursos

No Pará, a UFOPA, Universidade Federal do Oeste do Pará estaria à beira de um colapso, segundo noticia o Blog Uruatapera (AQUI).

Dos cerca de R$ 55 milhões previsto no orçamento, o Ministério da Educação bloqueou boa parte, a situação é crítica, pois a UFOPA tem que se virar com cerca de R$ 8 milhões até o fim do anos, mas tem despesas previstas em torno dos R$ 29 milhões.

Para 2018 a situação será ainda mais difícil, lamentam os dirigentes da UFOPA.


Caso Moro x Zucolotto: juiz não deixa testemunhar o advogado que acusa seu amigo de cobrar "propina"

Comunidade jurídica estranha Sergio Moro negar pedido para ouvir advogado que delatou seu melhor amigo - zUCOLOTTO




Quem não deve, não...

Os advogados de defesa do ex-presidente Lula solicitaram ao juiz Sergio Moro que ouvisse o ex-advogado da Odebrecht, Rodrigo Tacla Durán, que delatou o advogado Zucolotto, o melhor amigo de Moro.

Taclán acusou Durán de oferecer redução de multa em troca de dinheiro.

Sergio Moro, ao contrário de sua postura em relação a todos os outros delatores, aos quais sempre deu ouvidos, se recusou a ouvir Durán.

Urgente: MORO e o amigo ZUCOLOTTO pode ser alvo de CPI no Congresso

Moro diz que amigo foi contratado para tirar cópia do processo

Zucolotto, o acusado, também foi sócio da esposa do juiz Sérgio Moro


Resultado de imagem para MORO E ZUCOLOTO



Relação de MORO com advogado pode melar a LAVA JATO, seu amigo e padrinho de casamento é acusado de "negociar benefícios" na operação

O deputado Wadih Damous (PT-RJ), em vídeo distribuído nas redes sociais, informou que articulará esta semana uma CPI para investigar o juiz Sérgio Moro no Congresso.

O fato concreto para pedir a instalação da comissão de investigação é a entrevista do advogado Rodrigo Tacla Duran, revelou que o advogado trabalhista Carlos Zucolotto Junior, padrinho de casamento de Moro, intermediou negociações paralelas dele com a força-tarefa lava jato.

Estranha defesa

"Causa profunda estranheza que o juiz Sérgio Moro assuma a defesa enfática de Zucolotto. Causa espécie que o juiz tenha entrado em contato direto com o amigo para enviar uma resposta à Folha de São Paulo", comenta o deputado, que diz ainda que os fatos "põem sob suspeita toda a operação Lava jato".

Leia a íntegra da nota:

Os fatos relatados por Duran são de extrema gravidade

1- Pelo relato, resta incontestável que Moro e Zucolotto são compadres e amigos íntimos e que Zucolotto é ex-sócio da Rosangela Moro (muito estranho ela ter saído do escritório em 2016 quando começaram as primeiras denúncias);

2- De acordo, ainda, com o relato, Zucolotto praticou crimes de tráfico de influência, tráfico internacional de influência, fraude processual e obstrução à Justiça. Se verdadeiros os fatos, Moro e os procuradores seriam cúmplices e por isso precisam ser investigados;

3- Causa profunda estranheza que o juiz Sérgio Moro assuma a defesa enfática de Zucolotto. Causa espécie que o juiz tenha entrado em contato direto com o amigo para enviar uma resposta à Folha de São Paulo.

4- Os procuradores não deram qualquer explicação até o momento;

5- Duran, na verdade, é um doleiro. Por que teria relações com o Zucolotto? Moro diz que ele foi contratado para tirar cópia de um processo. Soa estranho dizer que um doleiro contrata alguém em Curitiba para tirar cópia de processo

6- Moro rejeitou a denúncia que o MPF apresentou contra o Duran;

7- Lula foi condenado por Moro com base na palavra de um criminoso e delator informal - que sequer prestou o compromisso de dizer a verdade.

Em síntese, Moro e os procuradores confinaram diversos acusados na cadeia. Caso se lhes aplique o método que eles mesmos criaram de acusar e julgar, deveriam ser presos imediatamente. Entendo que o Ministério Público, não o do Paraná, por óbvio, e o Congresso Nacional devem investigar esses fatos. Eles põem sob suspeita toda a operação Lava jato.

Wadih Damous - deputado federal e ex-presidente da OAB

O povo do nordeste faz romaria para LULA, os adversários ladram para a caravana que passa

Lula: O sertão virou um mar de gente

Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:




A um velho brizolista é, talvez, mais fácil entender o que se passa em relação a Lula que a muitos petistas.

Estamos acostumados ao que eu chamava de “cenas de brizolismo explicito”, como temos agora as de “lulismo explícito”

Damos de ombros à crítica de que isso é populismo, porque sabemos contra o que este nome é usado.

Como não somos regidos pelo “o que sai no jornal”.

Porque o jornal é “deles”.

Sim, digam que somos simplórios, que temos um “nós” e “eles”.

Não sai na imprensa, claro, ou sai torcido, explorando migalhas: um contratempo aqui, a presença de estruturas públicas presentes ali – ter proteção policial em jogo de futebol ou show de música é legítimo, não é? – mas os videos e as imagens não mentem.

A caravana de Lula pelo Nordeste ganha ares de procissão.

A luzes dos “flashes” dos celulares ganham cores de velas acesas de esperança.

Outras luzes, as de alarme, acenderam-se nos salões.

Onde não creem na profecia de Gláuber Rocha: “mais fortes são os poderes do povo”

O “vale-tudo” vai atingir proporções inimagináveis. Ou melhor, imagináveis para que viu coisas como aquelas do “O Fim do Brasil” do grupo que patrocina aquele site de extrema direita do qual não se pronuncia o nome aqui.

Por isso a um velho brizolista é mais fácil entender.

Porque aprendeu que não são virtudes vagas que estão na balança, mas o próprio reconhecer-se do povo.

Por isso as elites – poucos – e os elitistas – muitos – não entendem que não é a um herói que abraçam, agarram, beliscam, beijam, amassam em seus braços.

Abraçam, agarram, beliscam, beijam, amassam a si mesmos, tomados pela sensação – muito mais do que pela compreensão racional – de que existem, de que não têm mais que viver escondidos na floresta ou no sertão, como bichos.

Não são bichos, são gente, como eu ou você.

Que quer ser tão importante como qualquer um, até mesmo um pouco menos, talvez, por enquanto.

Mas que quer existir, como descobriu que existia.

Para desespero dos adversários, o nordeste se levanta com Lula - veja em Mossoró/RN - ontem 28/08

A Caravana da Cidadania com LULA levanta uma multidão em Mossoró/RN


Sérgio Moro e Zucolotto: Com amigo e padrinho de casamento acusado de vender vantagens na operação, juiz já fala em acabar a lava jato agora em outubro

Explodiu: o amigo e padrinho de casamento de Moro é alvo de graves acusações, o juiz e os membros da Lava Jato esperneiam, gritam, xingam e não explicam as denúncias


Resultado de imagem para MORO E ZUCOLOTO



Saiu da Folha, até ela não consegue mais esconder as falcatruas da Lava Lato

O caso Zucolotto, amigo e padrinho de casamento de Sérgio Moro, explodiu a LAVA JATO, até a Folha de São Paulo parece que perdeu a fé na "república de kutitiba", leia seguir trechos do jornal paulista, ligado ao PSDB:

"Mensageiro do caos O advogado Rodrigo Tacla Durán pediu para adiar seu depoimento à Comissão de Segurança Pública da Câmara para 26 de outubro. Ele promete mostrar aos deputados provas do que vem dizendo.

Que se come frio Os novos relatos de Durán fizeram políticos que foram alvo de delatores da Lava Jato afirmarem que o “feitiço de Sergio Moro virou contra o feiticeiro”. O juiz responsável pela operação em Curitiba diz que as acusações do advogado são “absolutamente falsas”.

Mais um crime de pistolagem sob Jatene, professor que fiscalizava governo municipal é assassinado em Igarapé Acu

Ele fiscalizava o governo do delegado de polícia, Ronaldo Lopes, prefeito de Igaraé Açu, mas foi executado a tiros no último domingo (27)





Professor assassinado

O Professor de sociologia, Paulo Henrique Souza Silva, foi assassinado a tiros no último domingo (27), em Igarapé Açu/PA, na frente de casa, sendo atingido por 4 disparos.

Paulo Henrique fiscalizava a a administração do prefeito da cidade, o ex-delegado de polícia Ronaldo Lopes Oliveira, aliado do governador Jatene e do deputado Wladimir Costa, aquele que tatuou o nome de Temer no ombro.

Prefeito impediu posse no Conselho

O delegado de polícia e prefeito de Igarapé Açu estava inconformado com o Paulo Henrique, a situação ficou ainda mais tensa nesse mês de agosto, em virtude da composição do Conselho Municipal de Saúde.

O professor foi eleito para o Conselho Municipal de Saúde, mas o delegado de polícia e prefeito não deixou a vítima tomar posse no órgão de fiscalização, nomeando por decreto uma outra diretoria (aqui).

O delegado de polícia é acusado de improbidade

Antes de se eleger prefeito, o delegado Ronaldo Oliveira havia sido alvo do Ministério Público estadual, acusado de abuso de autoridade: depois de uma ação local contra narcotraficantes, deixou de encaminhar os inquéritos à Justiça, resultando na anulação do trabalho.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Delação atinge SÉRGIO MORO e procuradores da LAVA JATO

Folha de São Paulo diz que advogado teria provas contra ZUCOLOTTO, o amigo e padrinho de casamento de Sérgio Moro, acusado de negociar vantagens em delações na Lava Jato

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, afirmou que a relação do juiz Sergio Moro com o advogado Carlos Zucolotto Junior deveria ser interpretada como crime de obstrução de Justiça e “com prisão preventiva decretada

prova contra moro 2

Delatado, Sergio Moro gostaria de ser julgado por Sergio Moro?

Diante da reportagem da jornalista Mônica Bergamo publicada neste domingo (27/8) na Folha de S.Paulo, em que se aponta possível tráfico de influência e suposta compra de vantagens em negociações na esfera da “lava jato”, uma questão hipotética se coloca. Em situações como essa, o acusado Sérgio Moro gostaria de ser julgado pelo juiz Sérgio Moro?

O exercício especulativo foi proposto logo pela manhã em um grupo de discussão do WhatsApp, pelo criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido pelo apelido Kakay.


MÍSSIL DA CORÉIA DO NORTE CAUSA PÂNICO NO JAPÃO

Trump provoca a Coréia do Norte com sanções, país responde com míssil balístico sobre o Japão




Leia tudo no Sputniknews

AMAZONAS: Eleições, candidatos recebem um sonoro NÃO

43,46% dos eleitores disseram não aos candidatos Amazonino Mendes e Eduardo Braga

O futuro governador tampão teve apenas 33,47% do total de eleitores aptos a votarem no Amazonas



Não, não e não

O segundo turno da eleição suplementar do Estado do Amazonas foi realizada ontem (27), quem venceu foi a indignação popular,  1.016.635 eleitores arranjaram um modo de dizer NÃO aos candidatos Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB).

O estado tem 2.338.886 eleitores, mas 603.914 nem às urnas foram, preferiram ficar em casa ou arranjaram algo pra fazer. Outros 342.280 eleitores anularam seus votos, mostrando total desconfiança em relação aos dois candidatos. Teve ainda  70.441 eleitores que preferiam apertar a tecla na cor branco.

O antigo do antigo

Ao fim, o Amazonas elegeu Amazonino Mendes (PDT) para ocupar o cargo de governador até a o final de 2018. O candidato recebeu 59,21% dos votos válidos - o que corresponde a 782.933 votos - enquanto seu adversário, Eduardo Braga (PMDB), ficou com 40,79% - 539.318 votos.

A diplomação será no próximo dia 2 de outubro.

Parauapebas: Disputa pra deputado estadual será acirrada




Deputado estadual

A disputa por uma vaga na Assembléia Estadual do Pará promete muitas emoções em Parauapebas, vários nomes aparecem, mas quatro deles estão em destaque: Marcelo Catalão, Chamonzinho, Valmir Mariano e Gesmar Rosa, nessa ordem, segundo os números mostrados ao Blog, o primeiro é Marcelo Catalão, com cerca de 15%, os demais beirando os 10%, um pouco pra lá e um pouco pra cá.

A disputa será acirrada.

Chamonzinho

O ex-prefeito de Curionópolis, cidade vizinha a Parauapebas, Chamonzinho (PMDB), para muitos tido como um estranho na capital do minério, o rapaz não está liderando, vem em segundo, logo atrás de Marcelo Catalão, mas parece ser uma questão de tempo.

O "estrangeiro"

Com os números, surpreendeu que pela primeira vez um "estrangeiro" ameaça de fato ser o mais votado no município de Parauapebas, algo que a cidade não tem mais lembrança de ter ocorrido um dia.

Valmir Mariano 

O ex-prefeito de Parauapebas, Valmir Mariano, é outro que aparece bem cotado junto ao eleitorado local. O prefeito ainda está no PSD, mas há notícias que logo mudará de legenda.

Parauapebas pode ficar sem deputado de novo

Com o quinto maior colégio eleitoral do Pará, o município de Parauapebas tem 152.223 eleitores, mas pode conseguir algo que é quase impossível, ficar sem representante na Assembléia Estadual, ou seja, sem deputado estadual.

Potencial

O município tem potencial para eleger 2 deputados estaduais com relativa facilidade, até 3 seria possível, mas o fato é que com a entrada de Chamonzinho no eleitorado local, a eleição de nomes identificados com a cidade ficará mais difícil.

domingo, 27 de agosto de 2017

BOMBA: Advogado, amigo e compadre de casamento do "juiz" SÉRGIO MORO é acusado de vender favores na LAVA JATO

Acusado de vender delação na Lava jato foi sócio da mulher de Sérgio Moro em escritório

Juiz emitiu uma patética nota tentando refutar as graves acusações ao seu amigo e compadre




Fernando Brito pergunta ao MORO

"A matéria da Folha, assinada por Monica Bergamo, dizendo que o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran, atualmente na Espanha, acusa o advogado trabalhista Carlos Zucolotto Junior, amigo e padrinho de casamento do juiz Sergio Moro de ter pedido R$ 5 milhões para “melhorar” – ou seja, reduzir – sua condenação e a multa de R$ 15 milhões.

Moro reagiu dizendo que acha “”lamentável que a palavra de um acusado foragido da Justiça brasileira seja utilizada para levantar suspeitas infundadas sobre a atuação da Justiça”.

Mas Doutor, o senhor não acaba de usar a “a palavra de um acusado, réu, condenado” para condenar Lula pela “propriedade” de um apartamento que ninguém tem provas de que é dele?

Não seria assim, para usar a expressão “cognição sumária” que o senhor tanto aprecia, inverosssímil que o tal Zuccoloto, seu habitué, padrinho de casamento, integrante de um escritório de que sua mulher também foi sócia, tenha sido, como o senhor admite, contratado para uma simples ” extração de cópias de processo de execução fiscal por pessoa talvez ligada a Rodrigo Tacla Duran em razão do sobrenome (Flávia Tacla Duran) e por valores módicos”? Ou seja, para tirar xerox?"



LULA: Caravana da Cidadania é um sucesso e em instantes estará em Campina Grande-PB

Uma das maiores cidades do interior do nordeste, CAMPINA GRANDE-PB, está em festa esperando o presidente LULA 


A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto


Lula na Paraíba

O presidente LULA arrasta uma multidão por onde passa no nordeste, ele já está na Paraíba, hoje é a vez de Campina Grande, uma das maiores cidades do nordeste, centro universitário e cultural.

Programação cultural

Apresentações Culturais Caravana da Cidadania com LULA em Campina Grande

1 - Canário e Caboclo
2 - Edivânia Aguiar
3 - Toninho Borbo
4 - Rimael
5 - Companhia Livre de Dança e Expressões Culturais de Fagundes
6 - Tirinete grupo de coco
7 - Eusébio
8 - Carlos Perê
9 - Zé Calixto (encerramento


video

sábado, 26 de agosto de 2017

Brasil e seu poder judiciário - um exemplo que não serve para a Suécia. O rabo abanando o cachorro

Nada traduz melhor esse momento do Brasil do que a bagunça que é o seu poder judiciário


CHARGE DO FRED


O rabo não cansa de abanar o cachorro

Um juiz de primeira instância do judiciário federal do Rio de Janeiro entrou em batalha contra um juiz de última instância, isso mesmo, ele manda prender toda vez que o ministro do STF manda soltar.

O rapaz togado do Rio, uma espécie de réplica barbada de outro togado do Paraná, encontrou a forma de também ficar famoso.

Instituições delirando

Desequilíbrio, ativismo e busca de holofotes, fura teto, palestras na APAE/CBF e prêmios da Rede Globo: o Brasil tem um poder judiciário indigno do seu povo e incompatível com um ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.

Degeneração

Tudo virou um delírio, uma bagunça, talvez TEMER seja o de menos grave, pra se ter ideia do grau de degeneração que atingiu a República Federativa do Brasil.

O Brasil

Eles devem pensar que a população brasileira aprova as suas condutas, embriagados que estão pelos holofotes de uma imprensa igualmente degenerada, liderada pela Rede Globo.

Definitivamente, o Brasil não merece essa gente!

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

LULA: Caravana da Cidadania em Recife/PE


Uma multidão recebe LULA e a CARAVANA DA CIDADANIA em Recife/PE




Lava Jato atuou à margem da lei: entrevista com Marcelo Auler


O rio Parauapebas seca, mas foi em Minas Gerais que a justiça barrou a captação de água para a mineradora VALE




Exemplo de Minas Gerais

O município de Santa Bárbara-MG resolveu enfrentar a insaciável sede da mineradora VALE, que atua nessa cidade mineira pelas mãos da SAMARCO.

Conama

Segundo o Conama, a declaração de que o empreendimento está ou não de Conformidade com a Lei de Uso e Ocupação do Solo do Município, nos termos art. 10, § 1º, da Resolução nº 237/97, deve ser emitida pelo prefeito municipal e é imprescindível ao licenciamento ambiental, mesmo que tal licenciamento esteja sob a alçada do governo estadual.

A empresa da VALE quis obrigar 

A SAMARCO/VALE ingressou com uma ação tentando obrigar o município de Santa Bárbara-MA a emitir uma "declaração de conformidade" a ser emitida pelo chefe do executivo local, com a finalidade de instruir o licenciamento ambiental junto ao governo estadual de Minas Gerais, o que permitiria a captação de água na bacia do PETI.

O prefeito disse não

O prefeito de Santa Bárbara-MG não emitiu a declaração como exigia a SAMARCO/VALE.

Com base no Decreto Municipal n.º 2438/2013 o prefeito bateu o pé, mesmo para as outorgas já concedidas pelo governo do estado de MG, exigiu novas condicionantes a serem cumpridas pela VALE, para emitir a "declaração de conformidade".

Toda poderosa

A mineradora foi a justiça, recorreu ao Tribunal de Justiça, mas o município foi ao Supremo Tribunal Federal e impôs uma derrota à poderosa VALE.

Renca - Reserva Nacional de Cobre e Seus Associados - A demarcação é esta

CHARGE DO FRED


Ao extinguir a Reserva Nacional, TEMER endossa práticas de genocídio contra indígenas e destruição da biodiversidade na amazônia brasileira.

O governo do ilegítimo Michel Temer desencadeia mais um ataque à amazônia brasileira, dessa vez a vítima é a Renca (Reserva Nacional de Cobre e Seus Associados), uma área rica em OURO, COBRE e outros metais preciosos que fica entre o Pará e o Amapá, são 46.450 quilômetros quadrados, um território maior que o da Dinamarca. 

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

O jogo da LAVA JATO para destruir o Brasil, sua economia e suas instituições

"Ela precisa continuar ocupando a opinião pública como um exército estrangeiro ocupa um país inimigo. Se ela atacar o sistema bancário nacional, fá-lo-a para abri-lo aos grandes bancos norte-americanos. Os membros do Instituto Wilson, think tank da CIA em Washington, onde as estrelas do nosso judiciário (Sergio Moro, ministros do STF) e da PGR (Janot) tem sido constantemente recebidas, devem ter ficado animados. É muito bom para ser verdade, pensam eles." 

Escrito por , Postado em ArpeggioLava-Jato


É tudo extremamente previsível. Operação nascida da Lava Jato vaza à grande imprensa delação que atinge Gleise Hoffmann, presidenta do PT, no dia em que o Brasil poderia estar digerindo e tentando entender o surto de hiperação privatista do governo Temer. A delação é capa no site da Folha nesta manhã de quinta-feira.

O vazamento é ilegal, acontece antes da delação ser homologada, antes sequer de se inventar às pressas qualquer prova (como os “bilhetinhos” e as “planilhas” que a Lava Jato costuma produzir, oportunamente), mas o país e suas instituições estão anestesiados. A lei que vale para uns não vale para os procuradores e delegados envolvidos nas operações. Ninguém mais se manifesta contra esse tipo de vazamento político. Os ministros de um STF há tempos controlado por Gilmar Mendes, e “ocupados” militarmente pela Globo, só falariam alguma coisa se a mídia ordenasse.


Parauapebas vive uma grande seca, o rio Parauapebas agoniza e a mineradora VALE suga a água que tem

48 MILHÕES de litros d'água ao dia para a mineradora VALE, enquanto a população de Parauapebas padece com a crise no abastecimento

Em meio a maior seca, a população de Parauapebas fica sem água, o rio Parauapebas agoniza, mas a mineradora VALE tem sede

Sem dó nem piedade, o governo do Pará autorizou a mineradora VALE sugar até 48 milhões de litro d'água por dia no rio que seca


Veja imagens inéditas e impressionantes - Clique no Portal Canaã


A agonia do rio Parauapebas

A sede da mineradora Vale não pode esperar e o rio Parauapebas agoniza e seca, simbolizando o que de fato será o legado produzido pela empresa na área de Carajás, no município de Parauapebas e região.

A água um dia acaba

A população de Parauapebas sofre com a falta d'água, bem verdade que há deficiências na operação da SAAEP, mas a população precisa acordar para a insaciável sede da mineradora VALE no município, recentemente conseguiu uma estranha outorga do governo do Pará para sugar até 48 milhões de litros d'água ao dia do sofrido rio Parauapebas, sem falar na suspeita de imenso danos causados ao lençol freático adjacente à bacia desse mesmo rio pelas obras do ramal ferroviário do projeto mineral S11D.


Outorga para a Vale deveria ser cancelada



No dia 26 de maio de 2017, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará, SEMAS/PA, mediante a Outorga n° 2838/2017, autorizou a mineradora VALE a captar até 48.000 m³/dia de água do rio Parauapebas.

"É boazinha"

Mas não se preocupe, essa absurda outorga de 48 milhões de litros d'água ao dia é apenas para o inverno, pois a VALE é boazinha para o rio Parauapebas, no verão será apenas o absurdo de 552 mil litros/dia. 

A sede da Vale não é humana

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda para cada pessoa um consumo médio diário de 100 litros, quantidade que seria suficiente para atender suas necessidades básicas e de higiene. 

150 a 200 litros/dia

No Brasil, em média, os órgão oficiais trabalham com um valor de 150 a 200 litros dia por pessoa, dependendo do tamanho da cidade, quanto menor a aglomeração urbana, menor o consumo.

SNIS

O município de Parauapebas não tem dados no Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), do Ministério das Cidades, algo que a atual administração deveria resolver.

Consumo médio Brasil

Cada habitante do Brasil consome em média 154 litros/dia, segundo o SNIS.

Consumo médio Pará

Segundo o SNIS, o Pará teve um consumo médio de 149,1 litros/dia por habitante, nos últimos 3 anos (2012 a 2014).

Em 2015, o consumo no Pará foi de 141,6 litros/dia por habitante.

Parauapebas

Considerando o consumo médio do Pará e que a população de Parauapebas seja de 196.259 habitantes (IBGE-2016), a cidade precisaria de algo em torno de 29,2 milhões de litros/dia.

Toda Parauapebas teria apenas 60% do que a VALE está autorizada a sugar do seu pobre rio.

A Vale bebe

Isso mesmo, a VALE bebe sozinha quase o dobro do que toda a população de Parauapebas.

A sede da VALE se torna ainda mais escandalosa se considerarmos que apenas 47,7% da população paraense tem acesso a água tratada.

Manda e desmanda

Está evidente que a mineradora VALE é a "lei" no Pará, principalmente nas áreas onde atua, a empresa manda e desmanda, presenteia o judiciário estadual com suntuosas instalações, silencia a imprensa local.

Parauapebas precisa tomar a iniciativa

O processo de licenciamento ambiental pra captação de água do rio Parauapebas é um profundo mistério, está mais que evidente que essa outorga tem que ser corrigida, para salvar o rio que seca. 

Caso o município de Parauapebas não tome as providências legais necessárias, quem o fará?

SAAEP

Jogar a culpa da falta d'água exclusivamente nos problemas operacionais e técnicos da SAAEP é política partidária, embora problemas existam, mas os sinais que há mais responsáveis por isso são evidentes e inegáveis.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Por quem os policiais morrem e matam - Orlando Zaccone (Delegado PC - RJ)



1989, o ano que terminou mal

Vamos ter vários candidatos fortes em 2018, mas a história não se repetirá: desta vez Lula é o franco favorito 

Por Octávio Costa - 23.08.2017




Em sua entrevista na “Sala do Zé”, Ciro Gomes afirmou que o quadro eleitoral de 2018 será parecido com o de 1989. Vários candidatos fortes vão disputar os votos. Se na primeira eleição direta após a ditadura tivemos Collor, Lula, Brizola, Covas, Ulysses e Maluf, agora os votos serão divididos por Lula, Bolsonaro, Marina, Alckmim (ou Dória) e o próprio Ciro. Ao que tudo indica, esse deve ser o leque de opções. E, hoje, Lula desponta como o franco favorito nas pesquisas. O ex-presidente já soma 36% das preferências, contra cerca de 20% do famigerado Bolsonaro. Gente de direita, como o editor Carlos Andreazza, neto do ministro dos Transportes do ditador Médici, já está apostando firme num segundo turno entre Lula e Bolsonaro. Em relação a Lula, não tenho qualquer dúvida. Ele pode até levar no primeiro turno. Quanto ao troglodita, não sei se vai tão longe.



Parauapebas: TCM-PA diz que os precatórios recebidos pelos municípios não estão vinculados ao FUNDEF/FUNDEB

A decisão do TCM-PA mostra as dificuldades para acordo entre as prefeituras e o Sintepp





Precatórios - um longo caminho


A União deixou de passar aos municípios, por vários anos, os valores corretos do extinto FUNDEF.

O caso 


O governo federal é obrigado constitucionalmente a repassar aos municípios um "valor mínimo por aluno ao ano", o denominado VMAA. O cálculo utilizado pela União foi fixado a menor, gerando direitos aos municípios a uma correta complementação do FUNDEF/FUNDEB.


Justiça

o caso tramitou por mais de 10 anos na justiça federal, transitou em julgado, gerando precatórios em favor dos municípios que ingressaram em juízo, caso de Parauapebas.

Dúvidas

Agora, dúvidas foram levadas pelos municípios aos tribunais de contas pelo Brasil afora, a principal delas sobre a natureza jurídica dos recursos. 

Consulta

Os gestores das cidades beneficiadas com os recursos tomarão como base a decisão proferida pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCM-PA), na Resolução nº 12.566/2016 (AQUI), oriunda da consulta realizada pelo prefeito de Paragominas/PA, sob pena de enfrentarem problemas judiciais e para a aprovação de suas contas.

Recursos não vinculados 

Os Tribunais de Contas e o Tribunal Regional Federal da 5Região decidiram pela não vinculação dos recursos, entendem que a natureza da verba é indenizatória, pois os municípios teriam utilizados recursos próprios para bancar o FUNDEF, no período em que o governo federal não efetuou a complementação correta do fundo.


Expectativa

As decisões judiciais vedam uma automática vinculação dos recursos para pagamento de "prêmios ou abonos" aos profissionais da educação, qualquer decisão nesse sentido, por parte do executivo municipal, exigirá um projeto de lei a ser enviado à Câmara de Vereadores. 

Conto do vigário

A bem da verdade, quem vendeu a idéia de vinculação dos recursos ao pagamento de professores, de forma automática, caiu no conto do vigário.

Portanto, criar expectativa na categoria dos educadores de Parauapebas, inclusive com indicativo de greve, sobre um automático e imediato pagamentos de valores, não é algo razoável. 

Merecem

Evidente, mesmo tratando de recursos de natureza indenizatória e não vinculados, é medida justa que alguma parte seja destinada aos profissionais da educação, mediante lei aprovada de iniciativa do executivo e aprovada na Câmara de Vereadores.

Outro problema sem solução à vista 

Outra questão delicada, o percentual fixado para pagamento dos honorários advocatícios, segundo informações seria de 20%, algo fora da razoabilidade, colocando o gestor em delicada situação, caso efetue tal disparate, no que certamente será acionado judicialmente e podendo responder por improbidade administrativa.

Posição do SINTEPP

O Sintepp/Parauapebas decretou estado de greve em virtude do não pagamento aos professores de um percentual acerca dos "precatórios do FUNDEB" - leia aqui no SINTEPP.

É justo que os profissionais da educação lutem para terem direito a alguma parcela desses recursos.