sexta-feira, 4 de março de 2016

Por causa do desemprego, movimentos sociais prometem fechar todos os acessos a Parauapebas

MST, MAM, Sindicatos, Pastoral da Juventude, e Comitê de Emprego e Renda querem ações do governo local

"...Tem muitos pais de famílias que estão em situação extrema, inclusive passando fome. Enquanto isso, vemos vereadores e membros do governo esbanjando dinheiro. Precisamos dar um basta nisso e cobrar que esse dinheiro, que está sendo ostentado, seja investido em projetos para estimular a geração de emprego e renda. Parauapebas é um município rico, mas infelizmente mal administrado”, disse uma das lideranças do movimento.

Foto: www.ctonline.com.br

80 mil desempregados

Segundo a matéria do CTONLINE (aqui), os líderes do movimento contra o desemprego em massa que aflige Parauapebas pretendem fechar todos os acessos ao município, caso as autoridades não apresentem alternativas e soluções para a situação vivenciada em Parauapebas.

As organizações que integram os protestos estimam em cerca de 80 mil desempregados no município de Parauapebas.

Documento

O movimento pretende entregar um documento para a Câmara Municipal e para as grandes empresas que estão implantadas ou atuam no município.

10 dias de prazo

Os organizadores do movimento darão 10 dias para que a prefeitura e Vale apresentem propostas concretas para resolverem o desemprego no município.

2 comentários:

  1. Eu não sei se esse pessoal assistir jornal,mas liguem suas tvs e vejam q o desemprego e geral em todo brasil

    ResponderExcluir
  2. Bacana, gostei muito do seu artigo, também tenho um site: http://vagadeemprego.liste.com.br/

    ResponderExcluir