quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Polícia Federal já fala em esquema maior, em ordens acima de JULIANA SANTOS

Parauapebas: membros do governo VALMIR DA INTEGRAL esconderam foragido da PF, mas na TV dizem que colaboram

Veja AQUI na reportagem da TV LIBERAL

Na TV prefeitura diz que colabora, mas de verdade...

Em Parauapebas, a cidade toda já sabe qual foi o membro do governo VALMIR DA INTEGRAL, que seguindo ordens superiores, escondeu e esconde o empresário VALDEMAR DA PAVINORTE.

Esquema de fraude no transporte escolar é bem maior do que aparece na TV LIBERAL

O esquema é bem maior, aliás, a própria aquisição de 103 ônibus, conforme propagandeou o prefeito VALMIR DA INTEGRAL, deveria ser investigada pela POLÍCIA FEDERAL.

Na verdade, a compra de ônibus foi realizada às pressas, com objetivo de criar um álibi para a máfia, que migrou para outros contratos.

O esquema tem proteção de milícias locais, basta observar, apesar dos sinais de riqueza de pessoas que entraram na política e antes eram professores e agricultores, dos bilhões que sumiram da prefeitura, há tempos denunciados, isso custou a vida de pessoas que nem Dr. JAKSON ("latrocidado em Manaus"), apesar disso tudo não havia uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA atá a chegada do GAECO e nenhum inquérito policial, até a chegada da PF.

A cidade toda sabe e conhece

Também, em Parauapebas, a cidade toda sabe que o esquema antecede a presença de JULIANA SANTOS na secretaria de educação. Isso não a isenta, ela é responsável e importante operadora do esquema local, mas a chefe ela não é mesma, nunca foi.

Todos sabem em Parauapebas que com FRANCISCA CIZA o esquema era o mesmo, assim como qualquer outro que aceitasse entrar e assumir a SEMED.

A chefia da pasta é como no tráfico de drogas fosse a "boca da esquina", a boca tem seu chefe, mas o "chefão mesmo", bom, esse é o último a ser pego.

Manter o esquema na SEMED, chefiar a "boca", era a condição imposta pela máfia para quem quisesse assumir a secretaria de educação.

Não é apenas na SEMED, tem um planejamento central que difunde o "modus operandi" por todo o governo

Também, essa pratica não era apenas na SEMED, é na secretaria de saúde, é na secretaria de obras, é na secretaria de cultura, é na secretaria de assistência social, é na secretaria de administração é no gabinete do prefeito - é a marca do governo VALMIR DA INTEGRAL - o "modus operandi" é o mesmo em todas as secretarias, tudo tem um planejamento nas mãos de pessoas de confiança.

Nada passa, nem um contrato e nenhuma licitação escapa, tudo é coordenado, tudo é planejado.

4 comentários:

  1. Que venha a Justiça.

    ResponderExcluir
  2. OS 10 MANDAMENTOS DO CORRUPTO
    1. AMAR O DINHEIRO ACIMA DE TUDO
    2. NÃO TER PIEDADE DO POVO
    3. MENTIR PRA DEUS E O MUNDO
    4. NÃO CRER NO INFERNO
    5. ROUBAR O PÃO DO POBRE
    6. FAZER UM COMÉRCIO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
    7. SORRIR COM CINISMO
    8. PRATICAR O NEPOTISMO
    9. VIVER ESCONDIDO DO POVO
    10. ZOMBAR DA HONESTIDADE

    ResponderExcluir
  3. E então sobrou pro Shirlean e pro Rui não é? Justo eles que têm cara de bobos! Será que ficaram ricos com a traquinagem dos chefes ou foram usados como laranjas e pegos como bodes expiatórios para, num vacilo de pouca inteligência, entregarem os chefes? E o vereador Antonio (dono das) Chaves que tem patente de oficial, e o chefe mor do Morro dos Ventos, não acontece nada? Se a coisa ficar como d'antes, vou começar a ficar com pena dos que continuam presos, porque não é possível que com tantas evidências, só vai sobrar pros peixes pequenos! Bem, se o negócio é ter paciência, vamos aguardar então, quem sabe um dia...

    ResponderExcluir