terça-feira, 2 de junho de 2015

Médicos de Parauapebas – Nota de esclarecimento

Sindicato dos Médicos do Pará


Lamentamos informar à população de Parauapebas e Região que as insuficientes condições de trabalho e imposições da Prefeitura resultaram em impasse com os médicos levando à redução de consultas e procedimentos médicos. Há iminência de demissão da maior parte do Corpo Clínico, principalmente, dos médicos especialistas e intenção de greve dos demais.

Queremos evitar essa situação que irá afetar gravemente a população. Aguardamos, há meses, um acordo com a Gestão.

O prazo final de negociações será dia 10 de junho de 2015, quando esperamos que o Excelentíssimo Prefeito de Parauapebas, Senhor Valmir Queiroz Mariano, resolva essa situação.

Médicos da Prefeitura Municipal de Parauapebas

Sindicato dos Médicos do Pará

8 comentários:

  1. A moita fechou p o prefeito

    ResponderExcluir
  2. Cai no capim doido

    ResponderExcluir
  3. esse sindicato deveria se preocupar com a conduta dos médicos do Hospital Municipal, pois esses referidos médicos passam o dia morrendo de trabalhar no serviço privado e vão dormir no conforto médico do hospital municipal e ganhando um gordo plantão como se estivesse trabalhando, sindicato que se preze deveria apresentar solução dos problemas para a categoria, porém só se manifesta quando o assunto é dinheiro e não me venha com essa que o problema é condições de trabalho, deixe de hipócrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá se informar da realidade antes de criticar!

      Excluir
  4. Na contra mão do governo federal com o programa mais MÉDICOS, o governo municipal tenta implantar o PROGRAMA "MENOS MÉDICOS".

    ResponderExcluir
  5. Esses médicos só estão pensando é no dinheiro e não em salvar vidas....Aqui em Parauapebas e o único lugar que Medico ganha mais de 50 mil Reais liquido. Alem deles trabalhar no hospital municipal de Parauapebas eles trabalhar em outros hospitais particular e quando vão trabalhar no hospital municipal eles só vão e dormir descansando da jornada de trabalho do hospital particular e deixa os paciente esperando um descaso com a população de Parauapebas e estão reclamando do que eles tem mais e que ir trabalhar pra dar jus a seu salario nada contra que alem de trabalhar no hospital municipal eles trabalhem em outro hospital particular mais que em ambos eles deem o seu melhor afinal eles estudaram é se formarão foi pra isso salvar vidas. então médicos mercenário de Parauapebas vão trabalhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Informe-se melhor antes de criticar. Julgar é fácil. Saia da ignorância.
      O que você tem feito por Parauapebas alem de criticas.

      Excluir
  6. Infelizmente os medicos de Paraoapebas, não estão preocupados com a população, esta mais do que na hora, dos governantes terceirizar a gestão hospitalar, como fez o governador Marconi Pirilo (GO), vejam os numeros do Hospital HUGO de Goiania, os resultados são impressionantes.
    A realidade do Brasil e de cada 100 medicos apenas 5 cumprem os horarios, isto e um crime, tem que começar a prender os medicos, que faltam .aos plantões, pois estão cometende verdadeiros assassinatos.

    ResponderExcluir