terça-feira, 5 de março de 2013

Interesses da Integral e presença de Célio Costa paraliza governo de Parauapebas


A semana foi agitada com várias denúncias envolvendo o supersecretário Célio Costa e sua trupe do Tocantins.
 
Em 63 dias o prefeito foi repreendido 2 vezes pelo Ministério Público e notificado pelo Tribunal de Contas, que recebeu denúncia contra o secretário Célio Costa, seu irmão, Heleno Costa, o próprio prefeito Valmir e mais outros assessores.
 
Denúncias graves existem por todo o governo Valmir, logo devem ser alvos de investigações no Ministério Público do Pará.
 
Com a ajuda de algumas figurinhas já conhecidas na blogosfera e imprensa de Parauapebas, o prefeito tentou passar a ideia que estaria formando um governo de "técnicos", mas o resultado desses "supostos técnicos" foi que em 63 dias de governo Parauapebas viu de tudo, como nunca antes e logo se evidenciou o óbvio. A administração pública municipal foi tomada de assalto por empregados e ex-empregados da "desgastada" empresa do prefeito, a Integral Engenharia. Aliás, salvar a Integral da falência foi a missão que o prefeito entregou nas mãos de Célio Costa, daí a dificuladade em demitir o rapaz. Embora a situação do supersecretário seja dificílima, o nível de comprometimento do prefeito com a trupe tocantinense inviabiliza qualquer rompimento, colocando o prefeito numa "sinuca de bico".
 
Essa paralizia decorrente de disputas no centro do governo vai enfraquecendo o prefeito a cada dia que passa, já lembrando o caso de Maurino Magalhães, em Marabá, com algumas diferenças, Maurino, com todas as dificuldades conseguiu arrastar-se até findar seu mandato.
 
Uma missão impossível, mas Parauapebas começa a desconfiar que o prefeito Valmir tem apenas um objetivo: salvar as finanças da sua empresa, a Integral, que apesar de combalida, ainda contribuiu com cerca de R$ 1 milhão com a campanha eleitoral do seu proprietário. Para salvar sua empresa o prefeito seria capaz de tudo, inclusive usar a força política do cargo que ocupa, ou seja, utilizaria o mandato concedido pelo povo de Parauapebas para seus interesses particulares.
 
Ao se constatar a forma como o prefeito conduz a administração de Parauapebas uma pergunta nos vem: como a Integral aguentou tanto tempo?
 
Pois é, somente a punjança do projeto ferro Carajás e a falta de outras empresas no ramo pode explicar isso, quadro que não existe mais, por isso a Integral falir é uma questão de dias, caso contrário Parauapebas quebra!

7 comentários:

  1. fiquei sabendo que o prefeito empresário pegou uma catracada do diretor geral da vale em uma reunião no projeto serra pelada, na presença de várias pessoas foi chamado de incompetente, que não cumpre acordos e prazos estabelecidos em contratos, pois está com um projeto que seria para entregar em novembro, pediu prorrogação para abril, mas segundo o diretor pelos números se fosse adiado para junho ainda não seriam atendidos por essa empresa.

    isso significa que o peba ta ferrado nessas mãos!

    ResponderExcluir
  2. cara vc tem q aceitar a derrota do pt sua mamada acabou procura oq fazer alem de falar mal de políticos e do prefeito seja um bom perdedor seu comedia

    ResponderExcluir
  3. Na verdade a Integral não contrbuiu coisa nenhuma com a capanhha do então candidato Valmir Mariano, pois ela está falida! o que fez foi legalizar doações de outras empresas doadoras que por motivos diversos não quiseram aparecer na prestação de cantas da campanha do Velhote, algumas as vezes por doarem mais do que o permitido por Lei, outras por terem ligações com o governo da época. Assim como fizeram pessoas do PT e do governo Darci empresas agiram da mesma maneira, doando, ajudando, mas sem aparecer, no caso dos recursos nececitavam serem legalizados para fins de prestação de contas junto a Justiça Eleitoral, é aí que entra a Integral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo do Promotor e do Juiz6 de março de 2013 10:33

      Esse tipo de informação é que dá pano pra manga. Se houvesse provas do que você afirma era questão de tempo pra casa cair. Cassação de mandato e tudo mais... Uma verdadeira reviravolta na política local para o bem de Parauapebas, mas...

      Excluir
  4. Todo o povo de Parauapebas está torcendo para que essa crise passe e tudo se encaminhe dentro da normalidade, mais só falta o prefeito se alertar, que o problema está no CELIO COSTA, que travou toda a administração por pura INCOPETENCIA. e tambem a sua amorada GLAUCIA FURACÃO, parar de piteco nas indicações e cuidar da sua beleza.

    ResponderExcluir
  5. Ei, prefeito em são paulo, GAZELA e GLAUCIA FURACÃO em Belém, será que teremos novidade de novos projetos? Novidade, a MASSAGISTA da primeira dama, nomeada como assessora da PMP. da expedinte no ap do CELIO COSTA, simplemente para a primeira dama ficar sempre bem informada. É MOLE ou querm mais/ aguenta PEBA.

    ResponderExcluir
  6. Sabesse que desde que o prefeito assumiu o governo, a prefeitura vem se desmoronando a cada dia q passa. Provavelmente pelo inchaço de funcionarios( contratados ), dezenas por dia, amigos, parentes etc.., cargos( assessores, tecnicos adm. e etc.)para pessoas sem estudo algum, apenas por dividas de campanha. Existem setores que funcionario assina folha sem trabalhar,obvio que com o devido conhecimento e autorização do setor de maior poder da prefeitura, isso é um absurdo. Enquanto isso os funcionarios efetivos tendem apenas a ficar olhando tamanha cachorrada e desrespeito, sem nada poder fazer. Onde esta a fiscalização do MP, precisa de provas? Basta fazer uma visita nos setores da Semad, SEMED.. para se obter essa provas!!!

    ResponderExcluir