quarta-feira, 13 de março de 2013

Gasolina Pura II:  as malinagens de Euzébio e Wanterlor na Câmara Municipal de Parauapebas
 
Dando continuidade à análise dos contratos firmados por Euzébio “Espírita” Rodrigues e Wanterlor “Fazendeiro” Bandeira, faremos um breve exame do contrato de compra de combustíveis para o restante do ano de 2011. Lembrando que, em nosso último texto, destrinchamos o contrato para os meses de janeiro e fevereiro, onde surgiram várias dúvidas sobre o volume de compra. Tentaremos nos deter nas partes mais esdrúxulas do contrato, haja vista que todo ele é um desrespeito à justiça e um insulto à inteligência dos cidadãos parauapebenses. 

A licitação foi realizada na modalidade pregão presencial. A ganhadora com a “melhor proposta”, proposta que ficou estabelecida no valor global de R$ 568.280,00, foi a LIMA & PINHEIRO LTDA – novamente essa empresa –, mesma empresa que havia ganhado a Carta Convite para os dois primeiros meses daquele ano. O contrato foi assinado no dia 18/03/2011. 

A primeira medição foi paga no dia 30/03/2011, ou seja, apenas nove dias úteis após a assinatura do contrato. O valor pago pelos nove dias de consumo foi de R$ 40.233,50. Média de R$ 4.470,00 por dia. O Euzébio “Espírita”, presidente à época, e seu diretor “Fazendeiro” somente se esqueceram de um pequeno detalhe: naquele período, não consta contrato para locação de carros. 

Com esse valor pago, daria para o legislativo ter comprado, em valores atuais, um total de 12.082 litros de gasolina ou 15.777 litros de diesel. Surgem algumas dúvidas: como a Câmara Municipal conseguiu consumir esses milhares de litros de combustíveis sem ter, nem mesmo um único carro locado para aquele período? Mas e se eles tivessem carros, quantos seriam possíveis abastecer com essa quantidade de combustíveis? Novamente, com muito prazer, fizemos a conta para vocês.

Com dados do fabricante, calculamos que daria para a câmara municipal ter abastecido, no mínimo, 67 carros por dia, carros tipo Gol 1.6, ou 87 camionetas tipo Hillux. Consideramos em nossos cálculos que esses carros, caso existissem, nunca andariam menos de 200 quilômetros por dia, ou seja, um arredondamento para cima. 

Mas a farra do “boi” não para por aqui.

A Câmara Municipal pagou no dia 27/07/2011 uma bagatela de R$ 51.747,25 em combustíveis. Como se não bastasse o absurdo desses números, soma-se o seguinte detalhe: mês de julho é mês de recesso parlamentar. Como explicar o fato de que os vereadores estavam de férias e consumiram mais combustível que nos meses anteriores, meses de trabalho?

E a farra do “boi” continua. 

No dia 24/11/2011 foi pago um total de R$ 64.564,64, já no dia 12/12/2011, ou seja, apenas 12 dias úteis depois, foi pago mais R$ 54.634,40. Nesse período existia um contrato de locação de carros, mas seu valor dava para locar, no máximo, 7 camionetas. Como explicar – se é que existe uma explicação – um consumo médio de combustível que daria para abastecer quase 70 carros populares ou quase 90 camionetas por dia. 

Chego à conclusão, senhores, que não há dúvida: Euzébio “Espírita” Rodrigues e Wanterlor “Fazendeiro” Bandeira são "DOIS INDIVÍDUOS DA MAIS ALTA MALINAGEM". Em países como China ou Cuba seriam condenados ao fuzilamento pelos danos que causaram à sociedade. Em países como EUA seriam condenados à longas penas, superior ao máximo que temos no Brasil, que é de 30 anos. Suas contas bancárias e bens não dariam para ressarcir os cofres públicos. No Brasil da impunidade sequer estão na mira das autoridades, ou estão!? Caso estejam, podem  ter seus direitos políticos cassados e obrigados a devolver tudo que retiraram do povo, isso se tudo for como divulgado no Portal da Transparência!  Até a existência de ilícitos criminais deveria ser investigada pelo Ministério Público.
 
Mas no estado do Pará, em especial Parauapebas, o “Espírita” é premiado com seu terceiro mandato de vereador e  o “Fazendeiro” se torna, aos poucos, uma das pessoas mais influentes no governo Valmir da Integral.

Gostaria de finalizar fazendo um apelo aos nossos Promotores Públicos: "por favor, já chega! É hora dessa farra com dinheiro público acabar. Façam alguma coisa! Vocês são pagos para defender os interesses da sociedade? Ou não!?" 

Os ilícitos cometidos estão estampados para qualquer um ver, é só acessar o portal da Câmara Municipal na internet. Os erros são gritantes e amadores. 
_________________________
Nota: O Gregório de Matos avisa que analisará todos os contratos que julgar suspeitos na gestão Euzébio/Wanterlor, nos idos de 2011 e 2012. Com cópias para o Ministério Público Federal e Estadual que atuam no Pará e Parauapebas.  O Sol do Carajás os publicará, na íntegra! Claro que Euzébio e Wanterlor podem ter explicação pra essa farra. O Sol do Carajás está disponível e publicará os seus esclarecimentos, mas até hoje nunca se prontificaram a tanto!

11 comentários:

  1. Ei, amigo Lindolfo e como fica essa ideia brilhante do nosso tão digno prefeito colocar esse Wanterlor "FAZENDEIRO" como Chefe de Gabinete? Nós como pessoas dignas e batalhadoras ficamos extremamente decepcionados com essas situações que andam acontecendo na prefeitura!!! Apostamos em pessoas que imaginemos que irá fazer a diferença e defender nossos direitos e coisas como essas acontecem!!! Como podemos acreditar?

    ResponderExcluir
  2. Wanterlor Bandeira está em Belém e deve voltar de lá omo novo presidente do PPS. Ele deve assumir a Sefaz nos próximos dias. A informação procede pode confirmar.

    ResponderExcluir
  3. Caro Lindolfo, qual o seu interesse em atacar o Wanterlor e Euzebio? Vc acha que seu irmão era também era santo. Deixa de hipocrisia. Quanto estão estão te pagando? Quem é a pessoa do PSDB que ta patrocinando vc? Olha que a porrada pode ser grande.

    ResponderExcluir
  4. Esse Euzébio é um malandro mesmo. Dizem que parte desse dinheiro que ele desviou ele usou pra comprar uma loja de tintas. Tudo esquematizado por um influente advogado da cidade. Isso ainda vai feder!

    ResponderExcluir
  5. O Lindolfo tá certo, pode até ter seus problemas pessoais com o Euzébio.
    Mais é uma verdadeira roubalheira oque acontecia dentro daquela câmara quando o EUZÉBIO estava na presidência e o WANTERLOR como diretor adm da CMP. Eles roubaram tudo oque podiam, não existia carros nenhum alugados para CMP,agora pergunta onde foi parar a gasolina? Tudo na CAMPANHA POLÍTICA DO EUZÉBIO, era um estrago de gasolina, era dado pra todo mundo que participava da campanha! E o seu WANTERLOR espertinho ele não aparecia na campanha do seu amigo EUZÉBIO dando apoio á ele, mais todo mundo sabia que ele o apoiava claramente. Hoje quer fazer parte do governo do WALMIR DA INTEGRAL, mais caros amigos tenham a CERTEZA que isso acontecer realmente será somente para ROUBAR TODO O DINHEIRO DA PREFEITURA PARA ELE E O SEU COMPASSA EUZÉBIO para ficarem ainda mais MILIONÁRIOS porque é isso que eles são.
    ACORDA PREFEITO se o senhor quiser pelo menos terminar a sua gestão, porque se REELEGER com tanta merda que tá acontecendo já está quase IMPOSSÍVEL.
    Não se assustem povo de PARAUAPEBAS, todos são da mesma laia nunca haverá mudança enquanto o dinheiro e a máfia falar mais alto. Iludido é quem acredita que essa situação um dia irá mudar.
    #InfelizmenteessaéaREALIDADE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é uma acusação gravíssima! Esse vereadorzinho tinha que perder o mandato. O povo foi roubado e enganado.

      Excluir
  6. EUZÉBIO JÁ SE VENDEU PARA O VALMIR DA INTEGRAL. ELE NÃO CONSEGUE FICAR SEM UMA TETA! E O PT, VAI PEDIR UM TETA TAMBÉM OU VAI ENQUADRAR O VEREADOR DESOBEDIENTE.

    ResponderExcluir
  7. Lindolfo, essas compras são verdadeiras? Existiu mesmo esses gastos com gasolina?

    ResponderExcluir
  8. Prezado, faltou ser informado na vossa nota que cada vereador possui uma cota de combustiveis para gastar como quizer, continua assim até hoje, ou melhor os gastos de hoje são ainda maiores do que estes de 2011 que está sendo publicado, ou seja a farra foi e é de todos, não apenas dos 2 citados na vossa reportagem.

    Um projeto de jornalismo sério, precisa ser honesto com todos os ângulos da informação, tenho observado em suas últimas notas uma tendência de bater e assoprar quando lhe é conveniente, mantendo este caminho este blog perderá a credibilidade.

    Sugiro uma reavaliação na sua linha editorial um blog combativo e honesto tem tudo para ser destaque e crescer muito.

    Atenciosamente,

    José Romildo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem deve responder pelos desvios de recursos de determinado órgão é seu ORDENADOR DE DESPESA, que no caso da câmara municipal é seu presidente em exercício. Para o ano de 2011, não há dúvida, Euzébio Rodrigues.
      Todo presidente tem em seu Diretor Administrativo um homem de confiança e articulador do modelo de gestão. Para 2011, também não temos dúvida, Wanterlor bandeira.
      Sendo assim, neste caso, os nomes que deverão ser declarados como responsáveis pelo desvio do dinheiro da gasolina são: EUZÉBIO E WANTERLOR.
      Se outros vereadores se beneficiaram de tal ato, deverão responder cada um, na medida de suas culpas. Mas o presidente e seu Diretor Administrativo são, e isso também não há dúvida, responsáveis pela execução do orçamento da casa.
      Ou seja, Gregório de Matos não está errado, esses dois são sim os “protagonistas dessa novela”, os outros, apenas “coadjuvantes”.

      Excluir
  9. www.soldocarajas.blogspot.com14 de março de 2013 16:59

    José Romildo,

    Você está coberto de razão.

    Digo-lhe que esses contrato merecem uma investigação ampla, quando me refiro apenas a gestão Euzébio e Wanterlor não afasto a participação de outros. Acredito que enquanto o Ministério Público não atuar com firmeza isso ocorrerá insistemente com todos e em todas as gestões.

    Quanto a cota, o que vc diz é muito pertinente, o presidente da Câmara não teria condições de atuar sozinho.

    A Câmara de Parauapebas ao enveredar por esses caminhos trai o princípio republicano, pois perde autoridade para exercer sua competência constitucional de fiscalizar, função essencial na democracia representativa.

    Confesso que tenho esperança que a atual legislatura resgate um pouco da credibilidade do legislativo, "pero no mucho"!

    Não podemos e nem temos como publicar tudo, temos que fazer escolhas. Esperamos acertar mais que errar. Não temos compromisso com nosso próprios erros, muito menos com os erros dos outros.

    Por vezes cometemos injustiças, sabemos, mas é pela impossiblidade material e logística, fincamos em algumas escolhas. O Blog é aberto a todos.

    Caso tenha matérias e sugestões nós publicaremos, pode enviar aqui:

    lindolfo001@hotmail.com

    Abs!
    Grato!

    ResponderExcluir