quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Lucro da Vale cai 66% no terceiro trimestre, em meio a crise mundial

France Presse

O lucro da Vale, maior produtora mundial de ferro, caiu 66,2% no terceiro trimestre de 2012 em relação ao mesmo período de 2011, devido à queda dos preços internacionais e da demanda em um contexto de crise econômica mundial.

A Vale anunciou um lucro líquido de 1,669 bilhão de dólares no período de julho a setembro de 2012, contra os 4,935 bilhões registrados no mesmo trimestre de 2011 e os 2,662 bilhões de dólares verificados no segundo trimestre do ano atual.

"O terceiro trimestre esteve marcado pela adaptação da Vale a um mercado de forte volatilidade nos preços internacionais dos nossos produtos", que estão em baixa, disse o diretor-executivo de Finanças da empresa, Luciano Siani, em mensagem de vídeo dirigida aos acionistas.

"O preço do minério de ferro, nosso principal produto, sofreu uma queda de 29 dólares no terceiro trimestre, enquanto nosso preço de realização sofreu uma queda de pouco menos de 20 dólares", o que significa que "os preços da Vale melhoraram no período graças a diversas estratégias comerciais que adotamos", explicou Siani.

O preço do minério de ferro, que representa 90% do lucro da Vale, foi de 112 dólares a tonelada no terceiro trimestre, valor 36% inferior ao registrado há um ano.

Apesar de um contexto de alta nos custos de produção, "nossos custos se mantiveram estáveis" e "esperamos baixá-los, mas esta trajetória leva um tempo", disse Siani.
_________________
Nota: Parauapebas lidera as exportações de minério de ferro e é o município brasileiro que mais recebe CFEM (royalties) no Brasil, espera-se que a política de utilização da CFEM no município receba um tratamento transparente no futuro governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário