quinta-feira, 26 de julho de 2012


Vale diz que royalties cobrados pelo governo estavam errados

O diretor financeiro da Vale, Tito Martins, que deixará a empresa na próxima semana, disse nesta quinta-feira que o acordo fechado entre a Vale e o DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) chegou à conclusão que os números apresentados pelo órgão governamental sobre royalties devidos pela companhia estavam errados.

"A boa notícia é que os números do DNPM estavam errados, mas agora a Vale e o DNPM estão sentados negociando a questão da CFEM [Compensação Financeira de Exploração Mineral]", disse o executivo contratado pela Votorantim Metais, concorrente da Vale.

O DNPM cobrava uma dívida de R$ 4,8 bilhões referente ao não recolhimento da CFEM entre 1991 e 2008 A empresa tem provisionado em seu balanço apenas R$ 300 milhões para o pagamento dessa cobrança.

A Vale e o DNPM montaram um grupo de trabalho que por alguns meses discutiu os diferentes números apresentados pelos dois lados. O acordo foi anunciado este mês, mas ainda não há conclusão sobre o preço final a ser pago.

"A expectativa que existe é que a negociação aconteça ao longo dos próximos meses", disse Martins. "Quando chegar ao final vamos informar, se for o caso, o valor recolhido pela Vale."

Informações da Folha de São Paulo
_______________
Nota: veja que não tem PAZINATO na história é DNPM e VALE. Não tem município de Parauapebas, então o contrato do PAZINATO é com o DARCI, que PAZINATO vá cobrar do DARCI e não de Parauapebas. Mas e o Ministério Público do Pará que nada faz, qual será o motivo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário