terça-feira, 26 de junho de 2012


Dona de casa que encontrou preservativo (camisinha) aberto em extrato de tomate receberá R$ 10 mil por danos morais
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve condenação por danos morais causados a dona de casa que encontrou um preservativo aberto em lata de extrato de tomate. A mulher receberá R$ 10 mil da fabricante pelo ocorrido. A “camisinha” só foi encontrada após o consumo do produto. 

Depois de preparar o jantar para sua família e consumi-lo, ao procurar guardar o restante do extrato, a mulher encontrou o preservativo masculino enrolado no fundo da lata. Ela então levou a embalagem para análise na universidade local e entrou em contato com a fabricante. No entanto, a Unilever Brasil Ltda. recusou-se a compor amigavelmente os prejuízos morais alegados pela dona de casa, que entrou com ação na Justiça.
_________________
Nota: não foi realizado exame, então não há notícias se a "camisinha" era usada ou não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário