segunda-feira, 28 de maio de 2012

Parauapebas: Wanterlor "Tamanduá" Bandeira e vereador Euzébio realizaram despesas com combustível em 2011 que indicam desvio de dinheiro público

Vereador Zé Alves, Wanterlor "Tamanduá" Bandeira 
e  vereador Euzébio,  indícios de falcatruas continuam


No ano de 2011, a dupla Wanterlor "Tamanduá" Bandeira e o vereador Euzébio Rodrigues, o espírita, realizaram, apenas com combustível, um gasto que ultrapassou mais de R$ 592 mil , ou seja, mais de meio milhão de reais.

O inusitado é que nos meses de janeiro e julho, meses que a Câmara de Parauapebas está fechada, onde o parlamento municipal tá de recesso, mesmo assim a despesa com "gasolina" continua, sendo que no mês de julho ela atinge mais de R$ 51 mil.

A Câmara de Parauapebas em 2011, segundo o Detran do Pará, tinha apenas uma motonete Honda, cujo IPVA 2011 foi de R$ 278,21.

A Câmara de Parauapebas tem contrato de locação de carros, mas servidores da Câmara dizem que esses "automóveis" e até ônibus nunca foram vistos na Câmara ou a serviço de qualquer vereador ou funcionário.

O mais grave de tudo é que o fornecedor de "gasolina" para a Câmara e o locador de carros pertencem ao mesmo grupo empresarial.

Apesar das denúncias, a inércia do Ministério Público estimulou o atual presidente, vereador ZÉ ALVES-PT a continuar com o mesmo esquema, apenas trocou o posto que fornece a "gasolina"!

9 comentários:

  1. O Ministério Público vai pegar esses "cabrinhas" e ainda tem a compra da Multicor pelo vereador Euzébio de um "advogado trabalhista", renomado em Parauapebas.

    ResponderExcluir
  2. Ministério Público...? existe no Peba?...

    ResponderExcluir
  3. Tem uma empresa que foi comprada por um ex-presidente vereador Euzébio, nada demais, o problema é que ele comprou de um advogado e depois contratou o advogado para prestar serviços na Câmara por valores que podem ter sido para pagar a loja de tintas. Tem cópias de vários cheques envolvendo o vereador e o advogado.

    ResponderExcluir
  4. As denúncias são muito graves, essa Câmara é podre e esse wanterlor tamanduá é o maior traíra da política de Parauapebas, destruiu o Euzébio e vai destruir o Zé Alves é só esperar.

    ResponderExcluir
  5. Mas o advogado que era dono da loja de tintas quem é. isso vai dá merda.

    ResponderExcluir
  6. Lindolfo por acaso o dono do posto de combustível e da locadora é o Tota. vixi maria.

    ResponderExcluir
  7. A loja de tintas foi por acaso 3 cheques de 100 mil e o contrato foi quase a mesma coisa descontado os impostos.vixi maria.

    ResponderExcluir
  8. Esse pesoal devia, antes de começarem as falcatruas, pegar aulas com o mais especialista de todos. Ele podia até cobrar pois não sabe ver dinheiro na sua frente, mas o negócio não deixaria rastros. Ele, o "doutor', cá com seus botões deve pensar: não sabem roubar picolé de criança! têm muito que aprender! são uns Zé Ruela!...

    ResponderExcluir
  9. Ser "louro" em parauapebas virou sinônimo de falcatrua:a loura do PMDB, os dois louros do PT e agora o advogado louro do euzébio..Ah! parece que ele e o wanterlor rasparam a cabeça para não deixar transparecer suas "lourices"!.

    ResponderExcluir