quarta-feira, 11 de abril de 2012

Por que o Brasil não recupera o dinheiro público desviado

O ex-juiz Nicolau dos Santos Neto operou um desvio de 1 bilhão de reais em números atuais. Destes, somente 55 milhões retornaram ao Tesouro, e apenas em 2011. Foto: Folhapress
Em 2000, o então secretário de Fazenda de Maringá (PR) Luiz Antônio Paolicchi foi condenado à prisão por chefiar uma quadrilha que teria desviado 100 milhões de reais da prefeitura sob a gestão de Jairo Moraes Gianoto (1997-2000), do PSDB. Ficou preso até 2005. Em 2011, Paolicchi foi condenado a restituir 500 milhões de reais aos cofres públicos (em tempo: o orçamento do município em 2005 foi de 311 milhões no total). Em outubro de 2011, ele foi assassinado em um crime supostamente passional e, até agora, apenas 1 milhão de reais dos recursos desviados retornaram ao município. Apesar da letargia, a condução do processo foi considerada exemplar quando comparada a casos similares no País.
___________________________
Nota: no Brasil é difícil, embora tenha avançado um pouquinho nos últimos anos. Mas em Parauapebas regrediu. São 16 anos de desvios, BEL e DARCI "espoliaram" Parauapebas, claro contando com uma inércia do Ministério Público que de tão estranha que é nossos cidadãos já falam abertamente em conluio do órgão com os políticos locais. Será?

Nenhum comentário:

Postar um comentário