segunda-feira, 16 de abril de 2012

PARAUAPEBAS: MPPA cobra medidas para combater casos de dengue registrados no município

O Ministério Público do Estado (MPE), por meio do promotor de justiça João Batista de Araújo Cavaleiro de Macêdo Junior, expediu recomendação administrativa ao Poder Executivo Municipal, em decorrência dos índices alarmantes de casos de dengue registrados no município de Parauapebas, sudeste paraense.


Segundo o promotor de justiça João Batista, “a situação exige ações emergenciais de todos os Órgãos públicos responsáveis pelos serviços de prevenção e combate à referida doença”.

Diante da situação, o MPE recomendou ao Poder Executivo Municipal que elabore lei municipal que verse sobre cuidados sanitários, institua penalidades administrativas e crie o fundo de aparelhamento de atividades sanitárias, abrangendo os cuidados a serem adotados pelos proprietários, possuidores e detentores de imóveis urbanos e rurais no município.


Fonte: MPPA
___________________
Nota: esse MPPA em Parauapebas é uma piada, nada fazem e aparecem com esse faz de conta. E a Diretora do Hospital Municipal, esposa do prefeito DARCI-PT, o MPPA não acha que é NEPOTISMO. Ele acha que a OSCIP afasta o nepotismo, em outro lugares do Brasil, os promotores achariam que isso tudo é muito grave. Daqui a pouco o MPPA vai querer prender os mosquitos!



Ressalta ainda o representante do MPE que seja feita a limpeza periódica do imóvel em qualquer origem, com capinação e remoção de entulhos e lixos, bem como a drenagem de empoçamentos de água e desinfetização de fossas e outras cavidades que se mostrem propicias à proliferação de insetos e animais transmissores de doenças.

De acordo com o promotor, “a Prefeitura de Parauapebas terá, no prazo de 15 dias, que providenciar respostas, por escrito, acerca das providências que serão tomadas mediante o que foi estabelecido através da recomendação expedida pelo MP”.

A Prefeitura de Parauabepas também deverá adotar, sob pena de responsabilidade pessoal de seu gestor, providências imediatas no sentido de cumprir as medidas estabelecidas no Plano Nacional de Controle de Dengue do Ministério da Saúde (PNDC), provendo a Secretaria Municipal de Saúde e o Departamento de Vigilância em Saúde com recursos humanos e materiais necessários ao combate ao mosquito “aedes aegypti”.

3 comentários:

  1. O MPPA e o mosquito. E a esposa do prefeito na direção do Hospital Municipal. E a OSCIP que assumiu a saúde pública de forma ilegal. O MPPA elegeu o mosquito. zzzzzzzzzzzzzzz.

    ResponderExcluir
  2. Lindolfo...vc me cansa! já falei: o Peba é BLINDADO! deixa de amolar...vc está parecendo um ZÉ RUELA!!!

    ResponderExcluir
  3. nao desista lindolfo pos somos brasileiros e nao vamos desisti de ter um mundo melhor sei que nao vamos consegui mudar o mundo mas pelo menos a cidade que vivemos vamos tentar mas tenha certeza caro amigos do pt as vossas horas esta chegando ao fim em quanto muitos come cavia e anda de jatinho tem mas de 100 pessoas nesta cidade morendo por falta de uma clinicar com uma maquina de emodialiçe as pessoas tem que sai da qui 3x por semana pra ir a maraba pos solar ele fazem a emodialiçe a mae da minha amiga percorreu 7 anos indo e vindo pra maraba quando foi nesta utima quinta feira ela veio a obito quando retorno de maraba e esta moça tem so na familia dela a qui 100 pessoas todas votarao pro dacir e pro vereador euzebio na esperança de pelo menos eles a conseguiçe amenizar esta situaçao deste povo que e tao sofrido mas prefeito este ano nos todos iremos as urnas ela vamos deicha nossa indgnaçao coitado do coutinho que nao tem bada a ver com isso

    ResponderExcluir