sábado, 13 de agosto de 2011


             Minério de ferro da Vale: lucro de 500% sobre o custo de produção
Do empresário Eike Batista há quem goste e quem não goste, mas há algo que ninguém lhe nega: é ousado.
Mas não é dele, até por falta de conhecimento, que se quer falar aqui, mas de algo que ele revelou, que é segredo trancado a sete chaves: o lucro absurdo que se tem nas atividades extrativas no Brasil, ao falar numa entrevista anteontem aoEstadão.
(…)O Brasil produz commodities a preços muito baixos.
O senhor conta com isso para reverter perdas?
Se eu produzo petróleo a US$ 18, não vou me importar muito se o petróleo cai de US$ 120 para US$ 100 (o barril), ou mesmo para US$ 80. A Vale produz o minério dela a US$ 25 a tonelada e vende por US$ 170; pode cair para US$ 150, US$ 140(…)
No caso do petróleo, ainda incidem royalties e participações especiais, ainda assim em níveis que não eixam de fazer o negócio ser espetacular em termos de lucratividade. Mas no caso do minério de ferro, o que existe de taxação é a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), de 2% apenas.
Basta fazer a conta e ver que, a US$ 150 a tonelada, exportar ferro dá um lucro de 500% sobre o gasto em sua produção. Assim é mole ser eficiente, não é, Sr. Agnelli?
Pois o senhor Agnelli, que é muito esperto, foi fazer os navios para exportar minério na China, alegando que era mais barato. Já o sr. Eike vai pagar 30% a mais para fabricar aqui quatro das sete plataformas de sua petroleira, a OGX. Vai pagar a quem? Ora, a ele mesmo, que se associou aos coreanos para montar um estaleiro onde ele será o primeiro e principal cliente. E, claro, a diferença entre o preço no exterior vai cair destes 30% rapidamente, à medida em que a escala de produção subir, como tem de subir com a exploração do pré-sal.
_________________________________________
Nota: a VALE tem lucros absurdos no Brasil, paga a menor taxa de royalty do mundo. Mas não cessa aqui a falta de sorte de Parauapebas, pois o pouco que a VALE paga ainda é saqueado pelo prefeito DARCI e sua gangue, basta ver o "Contrato do Pazinato", aquele que o Ministério Público parece fingir não vê! O contrato do Pazinato é um escândalo, basta investigar que tem "gato da SAAEP"  na parada, investigou o destino do gato é a CADEIA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário