segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Devassa na EMBRATUR

O presidente da Embratur, Flávio Dino, ex-juiz e ex-deputado federal pelo PCdoB, determinou a suspensão de assinaturas de novos convênios e uma análise rigorosa de todos os convênios em vigor. Serão 45 dias de devassa.

A Embratur é responsável pela execução da política nacional de turismo.

A coisa ainda vai render. Pode ser cedo pra se comemorar e cedo pra se condenar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário