sexta-feira, 17 de junho de 2011

TSE suspende repasse de parcelas do Fundo Partidário ao PPS e PSOL

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desaprovou na sessão desta terça-feira (14) as contas nacionais do Partido Popular Socialista (PPS) do exercício financeiro de 2003, e as contas do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) referentes à campanha eleitoral de 2006. Os ministros da Corte decidiram punir o PPS e o PSOL com a suspensão do repasse das cotas do Fundo Partidário, respectivamente, pelos períodos de seis e dois meses. Na mesma sessão, o Tribunal aprovou, com ressalvas, as contas do Partido Trabalhista Cristão (PTC) referentes à campanha eleitoral de 2010.
______________________________________________________
Nota: O PPS é o partido da ética!  Fala sério, né!

Nenhum comentário:

Postar um comentário